Kata Tjuta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Vista aérea do Kata Tjuta em 2004.

Kata Tjuta, por vezes escrito Tjuta (Kata Joota) e também conhecido como Monte Olga (ou coloquialmente como The Olgas), é um grupo de formações rochosas compostas por domos localizadas a cerca de 365 quilômetros a sudoeste de Alice Springs, na parte sul do Território do Norte, no centro da Austrália. O Uluru, 25 km ao leste, e o Kata Tjuta formam dois marcos importantes dentro do Parque Nacional Uluru-Kata Tjuta.

Os 36 domos que compõem o Kata Tjuta cobrem uma área de 21,68 km² e são compostos por conglomerado, pedregulhos de rochas sedimentares e calhaus de granito consistente de diferentes tipos e rocha de basalto Incluindo, cimentado por uma matriz de arenito.

O ponto mais alto, o Monte Olga é de 1.066 metros acima do nível do mar ou aproximadamente 546 m acima da planície circundante (198 metros maior que o Uluru). Ele está localizado no Kata Tjuta no extremo leste da Estrada Rio Docker.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Uluru-Kata Tjuta National Park Visitors Guide. Acessado em 17 de março de 2013.
  2. UNESCO (ed.). «Uluru-Kata Tjuta National Park». Consultado em 17 de março de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a Austrália é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.