Káon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Na física de partículas, káon é o nome coletivo de quatro partículas subatómicas: K+, K, K0 e anti-K0. Káons são os mesões mais leves que possuem um quark s (ou antiquark s). Possuem spin nulo (bósons, portanto). Descobertos em 1964, pelo Laboratório Nacional de Brookhaven. Essas partículas como os mesões B violam a simetria CP, pois os anti-K0 transformam-se em K0 com uma frequência um pouco menor que o inverso.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Particle Data Group; Eidelman, S.; Hayes, K. G.; Olive, K. A.; Aguilar-Benitez, M.; Amsler, C.; Asner, D.; Babu, K. S.; Barnett, R. M.; Beringer, J.; Burchat, P. R.; Carone, C. D.; Caso, S.; Conforto, G.; Dahl, O.; d'Ambrosio, G.; Doser, M.; Feng, J. L.; Gherghetta, T.; Gibbons, L.; Goodman, M.; Grab, C.; Groom, D. E.; Gurtu, A.; Hagiwara, K.; Hernández-Rey, J. J.; Hikasa, K.; Honscheid, K.; Jawahery, H.; et al. (2004). "Review of Particle Physics*1". Physics Letters B [S.l.: s.n.] 592 (1): 1. arXiv:astro-ph/0406663. Bibcode:2004PhLB..592....1P. doi:10.1016/j.physletb.2004.06.001. 
Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.