Karl von Bülow

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde janeiro de 2017)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Karl von Bülow
Nome completo Karl Wilhelm Paul von Bülow
Dados pessoais
Nascimento 24 de abril de 1846 Berlim
Morte 31 de agosto de 1921 (75 anos) Berlim
Vida militar
Força Exército Imperial Alemão
Anos de serviço 1866-1916
Hierarquia marechal-de-campo do Império AlemãoImpério Alemão
Comandos 2º exército do do Império Alemão
Batalhas Guerra Austro-prussiana, Guerra Franco-Prussiana, Primeira Guerra Mundial
Honrarias Pour le Mérite, Real Ordem Vitoriana


Karl Wilhelm Paul von Bülow (Berlim, 24 de abril de 1846Berlim, 31 de agosto de 1921) foi um marechal-de-campo e comandante do segundo exército alemão durante a Primeira Guerra Mundial.

Carreira militar[editar | editar código-fonte]

Nascido em Berlim numa tradicional família prussiana, Bülow serviu na Guerra Austro-prussiana e na Guerra franco-prussiana. Era capitão do estado-maior em 1877 e subseqüentemente foi promovido coronel, integrando o 9º regimento da infantaria de guarda em 1849. No ano de 1897 Bülow tornou-se diretor do departamento central do Ministério da Guerra. Comandou o 3º corpo-de-exército de 1903 até a sua indicação a oficial do terceiro exército alemão em 1912.

Primeira guerra mundial[editar | editar código-fonte]

Bülow comandou o 2º exército no início da primeira guerra mundial em agosto de 1914, invadiu a Bélgica e capturou a fortaleza de Namur em 22-23 de agosto. Avançou em direção à França e derrotou o general Charles Lanrezac na cidade de Charleroi e posteriormente em Saint-Quentin (29-30 de agosto).

Ao passo que o segundo e o primeiro exército, comandado pelo general Alexander von Kluck, se aproximavam de Paris, aumentava a preocupação de Bülow com a crescente distância entre os dois, levando-o a ordenar a aproximação de Kluck em sua direção. Esta decisão, entretanto, resultou no avanço das tropas de Kluck pelo sul e pelo leste de Paris, ao invés de se dirigirem para o norte, como especificava o Plano Schlieffen. Bülow cruzou o rio Marne em 4 de setembro, mas decidiu recuar para Aisne após bem-sucedido contra-ataque organizado por forças francesas e britânicas ao exército de Kluck na Primeira batalha do Marne.

Bülow foi promovido a marechal-de-campo em janeiro de 1915. Aposentou-se em 1916 e viveu em Berlim até a sua morte.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Evans, M. M. (2004). Battles of World War I. Select Editions. ISBN 1841932264.
  • Barbara Tuchman, The Guns of August, New York, 1972 ISBN 0-345-38623-X
  • Hiss, O.C. Kleine Geschichte der geheime Presse, Berlin, 1946

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.