Kachorra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Kachorra
Informação geral
Formato Telenovela
Criador(es) Gustavo Barrios
Diana Segovia
País de origem  Argentina
Idioma original espanhol
Produção
Diretor(es) Jorge Montero
Miguel Colom
Produtor(es) Gabriel Fierro
Tema de abertura «Cuesta Arriba, cuesta abajo» por Natalia Oreiro
Exibição
Emissora original Argentina Telefe
Transmissão original 20 de maio de 2002 - 13 de dezembro de 2002
Episódios 150
Cronologia
Yago, pasión morena
Máximo corazón
Programas relacionados Doce Fugitiva

Kachorra é uma telenovela argentina produzida e exibida pela Telefe entre 20 de maio e 13 de dezembro de 2002[1].

Foi protagonizada por Natalia Oreiro e Pablo Rago.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Antonia é uma garota do bairro de origem humilde e com pouca cultura a que todos chamam Kachorra. Ela é o café, os seus estudos originais foram confecções. Kachorra tem um ótimo interior, otimista, cheio de entusiasmo pela vida e uma força de alegria contagiante; engraçado, espirituoso e capaz de extrair recursos modo inesperado sempre superar as dificuldades.

A história começa com um crime, e o acusado é Kachorra. Desde que ele não pode provar sua inocência, ele leva um acidente de escapar. Achával Rosario, uma mulher mais velha do que ela, com outra cultura e outro corpo tem sido a vítima do acidente. Kachorra rouba o saco e currículo, e assume a personalidade desta senhora, que estava prestes a assumir o cargo de governanta na casa da família Moravia. No banheiro de uma estação de muda seu olhar, o cabelo é cortado, e manchados. Kachorra trata de sua nova casa de uma poderosa família de empresários em alimentos, com os documentos roubados e outra pessoa suplantando a necessidade, torná-lo um impostor como a única maneira de escapar da polícia. Bruno Moravia, seu chefe, um cavalheiro estruturado que estava no comando de seus dois irmãos mais novos, depois da morte de seus pais. Kachorra está sempre prestes a ser descoberto e vive uma situação de perigo e vulnerabilidade permanente, entremeada com momentos engraçados comédia quando o inexperiente ignorante e deve tentar a olhar como uma governanta profissional e respeitável que deve cuidar para e educar dois adolescentes muito problemáticos.

Com Bruno, formou uma história de amor cheia de paixão, conflitos e muitas vicissitudes, com curvas surpreendentes de porca, em momentos-chave, eles trazem uma nova força e interesse para a trama. Assim, "Kachorra" deve situações de trânsito de amor e situações de "comédia", engraçado, bem-humorado e apoiada principalmente na comédia e simpatia do protagonista desenvolvimento de um modo particular, em caráter situação sem precedentes, pois é para ser um fugitivo, um impostor e, simultaneamente, uma heroína de amor.

Elenco[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. «Natalia Oreiro es Kachorra» (em espanhol). Terra. 16 de maio de 2002. Consultado em 3 de janeiro de 2017. Arquivado do original em 4 de janeiro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]