Just Go with It

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Just Go with It
Engana-me Que Eu Gosto[1] (PRT)
Esposa de Mentirinha[2] (BRA)
 Estados Unidos
2011 •  cor •  117 min 
Direção Dennis Dugan
Produção Adam Sandler
Jack Giarraputo
Heather Parry
Coprodução Kevin Grady
Produção executiva Barry Bernardi
Allen Covert
Tim Herlihy
Steve Koren
Roteiro Allan Loeb
Timothy Dowling
Baseado em Cactus Flower, de I. A. L. Diamond
Cactus Flower, de Abe Burrows, Pierre Barillet e Jean Pierre-Gredy
Narração Adam Sandler
Elenco Adam Sandler
Jennifer Aniston
Nick Swardson
Brooklyn Decker
Dave Matthews
Bailee Madison
Nicole Kidman
Gênero comédia romântica
Música Rupert Gregson-Williams
Direção de arte Perry Andelin Blake
Direção de fotografia Theo van de Sande
Figurino Ellen Lutter
Edição Tom Costain
Companhia(s) produtora(s) Happy Madison Productions
Distribuição Columbia Pictures
Lançamento Estados Unidos 11 de fevereiro de 2011
Brasil 4 de março de 2011
Portugal 7 de abril de 2011
Idioma inglês
Orçamento US$ 80 milhões[3]
Receita US$ 214.945.591[3]
Site oficial

Just Go with It, originalmente intitulado Holiday in Hawaii, e depois Pretend Wife[4] (Esposa de Mentirinha BRA ou Engana-me Que Eu Gosto PRT) é um filme de comédia romântica estadunidense de 2011, dirigido por Dennis Dugan e produzida por Adam Sandler, que também estrelou o filme ao lado de Jennifer Aniston. O filme foi co-protagonizado por Brooklyn Decker, Nick Swardson, Bailee Madison e Griffin Gluck e conta ainda com a participação especial de Nicole Kidman. O filme foi lançado em 11 de fevereiro de 2011, aniversário de Jennifer Aniston, pela Columbia Pictures. Foi lançado no Brasil em 4 de março de 2011.[5]

O filme é baseado no filme de 1969 Cactus Flower, que foi adaptado de uma peça teatral anterior da Broadway escrita por Abe Burrows, que por sua vez foi baseado na peça francesa Fleur de cactus. O filme indiano de 2005 Maine Pyaar Kyun Kiya? também é uma adaptação das peças teatrais e do filme de 1969.

Os personagens ficam em um hotel havaiano chamado Waldorf Astoria. Na verdade, o filme foi filmado no Grand Wailea Resort em Maui, que é propriedade da Waldorf Astoria Hotels & Resorts.[6]

O filme arrecadou mais de US$ 214 milhões, tornando-se um sucesso de bilheteria, no entanto, o filme recebeu críticas negativas dos críticos e ganhou dois prêmios do Framboesa de Ouro de pior ator e pior diretor.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Danny Maccabee (Adam Sandler) é um renomado cirurgião plástico de Los Angeles que sempre sonhou em viver um relacionamento sério, mas que aos 22 anos foi infeliz em sua tentativa de casamento, após descobrir que sua noiva só iria se casar com ele por interesse. A partir dali, para driblar a carência, Danny passou a vivenciar somente namoros sem compromissos e transas de uma só noite, dizendo a todas as mulheres que conhece que vive uma relação infeliz (na qual sua "mulher" o trai ou lhe agride) e usando sempre uma aliança para simbolizar seu "casamento". Assim, aos 45 anos, ele toca sua vida, tendo sua assistente e melhor amiga Katherine (Jennifer Aniston) como fiel escudeira. Um dia ele conhece a bela e jovem professora Palmer (Brooklyn Decker) e a paixão toma conta de ambos, até Palmer encontrar a "aliança da sorte" dele e terminar a relação por achar que ele é casado. Disposto a reconquistar a jovem por quem se apaixonou de verdade, Danny inventa que é casado, mas que está prestes a se separar. Danny pede para Katherine fingir ser sua recém ex-mulher por alguns dias e se apresentar como tal para Palmer, que insiste em conhecê-la. Para piorar a situação, o casal de filhos de Katherine entram na farsa (como os "filhos dela e de Danny"), assim como o atrapalhado primo de Danny, Eric (Nick Swardson), também. Juntos, todos vão para um resort no Havaí onde uma verdadeira aventura amorosa recheada de confusões de todos os tipos começa. Durante a viagem, Katherine ainda reencontra a fútil Devlin Adams (Nicole Kidman), uma antiga "colega" (rival) da faculdade e os imprevistos só aumentam.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Quando Adam Sandler e sua família atravessam a ponte, uma família lhes diz que a ponte é feita apenas para uma pessoa. Os dois filhos são filhos de Adam Sandler, Sadie Sandler e Sunny Sandler, e a mulher carregando um deles é a cunhada de Adam Sandler, Alexandra Titone.

Uma piada interna do filme é a cena em que a personagem de Decker encontra sua alma gêmea óbvia - o tenista profissional Andy Roddick - enquanto Decker e Roddick são realmente casados.

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O filme foi lançado nos cinemas nos Estados Unidos e no Canadá em 11 de fevereiro de 2011. O filme liderou as bilheterias do fim de semana com US$ 30.5 milhões.[7] O filme arrecadou um total de US$ 103.028.109 somente nos Estados Unidos e Canadá, bem como US$ 111.917.482 internacionalmente, trazendo um total bruto de US$ 214.945.591.[3] Muito dos totais estrangeiros veio da Rússia, onde arrecadou US$ 13.174.937.[8]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Just Go with It recebeu críticas negativas por parte dos críticos. No agregador Metacritic, o filme tem um índice de 33/100, baseado em 31 resenhas, indicando "críticas geralmente desfavoráveis"[9]. Baseado em 137 comentários críticos, detém 19% de uma classificação considerada "podre" no Rotten Tomatoes, com uma classificação média de 3,77/10.[10]

Marcelo Forlani, do Omelete, comentou: "Adam Sandler faz sempre o papel do coitado perfeitinho. É quase um Didi Mocó hollywoodiano, com a diferença que ele se dá bem no final. Jennifer Aniston faz sempre o papel da desajeitada perfeitinha. Praticamente uma Cinderella real. Dito isso, prever cada passo de Esposa de Mentirinha (Just Go With It, 2011) é mais fácil do que contar o número de risadas genuínas que a comédia romântica produzirá - e não são muitas".[11]

Márcio Sallem, do Cinema com Crítica, avaliou o filme em 2 de 5 estrelas e declarou: "Clichê desde o início nos acordes musicais óbvios ao estilo comédias de Sessão da Tarde, Esposa de Mentirinha prova que uma dúzia de risadas não faz um grande filme, mas impede, felizmente, que esta produção figure no rol das atrocidades destacadas no primeiro parágrafo da produtora de Adam Sandler".[12]

O The Daily Telegraph nomeou Just Go with It em sua lista dos "dez piores filmes de 2011", dizendo que é "um remake grosseiro e superpovoado de Cactus Flower, apresentado como um rombo sórdido de decepções em série".[13] Christopher Orr, da The Atlantic, observou que "o título em si parece um apelo à tolerância do público" e faz parte de uma tendência decepcionante envolvendo "a releitura de filmes bons, se não bastante clássicos, associados aos últimos anos 1960 e início dos anos 70".[14] Lisa Schwarzbaum da Entertainment Weekly escreveu que Just Go With It é salvo do desastre total, por Jennifer Aniston.[15]

O filme foi indicado a cinco prêmios Framboesa de Ouro como Pior Atriz Coadjuvante (Nicole Kidman), Pior Ator Coadjuvante (Nick Swardson) e Pior casal na tela (Adam Sandler com Jennifer Aniston ou Brooklyn Decker), vencendo duas, de Pior Ator (Adam Sandler) e de Pior Diretor (Dennis Dugan).[16]

Também recebeu duas indicações ao Prêmios MTV Movie & TV de melhor atuação cômica para Adam Sandler e melhor atriz para Jennifer Aniston.[17]

Referências

  1. Just Go with It (em português) no CineCartaz (Portugal)
  2. Just Go with It (em português) no AdoroCinema (Brasil)
  3. a b c «Just Go with It (2011)» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 13 de setembro de 2016 
  4. Borys Kit (8 de dezembro de 2009). «Sandler, Aniston playing 'Pretend'». The Hollywood Reporter. Nielsen Business Media. Consultado em 7 de fevereiro de 2010 
  5. Jennifer Aniston e Adam Sandler se divertem em divulgação de filme Quem
  6. «Grand Wailea in Maui: The Setting for "Just Go With It"». FiveStarAlliance.com. Consultado em 19 de junho de 2011. Arquivado do original em 24 de maio de 2012 
  7. «Just Go with It (2011) - Weekend Box Office Results» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 13 de setembro de 2016 
  8. «Just Go with It (2011) - International Box Office Results» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 13 de setembro de 2016 
  9. «Just Go with It Reviews» (em inglês). Metacritic. Consultado em 13 de setembro de 2016 
  10. «Just Go with It (2011)» (em inglês). Rotten Tomatoes. Consultado em 13 de setembro de 2016 
  11. Marcelo Forlani (3 de março de 2011). «Esposa de Mentirinha». Omelete 
  12. Crítica | Esposa de Mentirinha Cinema com Crítica
  13. «Ten worst films of 2011». The Telegraph. London. 15 de dezembro de 2011. Consultado em 17 de dezembro de 2011 
  14. Orr, Christopher (11 de fevereiro de 2011). «'Just Go With It': A Sad Union of the Saccharine and Scatological». The Atlantic. Consultado em 15 de abril de 2012 
  15. Schwarzbaum, Lisa (11 de fevereiro de 2011). «Movie Review: Just Go With It». Entertainment Weekly 
  16. Framboesa de Ouro 2012 | Conheça os piores filmes do ano Omelete
  17. Natalie Portman e Robert Pattinson são indicados ao MTV Movie Awards Ego

Ligações externas[editar | editar código-fonte]