Just Visiting

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Just Visiting
Visitantes na América (PT)
Os Viajantes do Tempo (BR)
 França,  Estados Unidos[1][2]
2001 •  cor •  88 min 
Direção Jean-Marie Gaubert
Produção Patrice Ledoux
Ricardo Mestres
Roteiro Jean-Marie Poiré
Christian Clavier
John Hughes
Elenco Jean Reno
Christina Applegate
Christian Clavier
Malcolm McDowell
Tara Reid
Bridgette Wilson
Gênero comédia
Música John Powell
Cinematografia Ueli Steiger
Companhia(s) produtora(s) Hollywood Pictures
Gaumont
Distribuição Buena Vista Pictures
Lançamento Estados Unidos 6 de Abril de 2001
Brasil 13 de Julho de 2001
Portugal 17 de Abril de 2011
Idioma inglês
Orçamento US$ 35 milhões
Receita US$ 16,176,732
Cronologia
The Visitors II: The Corridors of Time
Página no IMDb (em inglês)

Just Visiting (Les Visiteurs en Amérique na França, Os Viajantes do Tempo (título no Brasil) ou Visitantes na América (título em Portugal)) é um filme de comédia de 2001, uma refilmagem do filme francês Les Visiteurs, também serve como um spin-off do filme original e sua continuação, Les Visiteurs 2. É estrelado por Jean Reno, Christina Applegate, Christian Clavier, Malcolm McDowell, Tara Reid, e Bridgette Wilson. Filme conta a história de um cavaleiro medieval e seu servo que viajam para a Chicago do século 21, encontrando a descendente do cavaleiro. Embora o segundo filme tem um enredo diferente, ele ainda é considerado uma parte oficial da série.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

A história de fundo tem lugar no século 12 na Inglaterra medieval, onde o Senhor Thibault pretende se casar com a princesa Rosalind, a filha do rei reinante. No banquete de casamento, um inimigo dá a Thibault uma poção que o faz alucinar, e sob a sua influência, mata sua própria noiva (ao invés de seu pai, como na versão francesa), acreditando que ela é um monstro feroz. Embora sob sentença de morte, pede ajuda a um mágico para lhe dar um medicamento que vai mandá-lo de volta para o momento antes de matar a princesa Rosalind. O mágico incompetente erra o feitiço, e em vez disso, Thibault e seu servo são enviados para o século 21.

Eles acabam em um museu em Chicago, onde são presos pela polícia. Eles são resgatados por Julia Malfete (Christina Applegate), uma funcionário do museu que se assemelha a princesa Rosalind. Ela acha que Thibault é o seu parente que se afogou enquanto práticava iatismo anos atrás. Logo Thibault descobre que Julia é parte de sua família e percebe que deve voltar ao século 12 para corrigir o passado. Julia apresentá-los ao estilo moderno de vida americano, onde normas da época medieval não se aplicam mais. Antes do retorno a seu tempo, Thibault decide proteger Julia de seu dinheiro de seu noivo Hunter (Matt Ross). Enquanto isso, seu servo André se apaixona por uma linda jardineira, Angelique (Tara Reid), que lhe apresenta com o mundo de direitos iguais para todas as pessoas.

O mágico percebe seu erro e decide viajar no tempo para o futuro para ajudar Thibault. Depois que encontra-lo, com sucesso preparar uma poção para voltar ao passado. Hunter decidir descobre e tenta interferir em seus planos, mas Julia descobre suas verdadeiras intenções e rompe com ele. Antes de sair, Thibault diz a Julia que ela vai encontrar um novo e melhor namorado. Então ele e o mágico bebem a poção e voltar ao passado, pouco antes da morte da princesa Rosalind. Hunter encontra o resto da poção que envia-lo para o século 12, onde ele é capturado.

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

O filme estreou em # 12 nas bilheterias norte-americanas fazendo US$ 2272489 dólares em sua semana de estréia.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Geralmente o filme recebeu críticas negativas. Rotten Tomatoes dar ao filme uma pontuação de 33%, com base em comentários de 78 críticos.[3]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]