Just a Gigolo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Just a Gigolo é uma canção popular, adaptada por Irving Caesar para o inglês em 1929, do tango austríaco "Schöner Gigolo, armer Gigolo", composto em 1928 em Viena por Leonello Casucci e letra escrita em 1924 por Julius Brammer.[1][2]


História[editar | editar código-fonte]

A canção foi publicada pela primeira vez por Wiener Boheme Verlag em 1929 e tocada por várias orquestras na Alemanha naquele ano, incluindo a orquestra de Dajos Béla com o cantor Kurt Mühlhardt. Na Itália, Daniele Serra cantou uma versão intitulada "Gigolo", seguida por Sirio Di Piramo e sua orquestra em 1930, enquanto outros países forneceram suas próprias versões.[3]

A versão original é uma visão poética do colapso social experimentado na Áustria após a Primeira Guerra Mundial, representada pela figura de um ex-hussardo que se lembra de desfilar em seu uniforme, e agora ele tem que sobreviver como dançarino solitário. A canção apresenta uma sequência melódica simples, mas, no entanto, possui uma construção harmônica inteligente que destaca as emoções misturadas nas letras, adicionando um efeito nostálgico e agridoce.[fonte confiável?]

O sucesso da canção levou os editores Chappell & Co. a comprar os direitos e encomendar uma versão em inglês a Irving Caesar, um letrista muito popular da época. Caesar eliminou as referências austríacas específicas e, no verso frequentemente omitido (mas incluído na gravação de Bing Crosby em 1931), iniciou a ação em um café de Paris, onde um personagem local conta sua triste história. Assim, a letra manteve seu lado sentimental, mas perdeu seu valor histórico. As versões populares em 1931 foram de Ted Lewis, Ben Bernie, Bing Crosby e Leo Reisman.[4]

"Just a Gigolo" apareceu em um filme de 1931, um desenho animado de Betty Boop de 1932 e uma série de TV de 1993, todos com o título da canção. A canção foi gravada por muitos músicos da época, incluindo Louis Armstrong e (em alemão) Richard Tauber.

O filme Schöner Gigolo, armer Gigolo, dirigido por David Hemmings em 1979, foi intitulado após o primeiro verso da letra original, mas o título Just a Gigolo foi usado para a distribuição nos EUA. Neste filme, a canção foi apresentada por Marlene Dietrich, em sua última aparição no cinema.

Medley "Just a Gigolo"/"I Ain't Got Nobody"[editar | editar código-fonte]

Origem[editar | editar código-fonte]

"Just a Gigolo" é mais conhecido em uma versão gravada por Louis Prima em 1956, onde foi combinada em um medley com outro antigo standard, "I Ain't Got Nobody" (letrasde Roger A. Graham e música de Spencer Williams 1915). Esse versão liga a vida de um gigolô, ao resultado de o cantor acabar sozinho. A popularidade da combinação de Prima e as versões cover do medley de Village People, de 1978, e de David Lee Roth, de 1985, levou à percepção equivocada de alguns de que as canções são duas partes de uma única composição original.

O acoplamento das duas canções teve sua origem em uma gravação anterior de Louis Prima de 1945 (V Disc 554, lado A)[5], que foi adaptada por Sam Butera para o show de Las Vegas dos anos 50 de Prima, durante o qual Prima revisitava sua sucessos antigos em um novo estilo de jive-and-jumping. O sucesso desse show garantiu a Prima um contrato de gravação com a Capitol Records, que visava capturar em disco a atmosfera de seus shows. O primeiro álbum, intitulado The Wildest! e lançado em novembro de 1956,[6] estreou com "Just a Gigolo"/"I Ain't Got Nobody", que se tornou o número de assinatura da Prima e ajudou a relançar sua carreira.

Gravação de Prima[editar | editar código-fonte]

A sessão de gravação ocorreu em abril de 1956 no Capitol Tower Studios, em Los Angeles, e foi produzida por Voyle Gilmore. Prima recebeu apoio de seu grupo de Las Vegas, Sam Butera & the Witnesses, em sua formação original: Sam Butera (sax tenor), James "Red" Blount (trombone), William "Willie" McCumber (piano), Jack Marshall ( guitarra), Amado Rodriques (baixo) e Robert "Bobby" Morris (bateria). Keely Smith, que era a esposa de Prima e uma parte importante de seu ato, juntou-se Witnesses pelos vocais característicos de apoio. Prima cantou, mas não tocou trompete nesta faixa.


Versão de David Lee Roth[editar | editar código-fonte]

"Just A Gigolo / I Ain’t Got Nobody (Medley)"
Single de The David Lee Roth Band
do álbum Crazy from the Heat
Lançamento 1985
Formato(s) Vinil (7", 45 RPM)
Gênero(s) Hard rock, glam metal
Gravadora(s) Warner Bros. Records
Composição Irving Caesar, Leonello Casucci, Roger Graham, Spencer Williams
Produção Ted Templeman
Cronologia de singles de The David Lee Roth Band
Yankee Rose
(1986)

O cover do medley de Just A Gigolo / I Ain’t Got Nobody, foi o primeiro single do o EP Crazy from the Heat, lançado por David Lee Roth em 1985. Alavancado pelo sucesso do single, o álbum vendeu aproximadamente 1 milhão de cópias só nos EUA segundo dados do RIAA.

David fez um vídeo clipe muito engraçado para este medley, fazendo diversas referências e paródias com os principais artistas pop da primeira metade da década de 80. É possível perceber referência, por exemplo, a Michael Jackson, Cindy Lauper (que o coloca para fora do set de filmagem), e Billy Idol, que é eletrocutado.

Desempenho nas Paradas Musicais[vago][editar | editar código-fonte]

Ano Single Desempenho Álbum
US
[7]
US Rock
[8]
AUS
[9]
CAN
[10]
FIN
[11]
NL
[12]
NZ
[13]
1985 "Just a Gigolo/I Ain't Got Nobody (Medley)" 12 25 13 7 6 Crazy from the Heat

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Resultado Ref.
1985 Video Music Awards Video of the Year Indicado [14]
Best Male Video Indicado
Best Concept Video Indicado
Best Overall Performance in a Video Indicado
Viewer's Choice Indicado

Referências

  1. Mihaela Petrescu (2007). Vamps, Eintaenzer, and Desperate Housewives: Social Dance in Weimar Literature and Film. [S.l.]: ProQuest. pp. 9–. ISBN 978-0-549-44284-4 
  2. Schaal, Hans-Jürgen (2004). Jazz-Standards. Das Lexikon. 3. Auflage. (em German). Kassel: Bärenreiter. p. 269. ISBN 9783761814147 
  3. Mazzoletti, Adriano (1983). Il jazz in Italia: dalle origini alle grandi orchestre (em italiano). Roma. p. 92. ISBN 88-7063-704-2.
  4. Whitburn, Joel (1986). [https://archive.org/details/joelwpopmemories00whit Joel Whitburn's Pop Memories 1890-1954. Wisconsin, USA: Record Research Inc. p. 534. ISBN 0-89820-083-0.
  5. «Louis Prima And His Orchestra / Lt Bob Crosby (USMC) And His V-Disc Bob Cats /* - Just A Gigolo / It's A Long Way To Tipperary». Discogs (em inglês). Consultado em 27 de novembro de 2019 
  6. "Reviews and Ratings of New Albums". The Billboard. 17 de novembro de 1956. p. 26. ISSN 0006-2510
  7. Gráfico ilegal entrouall «David Lee Roth Album & Song Chart History - Hot 100» Verifique valor |url= (ajuda). Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 9 de agosto de 2011 
  8. «David Lee Roth : Allmusic : Billboard Singles». Allmusic. Consultado em 9 de agosto de 2011 
  9. «australian-charts.com - Australian charts portal». Hung Medien. Consultado em 9 de agosto de 2011 
  10. «Results - RPM - Library and Archives Canada - Top Singles». RPM. Consultado em 9 de agosto de 2011. Arquivado do original em 24 de outubro de 2012 
  11. «Sisältää Hitin (Finnish Charts since 1961)». Timo Pennanen. Consultado em 20 de agosto de 2015 
  12. «dutchcharts.nl - Dutch charts portal». Hung Medien. Consultado em 9 de agosto de 2011 
  13. «charts.org.nz - New Zealand charts portal». Hung Medien. Consultado em 9 de agosto de 2011 
  14. imdb.com/