Karl Nehammer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Karl Nehammer
Nehammer em 2020
Chanceler da Áustria
Período 6 de dezembro de 2021–presente
Presidente Alexander van der Bellen
Antecessor(a) Alexander Schallenberg
Líder do Partido Popular Austríaco
Período 3 de dezembro de 2021–presente
Antecessor(a) Sebastian Kurz
Ministro do Interior
Período 7 de janeiro de 2020–
6 de dezembro de 2021
Chanceler Sebastian Kurz
Alexander Schallenberg
Antecessor(a) Wolfgang Peschorn
Sucessor(a) Gerhard Karner
Membro do Conselho Nacional
Período 9 de novembro de 2017–7 de janeiro de 2020
Antecessor(a) Rudolf Taschner
Dados pessoais
Nascimento 18 de outubro de 1972 (49 anos)
Alma mater Universidade Danube Krems
Cônjuge Katharina Nehammer
Filhos 2
Partido Partido Popular Austríaco

Karl Nehammer (Viena, 18 de outubro de 1972) é um político austríaco que atua como chanceler da Áustria desde 6 de dezembro de 2021. É membro do Partido Popular Austríaco (ÖVP) e anteriormente atuou como Ministro do Interior de 2020 a 2021, secretário-geral da ÖVP de 2018 a 2020 e membro do Conselho Nacional de 2017 a 2020.[1]

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Depois de deixar o exército, Nehammer tornou-se ativo dentro da organização do Partido Popular Austríaco (ÖVP), trabalhando inicialmente com a academia do partido. Ele foi então chefe do departamento de serviço e mobilização na sede do partido de 2007 a 2008 e, do departamento de treinamento e networking de 2008 a 2009. Tornou-se diretor da associação acadêmica partidária da Baixa Áustria e considerado o sucessor do então vice-governador Wolfgang Sobotka.[2]

Em outubro de 2015, Nehammer foi nomeado secretário-geral adjunto e porta-voz da organização federal do Sindicato dos Trabalhadores Austríacos (ÖAAB), a associação sindical do ÖVP.[3] Durante a eleição presidencial na Áustria em 2016, ele foi nomeado gerente substituto para Andreas Khol do ÖVP no meio da campanha, mas foi incapaz de salvá-lo de um resultado historicamente ruim de 11%.[2]

Sucedeu a August Wöginger como secretário-geral da ÖAAB em 2016 e ocupou este cargo até janeiro de 2018. Em novembro de 2016, também foi eleito presidente regional da ÖAAB Viena. Desde abril de 2017, é presidente do partido distrital do ÖVP em Viena-Hietzing.[3] Nas eleições legislativas em 2017, Nehammer foi eleito representante de Viena. Durante a subsequente formação do governo, foi membro da equipe de negociação do ÖVP na área de defesa. Eleito como vice-presidente da facção parlamentar ÖVP em 8 de novembro e nomeado porta-voz da mídia.[4] Em 25 de janeiro de 2018, sucedeu Elisabeth Köstinger e Stefan Steiner como secretário-geral do ÖVP.[5] Em setembro de 2018, sucedeu Efgani Dönmez como porta-voz para integração e migração.[3]

Nehammer concorreu nas eleições legislativas em 2019, ficando em quinto lugar na lista do estado de Viena ÖVP,[6] e décimo primeiro lugar na lista federal de ÖVP.[7] Também foi um dos cinco assessores do ÖVP na autoridade eleitoral durante a eleição.[8] No decorrer da formação governamental subsequente, ele negociou nas áreas da Europa, migração, integração e segurança.[9]

Ministro do Interior[editar | editar código-fonte]

Nehammer foi nomeado Ministro do Interior no segundo governo de Kurz e foi empossado em 7 de janeiro.[10] Sob sua liderança, o governo austríaco apresentou acusações em meados de 2020 contra uma pessoa que confessou espionar para o serviço secreto turco.[11] Foi um dos três gestores públicos de crise durante a pandemia de COVID-19, com responsabilidade pela aplicação de lockdowns e restrições. É considerado um forte defensor da política de refugiados de Sebastian Kurz.[2]

Nehammer liderou a resposta do governo após os ataques em Viena em 2020. Ele descreveu o ataque como um "terrorista islâmico" e um simpatizante do Estado Islâmico,[12] admitindo que os serviços de inteligência sob sua jurisdição não comunicaram informações que poderiam ter evitado tal ataque.[13] A esposa e filhos de Nehammer receberam proteção policial como resultado das ameaças de morte recebidas após o evento.[14]

Chanceler da Áustria[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 2021, Sebastian Kurz renunciou ao cargo de chanceler após uma investigação de corrupção e foi sucedido pelo ministro das Relações Exteriores, Alexander Schallenberg. Kurz permaneceu como líder do ÖVP até 2 de dezembro de 2021, quando anunciou sua aposentadoria da política. Logo depois, Schallenberg anunciou que não buscaria a liderança e renunciaria como chanceler em favor do novo líder do ÖVP assim que um fosse eleito.[15] Em 3 de dezembro, Nehammer foi provisoriamente nomeado como líder do ÖVP pelo comitê do partido federal e proposto como chanceler.[16][17][18] Foi empossado pelo presidente Alexander van der Bellen em 6 de dezembro.[19]

Referências

  1. «Karl Nehammer, MSc». National Council (em alemão). Consultado em 8 de dezembro de 2021 
  2. a b c «Karl Nehammer in a portrait: Mars on the move». Profil (em alemão). 2 de dezembro de 2021 
  3. a b c «Karl Nehammer, MSc». Meine Abgeordneten (em alemão). Consultado em 8 de dezembro de 2021 
  4. «NR Presidium: Kurz defends Köstinger decision». ORF (em alemão). 8 de novembro de 2017 
  5. «Nehammer becomes the new general secretary of the ÖVP». Kurier (em alemão). 20 de janeiro de 2018 
  6. «New People's Party Vienna: Gernot Blümel is lead candidate for Vienna». Ots.at (em alemão). Austrian People's Party. 5 de julho de 2019 
  7. «Federal list decided: ÖVP avoids surprises». Tiroler Tageszeitung (em alemão). 6 de agosto de 2019 
  8. «FPÖ sent Hübner again to the federal electoral authority». ORF (em alemão). 30 de julho de 2019 
  9. «Teams stand for coalition negotiations». ORF (em alemão). 12 de novembro de 2019 
  10. «From the party headquarters to the Ministry of the Interior». ORF (em alemão). 2 de janeiro de 2020 
  11. «Austria to file charges against Turkish spy: interior minister». Reuters. 1 de setembro de 2020 
  12. «Vienna shooting: Austria hunts suspects after 'Islamist terror' attack». BBC. 3 de novembro de 2020 
  13. «Vienna shooting: The night my safe city lost its innocence». BBC. 7 de novembro de 2020 
  14. «Islamist threats: Nehammer's wife and children receive police protection». Kleine Zeitung (em alemão). 11 de novembro de 2020 
  15. «Austrian chancellor resigns after Sebastian Kurz withdraws from politics». Deutsche Welle. 2 de dezembro de 2021 
  16. «Austria Braces for Third Leader in Weeks After Political Storm». Bloomberg News. 2 de dezembro de 2021 
  17. «Immigration hardliner Karl Nehammer to take over as Austrian leader». The Guardian. 4 de dezembro de 2021 
  18. «Austria ruling party picks Nehammer for chancellor». BBC. 3 de dezembro de 2021 
  19. «Austria: Karl Nehammer sworn in as new chancellor». Deutsche Welle. 6 de dezembro de 2021 

Ligação externa[editar | editar código-fonte]