Karasahr

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mesquita de Karasahr.
Rio Kaidu.

Karasahr ou Karashahr (em chinês: Yanqi[1]) é uma cidade em Xinjiang (China), situada em um oásis na variante terrestre da Rota da Seda que passa ao norte do Deserto de Taklamakan/ Bacia do Tarim. Está a oeste de Turfan e a leste de Kucha. Os mais antigos vestígios do budismo no local são as ruínas de dois complexos de templos, que datam dos Séculos III e IV[2].

História[editar | editar código-fonte]

No censo de 2000, sua população era de 29.000 habitantes. No censo de 2006, sua população era de 31.773 habitantes, dos quais: 16.032 eram da etnia Han, 7.781 da etnia Hui, 7.154 uigures, 628 mongóis, 178 de outras etnias. A população rural era de 1.078 pessoas.

A cidade está nas margens do Rio Kaidu, é servida pela Rodovia 314 e pela Estrada de Ferro do Sul de Xinjiang, sendo um importante centro de distribuição e de negócios na região.

Outro ponto de referência é o Lago Bosten, situado a 24 quilômetros a leste da cidade. Até o século II a.C., o local era um reino budista controlado pelos Xiongnu, quando passou ao controle chinês, na época da Dinastia Han. Em 94, Ban Chao liderou uma campanha punitiva contra a cidade, depois que eles mataram Mu Chen Guo Xun em 75. Outra rebelião foi sufocada pelo filho de Ban Chao em 127. Em 644, o Imperador Taizong, da Dinastia Tang atacou cidade que havia se aliado aos turcos, e foi estabelecida uma guarnição chinesa no local.

O mais antigo relato de uma visita de um europeu no local data de 1605, e refere-se ao jesuíta português Bento de Lego Gis, que visitou o local quando viajou entre a Índia e a China. Gis e seus companheiros de viagem passaram três meses no "Reino de Cialis" e depois seguiram, juntamente com uma caravana de mercadores proveniente de Kashgar, a caminho do litoral, na época da Dinastia Ming China[3].

Referências

  1. China’s Internal and External Relations and Lessons for Korea and Asia, em inglês, acesso em 17 de fevereiro de 2015.
  2. Karashahr, em inglês, acesso em 17 de fevereiro de 2015.
  3. Karasahr, Geografía, Historia, Información en todos los relatos históricos, Vecinos, em espanhol, acesso em 17 de fevereiro de 2015.