Kali Liménes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Grécia Kali Liménes

Καλοί Λιμένες

Kaloi Liménes

 
  Localidade  
Praia de Kali Liménes
Praia de Kali Liménes
Localização
Kali Liménes está localizado em: Creta
Kali Liménes
Localização de Kali Liménes em Creta
Kali Liménes está localizado em: Grécia
Kali Liménes
Localização de Kali Liménes na Grécia
Coordenadas 34° 55' 55" N 24° 48' 7" E
Região Creta
Unidade regional Heraclião
Município Festo
Unidade municipal Moires
Características geográficas
População total (2011) [1] 21 hab.

Kali Liménes (em grego: Καλοί Λιμένες; transl.: Kaloí Liménes), também conhecido no passado como Kali Limiones e Calus Limniones, é uma aldeia e um porto petrolífero no sul da ilha de Creta, Grécia. Faz parte da comuna de Pigaidákia , unidade municipal de Moires,[2] do município de Festo e da unidade regional de Heraclião. Em 2011 tinha 21 habitantes.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Kali Liménes situa-se a sul da serra de Asterúsia (que separa a planície de Messara da costa do mar da Líbia), 19 km a oeste de Lentas (antiga Levin), 21 km a sudeste de Mátala e 74 km a sudoeste de Heraclião. Kali Liménes é um porto natural usado desde a Antiguidade. A menos de 3 km a leste, encontram-se as ruínas de Lasaia (ou Lassea), um assentamento que foi um dos principais portos de Gortina, a capital de Creta durante o período romano.[3] As ruínas situam-se junto à minúscula aldeia de Lassaia, a pouca distância da aldeia de Crisóstomo.[2]

Em frente ao porto situa-se o ilhéu de Agios Pavlos (São Paulo), coberta por depósitos de petróleo destinados ao reabastecimento de navios que cruzam o Mediterrâneo e se dirigem ou vêm do canal do Suez.[4] Apesar do movimento de navios, a extensa praia de areia cinzenta de Kali Liménes atrai bastante visitantes, principalmente habitantes de Heraclião nos fins de semana. Ao longo costa montanhosa para leste, cuja beleza natural das suas paisagens áridas e selvagens é realçada nos guias turísticos, há outras praias, como a de Crisóstomo e Platia Peramata.[2][5] No monte a sudoeste de Kali Liménes, em frente ao ilhéu de Agios Pavlos, encontra-se uma das únicas igrejas dedicadas a São Paulo, construída no período bizantino[6] e reconstruída na década de 1960. Perto dela há uma caverna onde, segundo lenda, teria vivido o apóstolo durante dois anos.[5]

Seguindo a estrada para norte para Sivas, ao longo da serra de Asterúsia, a 7 km de Kali Liménes e 250 metros de altitude, encontra-se o mosteiro de Odigitria (ou Moni Hodeghetria),[2] fundado no século XIV e um dos mais importantes de Creta. No passado, Kali Liménes e toda a área a sudoeste do mosteiro eram propriedade do mosteiro. Os montes de Asterúsia foram um importante centro de ascetismo em Creta. O ascetismo desenvolveu-se principalmente nas gargantas de Agiofarago ("garganta santa") e Martsalo, ambas propriedade do mosteiro. Devido a isso, a região é conhecida como "Monte Atos de Creta", em referência ao célebre estado monástico do norte da Grécia.[7]

História[editar | editar código-fonte]

Kali Liménes (ou Lassea) é mencionada nos Atos dos Apóstolos (27.8), onde desembarcou o navio que levava o apóstolo São Paulo prisioneiro de Cesareia para Roma.[2] O navio navegou ao longo da costa sul de Creta para evitar os ventos contrários de noroeste e foi obrigado a abrigar-se temporariamente no "porto ameno" esperando ventos favoráveis.[8][9] São Paulo queria passar o inverno no local, mas o capitão do navio e o centurião encarregue da sua guarda recusaram, tendo o navio seguido viagem, para pouco depois ser colhido por uma tempestade que o arrastou para além de Claudia (a ilha de Gavdos) e que acabou por fazê-lo naufragar em Malta.[2] Contudo, outros historiadores relatam que provavelmente Paulo desembarcou mais a ocidente,[10] em Loutró, na região de Sfakiá, onde há uma capela no local da costa onde se diz que o santo batizou os primeiros convertidos cretenses, ou então em Phoinikas (Fénix), uma pequena aldeia na baía a oeste de Loutró.[11] Segundo a tradição local e alguns estudiosos da bíblia, o apóstolo São Paulo teria estado em Kali Liménes para pregar a fé cristã em Creta.[12][9]

Durante o domínio veneziano (Ducado de Cândia), Kali Liménes foi usado por contrabandistas estrangeiros.[13] Quando o explorador inglês Thomas Spratt visitou a região em 1865, esta pertencia ao mosteiro de Odigitria, cujo abade estava obrigado a manter um posto no porto e a informar as autoridades otomanas de qualquer movimentos de navios.[6]

Referências

  1. «Resultados do censo de 2011» (XLS). www.statistics.gr (em grego). Serviço Estatístico Nacional da Grécia. Consultado em 13 de fevereiro de 2014 
  2. a b c d e f Fisher, John; Garvey, Geoff (2007), The Rough Guide to Crete, ISBN 978-1-84353-837-0 (em inglês) 7ª ed. , Nova Iorque, Londres, Deli: Rough Guides, p. 154 
  3. «Heraklio-Towns» (em inglês). Helenic Resources Network (www.hri.org). Greek National Tourism Organization. Consultado em 16 de fevereiro de 2014 
  4. «Kali Limenes beaches» (em inglês). www.cretanbeaches.com. Consultado em 16 de fevereiro de 2014 
  5. a b «Asterousia Mountains» (em inglês). www.cretanbeaches.com. Consultado em 16 de fevereiro de 2014 
  6. a b Spratt, Thomas A.B. (1865), Travels and Researches in Crete, 1865, II 1-6 (em inglês), II, p. 1–6 
  7. «Odigitria Monastery near Sivas» (em inglês). www.cretanbeaches.com. Consultado em 16 de fevereiro de 2014 
  8. White, Jefferson (2001), «Caesarea to Fair Havens», Apostle Paul's Shipwreck. An Historical Examination of Acts 27 and 28, ISBN 978-0-9705695-0-9 (em inglês), Parsagard Press, consultado em 16 de fevereiro de 2014, cópia arquivada em |arquivourl= requer |arquivodata= (ajuda) 🔗  |title= e |título= redundantes (ajuda); |access-date= e |acessodata= redundantes (ajuda)
  9. a b «Paul's Journey to Rome» (em inglês). MANNA Bible Maps. New Testament Geography. 2007. Consultado em 16 de fevereiro de 2014. Arquivado do original em 17 de setembro de 2010 
  10. Llewellyn-Smith, Michael (1965), The Great Island (PDF), ISBN 978-0-95282-4-2 Verifique |isbn= (ajuda) (em inglês), Longmans. Ed. online: Sunshade Press, consultado em 16 de fevereiro de 2014 
  11. Fielding, Xan (1953), The Stronghold: An Account of the Four Seasons in the White Mountains of Crete (em inglês), Secker and Warburg 
  12. «Heraklion Prefecture from North to South» (em inglês). www.crete-kreta.com. Consultado em 16 de fevereiro de 2014 
  13. Σπανάκη, Στέργιου [Spanáke, Stérgiou], «Μνημεία Κρητ [Monumentos de Creta]», Ιστορίας [Istorías] (em grego), V (17) 


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Kali Liménes