Karl Gotch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Karl Gotch
Informações pessoais
Nome completo Charles Istaz[1]
Nascimento 03 de agosto de 1924[2]
Antwerp, Bélgica[3]
Morte 28 de julho de 2007 (82 anos)[1]
Tampa, Flórida[4]
Carreira na luta livre profissional
Nome(s)
de ringue
Karl Gotch[3]
Karl Krauser[3]
Altura
anunciada
1 88 m[5]
Peso
anunciado
245 lb (111 kg)[2]
Anunciado
de
Hamburgo, Alemanha
Treinado
por
Billy Riley[3]
Estreia 1950[3]
Aposentadoria 1 de janeiro de 1982[5]

Charles Istaz[1] (Antwerp, 3 de agosto de 1924 - Tampa, 28 de julho de 2007) foi um lutador profissional e treinador belga, mais conhecido por seu nome de ringue, Karl Gotch. No Japão, Gotch era conhecido como o "God of Wrestling" ("Deus do Wrestling") devido a sua influência na formação do estilo de luta profissional japonês.

Vida pregressa[editar | editar código-fonte]

Istaz nasceu em Antuérpia, Bélgica, filho de pai húngaro e mãe alemã, mas cresceu em Hamburgo, Alemanha.[3] Ele aprendeu luta greco-romana ainda criança e desde o início ele era um atleta reconhecido. Ele lutou no "The Hippodroom", um notável centro esportivo em Antuérpia, onde lutas amadoras como lutas de boxe, partidas de savate e lutas de wrestling eram travadas.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Luta amadora[editar | editar código-fonte]

Istaz destacou-se na luta amadora, competindo pela Bélgica nas Olimpíadas de 1948, tanto no freestyle quanto na luta greco-romana.[6] Gotch também treinou a arte marcial indiana de Pehlwani. Ele também adotou outros exercícios indianos, como a ponte e agachamentos.[7] A filosofia de Gotch foi depois passada para vários de seus alunos.

Luta profissional[editar | editar código-fonte]

Europa e Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

A carreira de luta profissional de Istaz começou após o treinamento no "Snake Pit", dirigido pelo renomado lutador de catch Billy Riley.[3] Ele estreou na década de 1950, lutando em toda a Europa sob o nome de Karl Krauser, ganhando vários títulos, incluindo o Campeonato Alemão dos Pesos-Pesados e o Campeonato Europeu.[3]

No final dos anos 1950, Istaz mudou-se para os Estados Unidos e começou a lutar como Karl Gotch. Nos Estados Unidos, o estilo de luta-livre de Gotch e a falta de carisma o impediram de obter grande popularidade na época. [5] Em 1961, ele ganhou o Campeonato Mundial dos Pesos-Pesados da American Wrestling Alliance (Ohio).[3] Gotch manteve o cinturão por dois anos antes de perdê-lo para Lou Thesz, um dos poucos lutadores americanos que ele respeitava pela semelhança de estilos (os dois também compartilham uma origem alemã / húngara). Em 1962, Gotch se envolveu em uma briga de bastidores com o então campeão mundial dos pesos-pesados da NWA, "Nature Boy" Buddy Rogers, no qual Rogers foi ferido.[5] O incidente alienou Gotch dos promotores americanos e ele começou a procurar trabalho no Japão. [5]

Ele retornou aos Estados Unidos por um período na década de 1970, com uma breve passagem pela World Wide Wrestling Federation (WWWF) de agosto de 1971 a fevereiro de 1972. Em 6 de dezembro de 1971, ele se juntou a Rene Goulet para ganhar o Campeonato Mundial de Duplas da WWF dos campeões inaugurais, Luke Graham e Tarzan Tyler no Madison Square Garden.[5][8] Eles perderam o título em 1 de fevereiro de 1972, para o "Baron" Mikel Scicluna e King Curtis.[5]

Japão[editar | editar código-fonte]

Durante a década de 1960, Gotch começou a lutar em outros países. Ele lutou na Austrália como Karl Krauser e, em 1965, derrotou Spiros Arion para ganhar o Campeonato dos Pesos-Pesados da International Wrestling Alliance.[3] Ele também começou a trabalhar no Japão, onde se tornou muito popular devido ao seu estilo de luta amadora.[3] Ele lutou no evento principal do primeiro show realizado pela New Japan Pro Wrestling (NJPW) em 6 de março de 1972, derrotando Antonio Inoki.[9] Seu combate final ocorreu em 1 de janeiro de 1982, quando derrotou Yoshiaki Fujiwara com o suplex alemão.[10] Ao longo dos anos 1970 e 1980, Gotch trabalhou como roteirista e treinador para a NJPW.[5] Ele treinou diversos lutadores no Japão, incluindo Hiro Matsuda, Satoru Sayama, Osamu Kido, Barry Darsow, Minoru Suzuki e Fujiwara.[3][5]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Istaz era casado e tinha uma filha e vivia na Flórida.[5]

Legado e morte[editar | editar código-fonte]

Gotch ficou conhecido como "Kamisama" no Japão.[5] O estilo de luta de Gotch teve um grande impacto em Inoki, que adotou e popularizou seu estilo de submissões. Alguns dos discípulos de Istaz fundaram a Universal Wrestling Federation (Japão) no Japão em 1984, que utilizou o estilo realista de lutas. O sucesso da UWF e de promoções semelhantes influenciaram a luta profissional japonesa nas décadas subsequentes e mudaram o estilo na NJPW e All Japan Pro Wrestling.[5]

O suplex alemão é nomeado em homenagem a Gotch.[11] Gotch foi introduzido ao Wrestling Observer Hall of Fame como parte da classe inaugural em 1996.[5] Em 2007, ele foi introduzido ao Professional Wrestling Hall of Fame.[3]

Istaz morreu em 28 de julho de 2007 em Tampa, Flórida, aos 82 anos.[1][4]

Títulos e prêmios[editar | editar código-fonte]

  • American Wrestling Alliance (Ohio)
    • AWA World Heavyweight Championship (1 vez) [1]

Referências