Kappa Crucis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
κ Crucis
Dados observacionais (J2000)
Constelação Crux
Asc. reta 12h 53m 48,9s[1]
Declinação -60° 22′ 34,5″[1]
Magnitude aparente 5,94[1]
Características
Tipo espectral B5 Ia[1]
Cor (U-B) -0,58[2]
Cor (B-V) +0,22[2]
Astrometria
Velocidade radial -3,50 km/s[1]
Mov. próprio (AR) -5,05 mas/a[3]
Mov. próprio (DEC) -1,09 mas/a[3]
Paralaxe 0,4334 ± 0,0481 mas[3]
Distância 7500 ± 850 anos-luz
2300 ± 260 pc
Detalhes
Massa 23[4] M
Raio 47[5] R
Gravidade superficial 2,2 cgs (log g)[6]
Luminosidade 150 000[4] L
Temperatura 15 950[6] K
Metalicidade [Fe/H] = 0,09 ± 0,22[6]
Rotação >70 km/s[4]
Outras denominações
NGC 4755 2, CD-59 4460, HR 4890, HD 111973, HIP 62931, SAO 252077.[1]
Kappa Crucis
Crux constellation map.png

Kappa Crucis (κ Cru, κ Crucis) é uma estrela pertencente ao aglomerado estelar NGC 4755 (Caixa de Joias), na constelação de Crux, a cerca de 7 500 anos-luz (2 300 parsecs) de distância da Terra.[3] A olho nu, o aglomerado é visível como um objeto nebuloso de quarta magnitude, sendo necessário pelo menos binóculo para observar as estrelas individualmente.[7] Kappa Crucis é uma estrela branco-azulada com uma magnitude aparente de 5,94.[1] Dados fotométricos obtidos na missão Hipparcos detectaram que sua magnitude varia levemente em 0,0141 periodicamente a cada 9,536 dias.[8]

Kappa Crucis está em um estágio avançado de seu ciclo de vida, sendo uma estrela supergigante de classe B com um tipo espectral de B5 Ia.[1] De fato é uma estrela muito massiva e luminosa, com 23 vezes a massa solar e luminosidade mais de 150 mil vezes maior que a solar.[4] Seu raio, calculado com base em seu diâmetro angular, equivale a 47 raios solares.[5] Tem uma temperatura efetiva de 15 950 K,[6] a qual lhe dá a coloração branco-azulada típica de estrelas de classe B.[9] Não possui estrelas companheiras conhecidas.[10]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h «SIMBAD query result - kap Cru». SIMBAD. Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Consultado em 1 de junho de 2014. 
  2. a b Dachs, J.; Kaiser, D (novembro de 1984). «UBV photometry of the southern galactic cluster NGC 4755 = Kappa Crucis». Astronomy and Astrophysics Supplement Series. 58. pp. p. 411–429. Bibcode:1984A&AS...58..411D 
  3. a b c d Gaia Collaboration: Brown, A. G. A.; Vallenari, A.; Prusti, T.; de Bruijne, J. H. J.; et al. (2018). «Gaia Data Release 2. Summary of the contents and survey properties». Astronomy & Astrophysics. arXiv:1804.09365Acessível livremente. doi:10.1051/0004-6361/201833051.  Catálogo Vizier
  4. a b c d Dufton, P. L.; et al. (outubro de 2006). «The VLT-FLAMES survey of massive stars: stellar parameters and rotational velocities in NGC 3293, NGC 4755 and NGC 6611». Astronomy and Astrophysics. 457 (1). pp. pp.265–280. Bibcode:2006A&A...457..265D. doi:10.1051/0004-6361:20065392 
  5. a b Pasinetti Fracassini, L. E.; Pastori, L.; Covino, S.; Pozzi, A (fevereiro de 2001). «Catalogue of Apparent Diameters and Absolute Radii of Stars (CADARS) - Third edition - Comments and statistics». Astronomy and Astrophysics. 367. pp. p.521–524. Bibcode:2001A&A...367..521P. doi:10.1051/0004-6361:20000451 
  6. a b c d Soubiran, C.; Le Campion, J.-F.; Cayrel de Strobel, G.; Caillo, A (junho de 2010). «The PASTEL catalogue of stellar parameters». Astronomy and Astrophysics. 515. pp. A111, 5 pp. Bibcode:2010A&A...515A.111S. doi:10.1051/0004-6361/201014247 
  7. Ridpath, Ian; Tirion, Wil (2007). Stars and Planets. [S.l.: s.n.] 134 páginas. ISBN 978-0-691-13556-4 
  8. Koen, Chris; Eyer, Laurent (março de 2002), «New periodic variables from the Hipparcos epoch photometry», Monthly Notices of the Royal Astronomical Society, 331 (1): 45–59, Bibcode:2002MNRAS.331...45K, arXiv:astro-ph/0112194Acessível livremente, doi:10.1046/j.1365-8711.2002.05150.x. 
  9. «The Colour of Stars», Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation, Australia Telescope, Outreach and Education, 21 de dezembro de 2004, consultado em 2 de junho de 2014. 
  10. Eggleton, P. P.; Tokovinin, A. A. (setembro de 2008), «A catalogue of multiplicity among bright stellar systems», Monthly Notices of the Royal Astronomical Society, 389 (2): 869–879, Bibcode:2008MNRAS.389..869E, arXiv:0806.2878Acessível livremente, doi:10.1111/j.1365-2966.2008.13596.x. 
Ícone de esboço Este artigo sobre Estrelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.