Kevin-Prince Boateng

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Kevin-Prince Boateng
Kevin-Prince Boateng
Boateng em 2015
Informações pessoais
Nome completo Kevin-Prince Boateng
Data de nasc. 6 de março de 1987 (35 anos)
Local de nasc. Berlim Ocidental, Alemanha Ocidental
Nacionalidade alemão
ganês
Altura 1,86 m
destro
Informações profissionais
Clube atual Hertha Berlim
Número 27
Posição meio-campista ou centroavante
Clubes de juventude
1994
1994–2005
Reinickendorfer Füchse
Hertha Berlim
Clubes profissionais
Anos Clubes
2005–2007
2007–2009
2009
2009–2010
2010–2013
2013–2015
2016
2016–2017
2017–2018
2018–2019
2019
2019–2020
2020
2020–2021
2021–
Hertha Berlim
Tottenham
Borussia Dortmund (emp.)
Portsmouth
Milan
Schalke 04
Milan
Las Palmas
Eintracht Frankfurt
Sassuolo
Barcelona (emp.)
Fiorentina
Beşiktaş (emp.)
Monza
Hertha Berlim
Seleção nacional
2001–2002
2002–2003
2003–2004
2004–2005
2005–2006
2006–2009
2010–2014
Alemanha Sub-15
Alemanha Sub-16
Alemanha Sub-17
Alemanha Sub-19
Alemanha Sub-20
Alemanha Sub-21
Gana

Kevin-Prince Boateng (Berlim Ocidental, 6 de março de 1987) é um futebolista alemão naturalizado ganês que atua como meio-campista ou centroavante. Atualmente joga no Hertha Berlim.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Formado nas categorias de base do Hertha Berlim, estreou em agosto de 2005, contra o Eintracht Frankfurt. Em 2006 foi eleito o melhor jogador jovem da Alemanha. No ano seguinte, 2007, transferiu-se para o Tottenham. Ficou no time londrino até janeiro de 2009, quando foi emprestado ao Borussia Dortmund.

Portsmouth[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2010, durante a final da Copa da Inglaterra contra o Chelsea, Boateng atingiu faltosamente o tornozelo direito do meio-campista Michael Ballack, no que para alguns foi um revide de um tapa na cara que levara minutos antes do mesmo adversário.[1] Por conta da lesão, às vésperas da Copa do Mundo FIFA de 2010, o capitão e principal jogador da equipe alemã foi impedido de disputar o Mundial na África do Sul.[2] Com isso, Jérôme Boateng, irmão de Kevin-Prince, foi um dos 23 alemães convocados pelo treinador Joachim Löw.[3]

Milan[editar | editar código-fonte]

Após ter seus direitos econômicos comprados pelo Genoa, Boateng foi emprestado ao Milan no dia 17 de agosto de 2010, por 6,5 milhões de euros.[4] Dois anos depois, após boas atuações no começo da Serie A de 2012–13, o meia foi um dos inscritos pelo treinador Massimiliano Allegri na Liga dos Campeões da UEFA.[5] Depois de muitas apresentações ao antidoping durante a primeira metade da temporada, Boateng recuperou a forma e marcou seu primeiro gol da temporada no dia 2 de dezembro, em uma vitória por 3 a 1 sobre o Catania.

Em 3 de janeiro de 2013, durante um amistoso do Milan, Boateng sofreu insultos dos torcedores do Pro Patria aos 26 minutos do primeiro tempo.[6][7] Após manifestações racistas, o meio-campista se irritou com os torcedores e chutou a bola na arquibancada e decidiu abandonar a partida.[8][9] A partida foi disputada na pequena cidade de Busto Arsizio, na região da Lombardia. Após o cancelamento da partida, o Milan publicou em seu site uma nota lamentando pelos fatos ocorridos, fazendo questão de afirmar que grande parte dos torcedores que foram ao estádio teve um comportamento exemplar, com exceção do pequeno grupo de pessoas que causou os transtornos.[10][11][12][13] Seu ex-companheiro de equipe Gennaro Gattuso afirmou acreditar que não houve racismo contra Boateng.[14] No dia seguinte Boateng disse que se isso acontecer de novo não vai mais jogar.[15][16] E marcou um gol contra o Barcelona no dia 20 de fevereiro, pela Liga dos Campeões da UEFA, abrindo 2 a 0 de vantagem para sua equipe na primeira partida.[17][18][19]

Schalke 04[editar | editar código-fonte]

No dia 30 de agosto de 2013, Boateng foi contratado pelo Schalke 04, onde recebeu a camisa de número nove.[20] Em maio de 2015 foi suspenso da equipe juntamente com o meio-campista alemão Sidney Sam, por performances atléticas insatisfatórias, segundo o clube.[21]

Retorno ao Milan[editar | editar código-fonte]

Afastado do elenco do Schalke 04, retornou ao Milan em janeiro de 2016, onde atuou apenas um semestre.[22]

Las Palmas[editar | editar código-fonte]

No dia 2 de agosto de 2016, o clube espanhol Las Palmas anunciou que havia chegado a um acordo com Boateng após a sua liberação do Milan. Cerca de cinco mil torcedores acompanharam sua apresentação oficial.[23]

Em 16 de agosto de 2017, o Las Palmas anunciou que Boateng havia rescindido seu contrato com o clube, citando "razões pessoais irreversíveis" para tal decisão.

Eintracht Frankfurt[editar | editar código-fonte]

No dia 18 de agosto de 2017, Boateng transferiu-se para o Eintracht Frankfurt em um contrato de três anos.[24]

Sassuolo[editar | editar código-fonte]

No dia 5 de julho de 2018, Boateng assinou com o italiano Sassuolo.

Empréstimo ao Barcelona[editar | editar código-fonte]

No dia 21 de janeiro de 2019, Boateng assinou com o Barcelona com vínculo de empréstimo até o fim da temporada 2018–2019, e valor de compra fixado em 8 milhões de euros.[25]

Fiorentina[editar | editar código-fonte]

Já no dia 31 de julho de 2019, a Fiorentina o contratou em definitivo.[26]

Retorno ao Hertha Berlim[editar | editar código-fonte]

Acertou seu retorno ao Hertha Berlim no dia 24 de junho de 2021, assinando contrato até junho de 2022.[27]

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Apesar de atuado nas categorias Sub-19, Sub-20 e Sub-21 da Seleção Alemã, Boateng optou por defender a Seleção Ganesa principal. Sua estreia ocorreu em 5 de junho de 2010, contra a Letônia,[28] e foi convocado para a Copa do Mundo FIFA de 2010.[29]

Convocado por James Kwesi Appiah para a Copa do Mundo FIFA de 2014,[30] jogou as duas primeiras partidas da Seleção pelo Grupo G, na derrota por 2 a 1 para os Estados Unidos[31] e no empate em 2 a 2 contra a Alemanha (onde enfrentou seu irmão).[32] No entanto, antes da terceira partida do grupo, Boateng foi cortado da delegação, juntamente com o volante Sulley Muntari.[33]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Filho do ganês Prince Boateng e da alemã Christine Rahn,[34] é meio-irmão do também futebolista Jérôme Boateng, que atua como zagueiro.[35] Foi casado com Jennifer entre 2007 e 2011 e o casal teve um filho, Jermaine.[36] Convive com a modelo italiana Melissa Satta, com quem tem um filho nascido em 2014, Maddox.[37]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Milan
Eintracht Frankfurt
Barcelona

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Milan

Referências

  1. «"VÍDEO: Revide pode ter causado lesão que tirou Ballack da Copa do Mundo", ESPN.com.br». ESPN Brasil. Consultado em 19 de maio de 2010. Arquivado do original em 20 de maio de 2010 
  2. «Ballack diz que falta que o tirou da Copa foi proposital». Folha de S.Paulo. 17 de maio de 2010. Consultado em 8 de março de 2022 
  3. «Lista de convocados da seleção da Alemanha». Terra. Consultado em 8 de março de 2022 
  4. «Milan anuncia a contratação do ganês Kevin Prince Boateng». GloboEsporte.com. 18 de agosto de 2010. Consultado em 8 de março de 2022 
  5. «Allegri wishes he had ex-stars in prime» (em inglês). Consultado em 11 de setembro de 2012 
  6. Amy Lawrence (3 de janeiro de 2013). «Kevin-Prince Boateng's stand against racism was a vital response» (em inglês). The Guardian. Consultado em 8 de março de 2022 
  7. Jack Pitt-Brooke (3 de janeiro de 2013). «Kevin Prince Boateng wins widespread backing for leading Milan walk-off at racist chanting» (em inglês). The Independent. Consultado em 8 de março de 2022 
  8. Richard Arrowsmith (3 de janeiro de 2013). «Making a stand: Watch Kevin-Prince Boateng leave the pitch after suffering racist abuse» (em inglês). Mirror. Consultado em 8 de março de 2022 
  9. «Milan abandona jogo após insultos racistas de torcedores». oGol. 3 de janeiro de 2013. Consultado em 8 de março de 2022 
  10. «Racismo de torcida contra Boateng cancela amistoso do Milan». Terra. 3 de janeiro de 2013. Consultado em 8 de março de 2022 
  11. «Amistoso do Milan é suspenso após ofensas racistas». Placar. 3 de janeiro de 2013. Consultado em 8 de março de 2022 
  12. «Kevin-Prince Boateng on racist chanting: I'd walk off again» (em inglês). BBC Sport. 4 de janeiro de 2013. Consultado em 8 de março de 2022 
  13. Simon Rice (4 de janeiro de 2013). «Clarence Seedorf critical of Kevin-Prince Boateng's racism walk-off» (em inglês). The Independent. Consultado em 8 de março de 2022 
  14. «Ex-Milan, Gattuso não acredita que tenha havido racismo contra Boateng». GloboEsporte.com. 4 de janeiro de 2013. Consultado em 8 de março de 2022 
  15. «Após racismo, Boateng diz: "se acontecer de novo não vou mais jogar"». Terra. 4 de janeiro de 2013. Consultado em 8 de março de 2022 
  16. «Boateng deixa gramado após insultos racistas, e jogo do Milan é cancelado». GloboEsporte.com. 3 de janeiro de 2013. Consultado em 8 de março de 2022 
  17. «Champions League: Milan surpreende Barcelona e abre boa vantagem». oGol. 20 de fevereiro de 2013. Consultado em 8 de março de 2022 
  18. «AC Milan coloca FC Barcelona perto da eliminação da Liga dos Campeões». Visão. 20 de fevereiro de 2013. Consultado em 8 de março de 2022 
  19. «Milan anula o Barcelona, vence em casa e quebra jejum contra o rival». GloboEsporte.com. 20 de fevereiro de 2013. Consultado em 3 de setembro de 2019 
  20. «S04 verpflichtet Kevin-Prince Boateng» (em alemão). Sítio oficial Schalke 04. 30 de agosto de 2013. Consultado em 30 de agosto de 2013 
  21. «Schalke suspende Boateng e Sam por "performances atléticas"». Terra. 11 de maio de 2015. Consultado em 8 de março de 2022 
  22. «Ghana midfielder Kevin-Prince Boateng rejoins AC Milan» (em inglês). BBC Sport. 5 de janeiro de 2016. Consultado em 8 de março de 2022 
  23. «La UD Las Palmas presenta a Boateng ante 5.000 personas» (em espanhol). Site oficial do Las Palmas. 17 de agosto de 2016 
  24. «Kevin-Prince Boateng returns to Germany with Eintracht Frankfurt» (em inglês). BBC Sport. 18 de agosto de 2017 
  25. «Barcelona anuncia a contratação de Kevin-Prince Boateng em vídeo com Messi, Suárez e Piqué». GloboEsporte.com. 21 de janeiro de 2019. Consultado em 8 de março de 2022 
  26. «Kevin-Prince Boateng é reforço da Fiorentina». TVI. 31 de julho de 2019. Consultado em 8 de março de 2022 
  27. Bruno Bonsanti (24 de junho de 2021). «Após rodar a Europa, Kevin-Prince Boateng retorna para onde tudo começou: o Hertha Berlim». Trivela. Consultado em 8 de março de 2022 
  28. «Ghana edge out Latvia» (em inglês). Sky Sports. 5 de junho de 2010 
  29. «Fifa clears Kevin Boateng to play for Ghana at World Cup». Ghana Soccer Net. Consultado em 17 de maio de 2010. Arquivado do original em 29 de maio de 2010 
  30. Liam Prenderville (5 de junho de 2014). «World Cup 2014 squads: Every country's final 23-man selection for this summer's tournament in Brazil» (em inglês). Mirror. Consultado em 8 de março de 2022 
  31. «Com gols relâmpago e no fim, EUA vencem e se vingam de Gana». Terra. 16 de junho de 2014. Consultado em 8 de março de 2022 
  32. Felipe Lobo (21 de junho de 2014). «Alemanha 2×2 Gana: Fortaleza é palco de um jogaço que embola o grupo G». Trivela. Consultado em 8 de março de 2022 
  33. «Expulsos da delegação, estrelas de Gana trocam juras de amizade». R7. 26 de junho de 2014. Consultado em 8 de março de 2022 
  34. «Kevin-Prince Boateng führt uns durch seine Protzvilla» (em alemão). RP Onlie. 20 de junho de 2014. Arquivado do original em 24 de setembro de 2015 
  35. Germany vs. Ghana: The Boateng Brothers' World Cup Duel, Der Spiegel
  36. «Divorce disaster strikes AC Milan star Kevin Prince Boateng» (em inglês). Ghana Soccernet. 24 de novembro de 2011 
  37. «Kevin-Prince Boateng e Melissa Satta apresentam Maddox». Record. 30 de dezembro de 2014. Consultado em 15 de janeiro de 2020 
  38. «Com emoção até o fim, Frankfurt fatura título no adeus de Niko Kovac, que vai para o Bayern». GloboEsporte.com. 19 de maio de 2018. Consultado em 8 de março de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]