KIC 8462852

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
KIC 8462852
KIC 8462852 in IR and UV.png
KIC 8462852 em infravermelho e ultravioleta
Dados observacionais (J2000)
Constelação Cygnus
Asc. reta 20h 06m 15,457s
Declinação +44° 27′ 24,61″
Magnitude aparente +11,765 ±0,017
Características
Tipo espectral F3V
Astrometria
Distância 1480 anos-luz
454 pc
Magnitude absoluta 3,08
Detalhes
Massa 1,43 M
Raio 1,58 R
Luminosidade 4,7 L
Temperatura 6750±120 K
Metalicidade 0.0±0.1
Rotação 0.8797±0.0001 dias
Outras denominações
Estrela de Tabby ou WTF Star
NGC 6866 map.png

KIC 8462852 (também conhecido como Estrela de Tabby[nt 1] ou WTF Star, por causa do artigo "Where's The Flux?"[1]) é uma estrela de classe F da sequência principal localizada na constelação Cisne a aproximadamente 454 parsecs (1.480 anos luz) da Terra. Em setembro de 2015, foi publicado um artigo[2] especulando sobre a possibilidade de que as flutuações peculiares observadas na curva de brilho desta estrela poderiam estar associadas a uma estrutura artificial de proporções gigantescas circundando o astro, que teria sido construída por uma civilização alienígena. Os dados registrados pelo telescópio espacial Kepler[3] apresentam um padrão realmente incomum, o que levou muitos pesquisadores a se interessar pelo caso, e vários outros artigos foram publicados para tentar explicar o fenômeno, uma vez que a oscilação da luminosidade das demais estrelas observadas não ultrapassa a marca de 1%, enquanto KIC 8462852 já produziu oscilações que remontam a 22% de obscurecimento na luminosidade emitida pela estrela.[4]

Hipóteses[editar | editar código-fonte]

Uma das hipóteses propostas para explicar a curva de brilho sugere que seria provocada por cometas, ou pela existência de inúmeros pequenos corpos que orbitariam os arredores desta estrela em conjunto, porém essa explicação foi contestada por um artigo que sugere uma possibilidade mais plausível,[5] presumindo um conjunto com pequeno número de grandes objetos, cujo plano do equador do objeto principal esteja inclinado quase 90° em relação ao plano orbital destes objetos em torno da estrela, enquanto os demais objetos estariam quase no mesmo plano do equador do corpo maior. Em outubro de 2015 o astrofísico Michio Kaku declarou à CBS News que todos os suspeitos usuais (cometas, planetas e asteroides) foram descartados e que KIC 8462852 foi a única anomalia deste tipo encontrada entre centenas de milhares de estrelas analisadas pelo telescópio Kepler. A hipótese que uma megaestrutura similar a uma Esfera de Dyson poderia estar produzindo esta oscilação no brilho da estrela, se comprovada, seria classificada por Kaku como "a maior notícia dos últimos 500 anos".[6][7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Os nomes "Estrela de Tabby" e "Estrela de Boyajian" referem-se ao autor principal do estudo inicial, Tabetha S. Boyajian

Referências

  1. «KIC 8462852: Where's the Flux?». Astronomy and meta-Astronomy by Jason Wright. Consultado em 17 de agosto de 2016 
  2. Wright, Jason T.; Kimberly M. S. (23 de dezembro de 2015). «The \^G Search for Extraterrestrial Civilizations with Large Energy Supplies. IV. The Signatures and Information Content of Transiting Megastructures». The Astrophysical Journal. 816 (1). 17 páginas. ISSN 1538-4357. doi:10.3847/0004-637X/816/1/17 
  3. «KEPLER Search». archive.stsci.edu. Consultado em 21 de janeiro de 2016 
  4. Plait, Phil (14 October 2015). «Did Astronomers Find Evidence of an Alien Civilization? (Probably Not. But Still Cool.)». Slate. Consultado em 15 October 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  5. Melao. «Descoberta estrutura alienígena a 1500 anos-luz?». www.saturnov.com. Consultado em 22 de janeiro de 2016 
  6. «Are experts really searching for alien megastructures in space?». CBS News. Consultado em 2 de junho de 2016 
  7. «Top theoretical physicist Kaku: 'Colossal space object, possible alien superstructure, civilization, found 1,500 light-years from Earth'». IH. Consultado em 2 de junho de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Estrelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.