Keeshond

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Julho de 2017).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Keeshond
Nome original Keeshond
Wolfsspitz
Outros nomes Spitz alemão
Chien Loup
Spitz lobo
País de origem  Alemanha
 Países Baixos
Características
Peso 14-18 kg
Altura 43-55 cm na cernelha
Classificação e padrões
Federação Cinológica Internacional
Grupo 5 - Spitz e tipos Primitivos.
Seção 4 - Spitz europeus
Estalão #97 de 25 de Janeiro de 2013

Keeshond é uma raça canina oriunda da Alemanha. É uma variedade de Spitz alemão, juntamente com o Lulu da pomerânia e demais tipos.[1] Muito antiga, é uma das poucas raças que, através da história, sempre foi criada como cão de companhia e cão de alerta(Watch dog).

O fato deles não terem sido criados para caçar, matar animais, atacar ou perseguir criminosos, explica-se por sua docilidade e devoção a seus donos como um cão caseiro, com especial afeição por crianças, característica pela qual ele é reconhecido.

Origem[editar | editar código-fonte]

O Keeshond é descendente dos mesmos ancestrais dos quais evoluíram raças como os Samoiedas, Huskys, Elkhounds, e os Lulus da Pomerânia.[2] Aparentemente, vieram para a Europa com antigos viajantes do Norte, há muitos séculos.

Nos séculos XVII e XVIII, eles foram muito usados como cães de guarda em fazendas, barcaças e grandes barcos nos rios. Eram conhecidos na Alemanha, França, Itália e Holanda com nomes diversos. Porém, na Holanda do século XVIII, surgiu dentre a classe média um grupo de resistência que se opunha ao poder reinante. O líder desse movimento tinha um cão chamado "Kees" que passou a ser o símbolo da coragem do novo partido. O cão alcançou uma grande popularidade naquele país, e a raça passou a ser conhecida como "Keeshond" por toda a Europa, e tornou-se o cão nacional da Holanda.

Temperamento[editar | editar código-fonte]

É um cão forte, cordial e inteligente. Conhecido por sua docilidade e atenção para com o dono e a família. Demonstra muita afeição por crianças. É obediente, ativo e sociável. É muito enérgico e precisa de um grande quintal ou caminhadas diárias, principalmente enquanto filhote. O Keeshond sempre procura avisar sobre a aproximação de pessoas estranhas à família, sendo um ótimo cão de vigia/alerta.[3]

Características[editar | editar código-fonte]

É um cão de porte pequeno-médio. Na Europa são admitidos cinco tamanhos de Spitzs e várias colorações.[4] Nos Estados Unidos, apenas um tamanho e a cor cinza. Sua coloração mescla cinza, preto e creme. Pelagem longa e muito espessa. Focinho escuro, pelagem das patas, pescoço e cauda são mais claras. Olhos castanho-escuros.Alguns cuidados com a pelagem são necessários para mantê-lo limpo e bonito. Recomenda-se escovação semanal e banhos, pelo menos, bimestrais.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Keeshond

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre cães, integrado ao Projeto Cães é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.