Kamehameha I

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura a técnica da série Dragon Ball, veja Kamehameha (Dragon Ball).
Kamehameha I
Rei do Havaí
Reinado julho de 1782 - 18 de março de 1819
Consorte Kaʻahumanu
Keōpūolani
Kalola-a-Kumukoʻa
Peleuli
Kalākua Kaheiheimālie
Namahana Piʻia
Kahakuhaʻakoi Wahinepio
Kekāuluohi
Kekikipaa
Manono II
Kānekapōlei (solteira)
Coroação julho de 1782
Sucessor(a) Kamehameha II
 
Casa Casa de Kamehameha
Dinastia Kamehameha
Título(s) Kamehameha, o Grande
Nome completo
Kalani Paiʻea Wohi o Kaleikini Kealiʻikui Kamehameha o ʻIolani i Kaiwikapu kaui Ka Liholiho Kūnuiākea
Nascimento julho de 1758
Kapakai, Kokoiki, Moʻokini Heiau, Kohala, Ilha Havai
Morte 08 de maio de 1819 (60 anos)
Kamakahonu, Kailua-Kona, Kona, Ilha Havai
Sepultamento 5 de agosto de 1819
Filho(s) Liholiho (Kamehameha II)
Kauikeaouli (Kamehameha III)
Nāhiʻenaʻena
Kamāmalu
Kīnaʻu (Kaʻahumanu II)
Kahōʻanokū Kīnaʻu
Pauli Kaʻōleiokū (ilegitimo)
Pai Keōua
Mãe Kekuiapoiwa II


Kamehameha I (c. julho de 17588 de maio de 1819), também conhecido como Kamehameha, o Grande, conquistou as Ilhas Havaianas e estabeleceu formalmente o Reino do Havaí em 1810[1]. Desenvolvendo alianças com as maiores potências coloniais do Pacífico, Kamehameha manteve a independência do Havaí sob seu comando [carece de fontes?].

Ele nasceu, provavelmente em novembro ou dezembro de 1758, em Kohala do Norte, filho de Kekuiapoiwa, filha de um chefe Kona, e, provavelmente, de Keoua, chefe de Kohala, e inicialmente se chamava Pai'ea[2]. Segundo a lenda, seu nascimento foi acompanhado de tempestades e luzes estranhas, sinais de um grande chefe[2].

Por causa dos sinais, e das rivalidades com os clãs guerreiros, Kamehameha foi escondido, crescendo em Waipio, e retornando a Kailua aos cinco anos de idade[2]. Lá, ele viveu com seu pais, e, após a morte do pai, foi treinado pelo tio, o rei Kalani'opu'u[2].

Um ano após a morte do Capitão Cook, Kalani'opu'u dividiu o reino entre seu filho Kiwala'o, que recebeu o poder político, e Kamehameha, que recebeu o deus da guerra Ku-ka'ili-moku[2]. Após a morte de Kalani'opu'u em 1782, começou uma guerra entre Kiwala'o e Kamehameha, e depois da morte de Kiwala'o, ele teve que enfrentar Kahekili, rei de Maui, e seu primo Keoua, chefe de Puna e Ka'u[2].

O arquipélago foi apenas unificado em 1810, após várias batalhas onde foram introduzidas armas de fogo e canhões[2].

Kamehameha é lembrado pelo Mamalahoe, a "Lei da Pá Lascada", que protege os direitos humanos de não-combatentes em tempos de batalha [carece de fontes?]. O nome havaiano completo de Kamehameha é Kalani Paiʻea Wohi o Kaleikini Kealiʻikui Kamehameha o ʻIolani i Kaiwikapu kaui Ka Liholiho Kūnuiākea [carece de fontes?].

Foi sucedido pelo seu filho primogénito Liholiho, que reinou com o nome de Kamehameha II.[1] Kamehameha II visitou o Império do Brasil e o Reino Unido em 1824.[3]

Kamehameha I foi homenageado ainda no século de sua morte com a construção de uma estátua em que aponta para o mar segurando uma criança no colo [carece de fontes?].

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Akira Toriyama, o criador da franquia de mangá e anime Dragon Ball, nomeou o golpe principal dos personagens do anime de Kame-hame-ha em sua homenagem. Ele não sabia que nome dar ao principal golpe dos Guerreiros Z, e quando estava de viagem no Havaí ele queria algo forte, que terminasse com HA para tornar o grito mais impactante. Sua esposa, então, sugeriu usar o nome do rei Havaiano Kame-hame-ha.

Referências

  1. a b Kamehameha I, site Kamehameha Schools
  2. a b c d e f g Diana Lee Rhodes, Overview of Hawaiian History, A. Reign of King Kamehameha, 2. Kamehameha's Rise to Power, 1758-1819
  3. Revista Brasil-Europa - Comitiva real do Havaí no Rio de Janeiro
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Kamehameha I
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.