Kia Cadenza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Kia Cadenza
Visão Geral
Nomes
alternativos
Kia K7 na Coreia do Sul
Produção 2009 — presente
Fabricante Kia Motors
Montagem Hwasung, Coreia do Sul - Oskemen, Cazaquistão.
Modelo
Classe Sedã Grande
Designer Peter Schreyer
Ficha técnica
Motor 3.5 V6 DOHC
Transmissão 6 marchas, automático
Layout Tração dianteira, motor dianteiro, 6 cilindros V
Modelos relacionados Ford Fusion
Hyundai Azera
Toyota Camry
Volkswagen Passat
Dimensões
Comprimento 4,965 mm
Entre-eixos 2,845 mm
Largura 1,850 mm
Altura 1,475 mm
Altura livre do solo 145 mm
Peso 1.575 kg
Tanque 70 Litros
Cronologia
Kia Opirus
Kia K9

O Kia Cadenza ou Kia K7 é um carro de classe A produzido pela montadora coreana de automóveis Kia Motors desde 2010.

O Kia Cadenza começou a ser comercializado no Brasil, depois de sua apresentação no Salão do Automóvel de São Paulo de 2010. Segundo a montadora coreana, o modelo é baseado no conceito KND-5, tem visual muito parecido com o Hyundai Sonata, mas com traços mais conservadores. Além disso, sua tração dianteira, aliada a um motor V6 de 3.5 litros e 290 cv de potência, faz com que o carro tenha um grande conforto. Sua transmissão é automática e possui seis marchas, com a opção de câmbio sequencial com esses dados, o Cadenza acelera de 0 a 100 km/h em 7.2 segundos e chega na velocidade máxima de 230 km/h. O Kia Cadenza foi projetado pelo chefe de design da Kia Peter Schreyer, que era designer-chefe na Audi e corporou na Kia Motors o estilo de grade Tiger Nose (Nariz de Tigre).

Antes mesmo da Kia lançar seu atual e mais luxuoso sedan topo de linha, o Kia Quoris no final de 2012, o Opirus era seu atual e mais caro sedan produzido já então. Compartilhando a mesma plataforma do seu irmão o Hyundai Azera, cuja Hyundai é atualmente a proprietaria da Kia Motors, o sedã veio para substituir o já então cansado Opirus e também pelo fato do Opirus ser muito semelhante ao Jaguar S-Type. Seu V6 tem 290 cv, mais potente e econômico que o 3.8 de 267 cv do Opirus. O câmbio automático tem seis marchas, uma a mais que o antecessor.

Versão 2013 (atual)[editar | editar código-fonte]

Já lançado na Coreia do Sul, o Kia Cadenza 2013 desembarca nas terras do tio Sam no Salão de Detroit de 2013 tendo os maiores rivais o Buick LaCrosse e Toyota Avalon e para ser uma outra versão a quem quer um sedã coreano, potente e não tem somente o Hyundai Azera e o Hyundai Genesis Sedã como opção. Na cabine do novo Kia Cadenza são destaque os sistemas de navegação SiriusXM Traffic e UVO eServices, tela de LCD de 8 polegadas sensível ao toque, bancos revestidos em couro, ar condicionado de duas zonas, sistema de entrada sem chave Smart Key, conectividade Bluetooth e bancos com ajustes elétricos com memória. Sob o capô o motor é um 3.3 V6 de 293 cavalos 35,2 kgmf a 5.200 rpm. A transmissão é sempre automática de seis marchas. Como parte do Kia Cadenza lançado na América do Norte, a Kia fez um comercial, que descreve uma mulher indo à sua classe de 1993 na reunião da High School em sua Cadenza Aurora Black, então todo mundo fica chocado quando ela sai do carro. O comercial mostra os recursos de luxo que o Cadenza tem, e apresenta um remix de David Bowie música de 1980, "Vamos Dançar" (Let's Dance), que foi remixada por InFiction.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil, o novo Kia Cadenza 2014 estreou logo em seguida do novo Sorento e do Cerato em meados de setembro de 2013, com mudanças não só no design mas também no preço, o qual saltou de R$ 128.900 reais na versão antiga, para R$ 139.900 em versão única (segundo o próprio site da Kia Motors do Brasil). Já o motor não sofreu nenhuma alteração, seguindo o mesmo padrão da versão antiga, seus 3.5 litros V6 de 290 cavalos e 34,4 kgfm de torque não sofreu mudanças e continua acoplado a uma transmissão automática de seis marchas. Com esse conjunto, o Cadenza acelera de 0 a 100 km/h em 7,2 segundos e alcança 230 km/h de máxima. No interior que sofreu mudanças bastante significativas, com acabamento mais moderno e condizente com a época de hoje e trazendo uma tela LCD de 8 polegadas. No Brasil seus concorrentes são o Hyundai Azera, Toyota Camry, Honda Accord, Ford Fusion, Volkswagen Passat CC e o Chrysler 300c.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre automóveis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.