K-pop

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de K-Pop)
Ir para: navegação, pesquisa
K-pop
Origens estilísticas Rhythm and bluesJazzFolkDanceClássicoRock and rollR&B
Contexto cultural Nominalmente nos anos 1990; traçando as raízes dos anos 1960.
Instrumentos típicos VocalRapDrum machine, Drum pad • BateriaBaixo elétricoTecladosPianoSamplerSequencer, SintetizadorVocoder, Auto-tune • Uso ocasional de vários outros instrumentos
Popularidade Mundialmente
Subgêneros
Bubblegum popDance-pop • Operatic pop • Power popSoundtrackSynthpopSpace age popSunshine pop • Traditional pop • Teen pop
Gêneros de fusão
Pop Rap, Pop Rock, Pop Punk, Country Pop e Operatic Pop
Formas regionais
Cidade de Seul
Outros tópicos
C-popJ-popB-pop

KPOP (em coreano: 가요, kayo[1] ) (uma abreviação de pop coreano, música pop coreana ou música popular coreana[1] ) é um gênero musical consistindo de dança, música eletrônica, electropop, hip hop, rock e R&B originários da Coreia do Sul.[1] [2] [3] [4] [5] Além da música, KPOP cresceu em uma subcultura popular entre os adolescentes e adultos jovens em todo o mundo.[6] Embora em um âmbito maior KPOP pode incluir outros gêneros de "música popular" dentro da Coreia do Sul, fora do país, o termo é mais comumente usado para canções cantadas por ídolos teen do país, com músicas que abrangem principalmente os estilos que vão de dance music, eletrônica, rap, hip-hop, e gêneros de R&B.[7] A partir de 1992, o rap se tornou muito popular no país devido à Seo Taiji & Boys, que é visto como o início KPOP moderno.[7] Gêneros como balada e rock ainda são populares hoje, no entanto, o termo pode ser discutível.

Com o surgimento das redes sociais durante a segunda metade da década 2000, a capacidade do KPOP cresceu e atingiu um público anteriormente inacessível através da Internet e está levando a uma mudança na exposição e popularidade do gênero.[8] A onda coreana espalhou o KPOP para o Pacífico, Américas, Eurásia e África do Norte.

Popularidade e Impacto[editar | editar código-fonte]

A Coréia do Sul está emergindo no século 21 como um grande exportador de cultura popular. Como parte da onda coreana, o K-pop tem sido abraçada pelo governo sul-coreano como uma ferramenta para soft power no estrangeiro, nomeadamente em relação aos jovens. A The Economist apelidou cultura pop coreana como "trendsetter mais importante da Ásia".

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Visualizações no YouTube[editar | editar código-fonte]

Dos 2,28 bilhões em todo o mundo das visualizações de K-pop no YouTube em 2011, 240 milhões vieram dos Estados Unidos, que foi mais que o dobro de 2010 (94 milhões).[9]

PSY, cujo videoclipe para "Gangnam Style" tornou-se o primeiro a chegar a mais de um bilhão de visualizações no YouTube[10]
Lista dos vídeos de K-pop mais vistos no YouTube
Posição Artista(s) Título Ano Nota(s) Visualizações (milhões)
1 PSY "Gangnam Style" 2012 "Primeiro vídeo de K-pop a chegar a mais de um bilhão de visualizações no YouTube" 2,385
2 PSY "Gentleman" 2013 861
3 PSY feat. Hyuna "Oppa Is Just My Style" 2012 583
4 PSY ft. Snoop Dogg "Hangover" 2014 212
5 Big Bang "Fantastic Baby" 2012 161
6 Girls' Generation "Gee" 2009 Primeiro vídeo por um grupo K-pop a superar 100 milhões de visualizações no YouTube[11] 143
7 Girls' Generation "I Got a Boy" 2013 136
8 2NE1 "I Am the Best" 2011 128
9 Girls' Generation "The Boys" 2011 Versão Coreana 120
10 Girls' Generation "Mr. Taxi" (Dance Ver.) 2011 Versão Japonesa 104
11 Hyuna "Bubble Pop" 2011 Cantora sul-coreana com o maior número de visualizações em um videoclipe 95
12 Super Junior "Mr. Simple" 2011 95
13 Girls' Generation "Oh!" 2010 84
14 f(x) "Electric Shock" 2012 83
15 Hyuna "Ice Cream" 2012 74
16 EXO "Growl" 2013 Versão Coreana 74
17 EXO "Overdose" 2014 Versão do EXO-K 71
18 Girl's Generation "Run Devil Run" 2010 69
19 Super Junior "Bonamana" 2010 66
20 Big Bang "Bad Boy" 2012 66
Última atualização: 1 de agosto de 2015.

Visão Social[editar | editar código-fonte]

A influência social que do k-pop tem movimentado jovens do mundo inteiro, a partir do gênero musical popular da Coréia do Sul. Aproveitando uma junção de gêneros para que se chame mais atenção do público alvo, até que interfere gradativamente na vida dos ouvintes, e por mais que não seja muito reconhecido no Ocidente, o k-pop vem atraindo vários curiosos por aqui.

Atualmente com a venda do conteúdo musical, muitos outros serviços são compartilhados para o entretenimento do público. A Coréia do Sul, possui uma fama de produzir filmes, dramas dentre outros muitos modos de variedades para cativar a população asiática. Trazendo assim, novos meios de propagar a sua cultura.

O k-pop cresce ano à ano aos poucos, por conta dos ídolos ou k-idols - como são geralmente conhecidos -, e as empresas de entretenimento que investem em pessoas para que possam espalhar o poder que a cultura e talentos dos mais diversos, possam atingir o mundo e assim conseguir novos seguidores. As agências chegam a gastar quase meio milhão de dólares para criar um futuro talento. Com todo este gasto e com a ajuda da internet, o k-pop está ganhando influência firmemente em mercados estrangeiros não-asiáticos, mais notavelmente nos Estados Unidos, Canadá, Austrália, além do Brasil e outros países latinos como o Peru e Argentina.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Holden, Todd Joseph Miles; Scrase, Timothy J.. Medi@sia: global media/tion in and out of context. [S.l.]: Taylor & Francis, 2006. p. 144. ISBN 978-0-415-37155-1 Página visitada em 5 December 2011.
  2. Jung, Sun. Korean masculinities and transcultural consumption: Yonsama, Rain, Oldboy, K-Pop idols. [S.l.]: Hong Kong University Press, 2011. p. 5. ISBN 978-988-8028-66-5 Página visitada em 5 December 2011.
  3. Hartong, Jan Laurens. Musical terms worldwide: a companion for the musical explorer. [S.l.]: Semar Publishers, 2006. p. 15. ISBN 978-88-7778-090-4 Página visitada em 5 December 2011.
  4. Kim, Myung Oak; Jaffe, Sam. The new Korea: an inside look at South Korea's economic rise. [S.l.]: AMACOM Div American Mgmt Assn, 2010. p. 169. ISBN 978-0-8144-1489-7 Página visitada em 5 December 2011.
  5. "허영생 "허영생은 발라드라는 고정관념 깨고파"", 15 May 2011. Página visitada em 4 December 2011. (em Korean) “Young Saeng: Se mencionado sobre Heo Young Saeng, as pessoas tendem a pensar sobre baladas.”
  6. Donald MacIntyre. "Flying Too High?", TIME Magazine, 2002-07-29. Página visitada em 2012-07-03.
  7. a b K-Pop Doosan Encyclopedia Naver. Visitado em 11 March 2012.
  8. Yoon, Lina. (2010-08-26) K-Pop Online: Korean Stars Go Global with Social Media. TIME. Retrieved on 2011-02-20.
  9. Kim Yoon-mi. "K-pop's SNS explosion". Página visitada em 30 August 2012.
  10. Anthony Wing Kosner. "Out Of This World! Gangnam Style Hits One Billion Views And Now Even NASA's In PSY's Orbit", Forbes, 21 December 2012. Página visitada em 21 December 2012.
  11. SNSD's 'Gee' Becomes First Idol Group MV to Reach 100 Million Views CJ E&M.
Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.