Justo Villar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Justo Villar
Justo Villar
Informações pessoais
Nome completo Justo Wilmar Villar
Data de nasc. 30 de junho de 1977 (38 anos)
Local de nasc. Cerrito, Paraguai
Nacionalidade Paraguai paraguaio
Altura 1,71
Destro
Informações profissionais
Clube atual Chile Colo-Colo
Número 1
Posição Goleiro
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1996–2000
2001–2004
2004–2008
2008–2011
2011–2012
2013
2013–
Paraguai Sol de América
Paraguai Libertad
Argentina Newell's Old Boys
Espanha Real Valladolid
Argentina Estudiantes
Paraguai Nacional
Chile Colo-Colo
0119 0000(0)
0109 0000(0)
0135 0000(0)
0046 0000(0)
0019 0000(0)
0013 0000(0)
0101 0000(0)
Seleção nacional3
1999– Flag of Paraguay.svg Paraguai 0114 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 20 de maio de 2016.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 20 de maio de 2016.

Justo Wilmar Villar Viveros (Cerrito, 30 de junho de 1977) é um futebolista paraguaio que atua como goleiro. Atualmente, joga no Colo-Colo do Chile.

Villar ganhou destaque na campanha paraguaia na disputa da Copa América 2011, quando salvou o Paraguai em todas as partidas até a final da Copa.

Copa 2010[editar | editar código-fonte]

Depois de ser reserva de Chilavert na Copa de 2002 e se machucar no início do jogo entre Inglaterra e Paraguai pela primeira rodada do grupo B da Copa de 2006, o goleiro paraguaio pode finalmente jogar como titular uma Copa do Mundo,além de ter sido capitão da equipe que fez história na África. A seleção do Paraguai terminou em primeiro no grupo F,tendo empatado em 1x1 com a Itália na estreia,vencido a Eslováquia por 2x0 no jogo seguinte e empatado em 0x0 com a Nova Zelândia que seja, curiosamente, a única equipe a deixar aquela copa invicta, que também havia empatado com Itália e Eslováquia,ambos por 1x1 na terceira rodada.

Nas oitavas,a equipe tornou a empatar em 0x0, dessa vez com o Japão, que havia sido o segundo colocado do grupo E da competição. Na disputa por pênaltis, os paraguaios levaram a melhor:converteram todas as penalidades e viram o rival errar uma:Vitória por 5 a 3.Nas inéditas quartas de final,os paraguaios endureceram para a Espanha,que viria a ser a campeã do torneio.O jogo terminou em 1x0 para os espanhóis,com gol de David Villa e direito a duas defesas de pênaltis. Quando o jogo ainda estava 0a0, Óscar Cardozo sofreu pênalti de Gerard Piqué,cobrou mal e viu o goleiro Casillas defender.Logo no lance seguinte,o árbitro marcou um pênalti para os espanhóis. Xabi Alonso converteu, porém, o juiz mandou voltar e Villar fez a defesa. Essa foi a melhor participação do Paraguai em um mundial de futebol na história.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Libertad
Newell's Old Boys

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]