KLB

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Kiko Scornavacca)
Ir para: navegação, pesquisa
KLB
Bandaklb
O trio em 2014 em apresentação ao vivo
Informação geral
Origem São Paulo
País  Brasil
Gênero(s) Pop, Pop rock, Soft Rock, Rock Alternativo, Synthpop
Período em atividade 2000 - atualmente
Gravadora(s) Radar Records, Universal Music, Sony Music
Afiliação(ões) Pregador Luo, Rouge, Joanna, José Augusto, Os Brasas, RPM, Piska, Marcelo Rossi, Zezé Di Camargo & Luciano, Hebe Camargo, Wanessa, Jovens Tardes, Natália Guimarães, Gugu Liberato
Influência(s) Bee Gees, Beatles, Queen, Aerosmith, Michael Jackson, Guns 'N Roses, Bon Jovi, David Bowie e Eagles
Integrantes Kiko Scornavacca
Leandro Scornavacca
Bruno Scornavacca
Página oficial www.klb.net

KLB é uma banda brasileira de pop formada em São Paulo, em 2000, composta pelos irmãos Kiko (Franco Finato Scornavacca), (Guitarra, violão, teclados e voz), Leandro Finato Scornavacca (voz, bateria, percussão e violão) e Bruno Finato Scornavacca (Baixo, voz e violão). Desde a década de 2000 o trio já vendeu 7 milhões de discos[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

A música sempre esteve presente na vida dos irmãos, Kiko aos 5 anos aprendeu com a mãe Regina as primeiras notas musicais em um violão, Leandro fez de potinhos de sorvete sua primeira bateria até ganhar de presente uma original do cantor Luciano Camargo . Foi em 1991 que eles decidiram montar uma banda com o caçula Bruno herdando o baixo do pai que foi usado na Jovem Guarda. Os primeiros nomes para as bandas que os formaram foi "The Fenders" e depois "Neon", que tinha a cantora Wanessa como vocalista e os meninos tocando os instrumentos.[2] O nome KLB surgiu pelo fato de que a mãe Regina Scornavacca organizava as fitas caseiras com as iniciais dos nomes dos três filhos[3]. Foi em 1998 que Kiko, Leandro e Bruno receberam uma canção composta especialmente para eles chamada "Uma noite de amor" (Junno Andrade e Antônio Luiz) e gravaram seu primeiro CD demo, junto com as regravações do grupo Bee Gees "Words" e "I Can't See Nobody".[4] Este trabalho foi apresentado por Franco Scornavacca (pai dos rapazes) e que também já foi baixista da banda Os Brasas na década de 60[5] e empresário de artistas como Lulu Santos e Zezé Di Camargo e Luciano[6] apresentou então a demo para a diretoria da gravadora Sony Music, que não sabia de quem se tratava, apenas que era uma nova banda. Após horas de reunião e insistência por parte da gravadora, que queria conhecer os artistas para assinar contrato, Franco revelou que eram seus filhos.

A demo se tornou um CD e foi o álbum de estreia do KLB pela Sony Music em 2000.

Carreira[editar | editar código-fonte]

(2000-2004) O Fenômeno dos anos 2000: Álbuns homônimos e o primeiro DVD[editar | editar código-fonte]

O primeiro álbum lançado em 22 de Maio de 2000 intitulado KLB foi produzido pelo compositor Piska autor de grandes canções de sucesso no país. A primeira música de trabalho seria “Vem de uma vez” mas devido a problemas para liberar a música, ela acabou sendo substituída por “A dor desse amor[7]. A primeira apresentação do grupo ocorreu em 31 de Outubro de 2000 na casa de shows Olímpia e a primeira aparição na TV ocorreu no programa apresentando por Gugu Liberato, "Domingo Legal" em 25 de Junho de 2000.[8] O grupo desde 2000 vendeu mais de 5 milhões de cópias, sendo que o primeiro CD da banda em 2000 recebeu o disco de diamante e disco de platina triplo por ter vendido mais de 1 milhão e meio de cópias.[9]Trouxe os mega hit´s "A dor desse Amor" , " Ela não está Aqui" , " Por que tem que ser Assim?", tornando-se o segundo álbum mais vendido daquele ano, batendo recorde de vendas com a extinta Dupla Pop Sandy & Júnior com o CD "Quatro Estações-O Show Ao vivo". Em pouco tempo o trio ganha projeção no cenário musical brasileiro e participa assiduamente de programas televisivos.

Após dois meses em estúdio, foi lançado em 2001 o segundo CD da banda. Assim como seu antecessor, o disco é composto por músicas Pop com letras românticas e elementos de Pop-dance, as canções que viraram Hits nas rádios do País foram: "Minha Timidez", "Te Amar Ainda Mais", "Olhar 43" e "Seu Nome".[10] O sucesso do grupo foi enorme e em pouco tempo já conseguiram ter mais de 800 fã-clubes no país[11], também houve o lançamento de linhas de produtos com o nome KLB. Em 2002 o Trio de Irmãos mais Poderosos da música Brasileira lançaram o 3º CD, que trouxe como carro-chefe o single "A cada Dez Palavras" que permaneceu por mais de 15 semanas seguidas no top 10 entre as mais pedidas e por 8 semanas como a faixa de #1 nas rádios Brasileiras. O segundo single "Só dessa Vez" emplacou com força total nas rádios e também garantiu duas semanas seguintes na Posição de #1.

KLB no ano de 2000

Participaram ainda do projeto Popstars[12] e gravaram a música tema do programa que descobriu a banda Rouge, também foi gravada uma música com o grupo intitulada Nunca Deixe de Sonhar. Em 2002, além do terceiro CD, o KLB passou, ao lado dos músicos: Wanessa Camargo, Fael, Pedro & Thiago a apresentar um programa de TV na Rede Globo chamado: Jovens Tardes.[13] Ainda em 2002, foi lançado o primeiro CD/DVD ao vivo da banda KLB: O Maior Show Pop do Brasil onde foi trabalhado o Hit "Por Causa De Você".[14]Tudo isso foi a chave do sucesso para que se tornassem grandes estrelas da música brasileira, lotando centenas de shows pelo Brasil e sendo um dos grupos mais requisitados pela mídia.

Em 2004 os irmãos lançam o quarto disco de estúdio tendo como carro-chefe o single "A Ilha", que repete o mesmo feito e se torna uma das faixas mais executadas das rádios chegando a ficar durante a primeira semana de lançamento em #1 posição. O vídeo clipe desse single se torna o mais pedido durante 3 semanas no top 10 da emissora Paulistana MTV Brasil. Já o segundo single lançado nas rádios é "Carolina" composto por Wilson Teixeira para homenagear as Fãs, tendo alta rotação na mídia televisiva. Ainda no ano de 2004 o KLB inaugurou seu estúdio no qual foram feitas as gravações do KLB (2004), o KLB Studios[15] é considerado hoje como um dos maiores estúdios de gravação no país e também por possuir uma das melhores acústicas. No KLB Studios o grupo possui um grande acervo de instrumentos, Kiko é um colecionador de guitarras e possui em sua coleção 114 modelos[16] como a Les Paul Zakk Wylde.

(2005-2008) Obsessão e o contrato com a Universal[editar | editar código-fonte]

No ano de 2005 foi lançado Obsessão com participação especial do rapper Pregador Luo, foi produzido por Paul Ralphes na nova gravadora: Universal Music, com destaque para a música "Um Anjo", versão do ‘hit’ "Angels" de Robbie Williams[17] e também as canções "Não vou chorar" e "Quando penso em você". No ano de 2007 os irmãos anunciavam um projeto histórico, o cd Bandas, regravações de sucessos dos anos 60,70 e 80. Entre as músicas do repertório estavam: "Menina linda", "Não devo mais ficar" e o sucesso que emplacou nas rádios, "Todo azul do mar".[18] Em 2008 o KLB lança o CD Entre o Céu e a Terra, neste disco foi experimentado o estilo Country[19], as músicas "Amor de verdade","Juro Por Deus" e "Estou Morrendo aos Poucos" viraram hit nas rádios. Graças ao seu single/promocional "Estou morrendo aos poucos" que foi incluído na trilha da novela "Poder Paralelo".

Década de 2010 e a inovação na música[editar | editar código-fonte]

No dia 30 de novembro de 2011 o KLB lança seu mais novo trabalho KLB 3D, sendo os primeiros artistas nacionais a trabalharem com essa tecnologia.[20] O CD é composto por 14 músicas inéditas e com o adicional de “A dor desse amor”, hit da banda, em uma nova versão (inglês/espanhol), como uma 15ª de bônus track. “Vai”, a primeira música de trabalho, foi lançada em, 3 de Outubro de 2011 e foi top 10 das mais pedidas em diversas rádios do país. Além de marcar uma retomada de Kiko, Leandro e Bruno ao cenário musical brasileiro, “KLB 3D”, que tem como grande atrativo a modernidade: há dois clipes (das músicas “A dor desse amor” e “Quando o amanhã chegar”) que são disponibilizados em 3D no próprio CD, o álbum é avaliado no gênero Pop e Pop/Rock estilo principal da banda e com canções de elementos de Synthpop. Os irmãos já saem na Pré-Venda desse cd com uma tiragem inicial de 30 mil cópias na Edição simples e no Box "KLB-3D Deluxe Edition" com 20 mil unidades. [21]

Em abril de 2014 gravam o DVD intitulado "Um Novo Tempo" na área externa do KLB Studios em alta definição e com resolução 4K em São Paulo, recebendo familiares e amigos como convidados. O CD+DVD "Um Novo Tempo" tem 5 canções inéditas e releituras de sucessos da banda.[22] Em 19 de maio de 2015 aconteceu o lançamento do DVD no Cinépolis do Shopping JK Iguatemi, em São Paulo, com a presença de fãs, familiares e amigos.[23]

Membros[editar | editar código-fonte]

Características Musicais[editar | editar código-fonte]

O som predominante da banda é o Pop e o Pop Rock, também o Soft Rock devido as influências musicais como Bee Gees, Bon Jovi e Eagles,[28] usam também do dance-pop e synthpop notável nos primeiros álbuns. A partir do ano de 2002 percebe-se o amadurecimento do estilo de som acrescentando o Rock em algumas canções. No disco KLB (2004) a banda apresentou um som enriquecido de Pop Rock e Rock Alternativo predominando assim nos álbuns seguintes. No ano de 2008 o KLB experimentou o Country no álbum Entre o Céu e a Terra. Já no álbum 3D de 2011 novamente apresentam o pop romântico marcante mas com canções de elementos de Electro podendo assim dizer o Synthpop que também é característico do trio. A maioria das canções são compostas por Kiko atualmente e que também é produtor. Kiko e Bruno além de instrumentistas na banda também são vocais de apoio. Kiko tem a voz grave e Bruno auxilia com a voz aguda algo muito notável em todas as canções do trio. Kiko e Bruno já assumiram os vocais em algumas canções. As canções Tô Pensando em Você, Eu Quero o Teu Carinho e Um Minuto pro Meu Fim são canções interpretadas por Kiko, já a canção Carolina única interpretada na voz de Bruno. Algumas das influências musicais do KLB são Bee Gees, Queen, Aerosmith, Bon Jovi, Michael Jackson e Eagles.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ver também: Discografia de KLB
Álbuns de estúdio

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Ano Música Novela
2001 "Muito Estranho" Pícara Sonhadora
2002 "Alguém na Multidão", "Help", "Eu Não Sabia Que Você Existia"(com Wanessa) Jovens Tardes
2003 "Sensação" Chocolate com Pimenta
2003 "Natal das Crianças" Siga Aquela Estrela
2009 "Todo Azul do Mar" Promessas de Amor
2009 "Estou Morrendo Aos Poucos" Poder Paralelo

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «KLB recebe surpresa em homenagem aos 15 anos de carreira - Entretenimento - R7 Programa do Gugu». entretenimento.r7.com. Consultado em 2016-09-15. 
  2. «Ficha Wanessa Camargo». O Fuxico. Consultado em 23/12/2015. 
  3. «Letras de Músicas - Letras.com.br». www.letras.com.br. Consultado em 2016-09-15. 
  4. click grátis mundo musical (2011). «Biografia de KLB». clickgratis.com.br. Consultado em 2015. 
  5. «Os Brasas | Conjunto - Jovem Guarda | TV Sinopse». www.tvsinopse.kinghost.net. Consultado em 2016-09-15. 
  6. «ISTO� Gente Online». www.terra.com.br. Consultado em 2016-09-15.  replacement character character in |titulo= at position 5 (Ajuda)
  7. «KLB – História e Curiosidades sobre o Grupo - ClickGrátis». www.clickgratis.com.br. Consultado em 2016-09-15. 
  8. Letras. «Curiosidades de KLB». Letras.com.br. Consultado em 06/04/2015. 
  9. «CERTIFICADOS | ABPD». www.abpd.hospedagemdesites.ws. Consultado em 2015-07-16. 
  10. Dicionário Cravo Albin. «KLB dados artisticos». Dicionário Cravo Albin da MPB. Consultado em 06/04/2015. 
  11. «KLB traz seus sucessos sábado». Prefeitura de Praia Grande. Consultado em 2016-02-10. 
  12. Sônia Regina Lucilio (Colunista) (2008). «História do grupo KLB». jornallivre.com.br. Consultado em 2015. 
  13. Globo. «Jovens Tardes». globo.com. Consultado em 2015. 
  14. Letras. «Biografia de KLB». Letras.com.br. Consultado em 2015. 
  15. Letras. «Curiosidades de KLB». Letras.com.br. Consultado em 06/04/2015. 
  16. «Kiko revela que sua coleção possui 114 guitarras». mais.uol.com.br. Consultado em 2016-09-15. 
  17. Sônia Regina Lucilio (Colunista) (2008). «História do grupo KLB». jornallivre.com.br. Consultado em 2015. 
  18. James Cimino (2007). «KLB Bandas». Portal Terra. Consultado em 2015. 
  19. «Entre o Céu e a Terra - Guia da Semana». Consultado em 2016-09-15. 
  20. Márcia Lapinha (Jornalista) (2012). «KLB Biografia». Torro Publicidade. Consultado em 2015. 
  21. Last (Data desconhecida). «KLB- Last.fm». Consultado em 2013. 
  22. Caras (Abril de 2014). «KLB anuncia retorno aos palcos e grava DVD». Caras UOL. Consultado em 22/05/2015. 
  23. Gustavo Gossen (19/05/2015). «KLB lança DVD de 15 anos de carreira». Ofuxico. Consultado em 22/05/2015. 
  24. Caras (Data desconhecida). «CARAS: Perfi: Kiko (KLB).». Consultado em 2013. 
  25. Leandro Scornavacca e Natália Guimarães (Data desconhecida). «Natália Guimarães está grávida do cantor Leandro da banda KLB, a modelo está grávida de gêmeas. Maya e Kiara nasceram em 8 de agosto de 2013.». Consultado em 2013. 
  26. R7 (2013). «Nascem as gêmeas de Leandro do KLB». entretenimento.r7.com. Consultado em 2015. 
  27. Leandro Scornavacca (Data desconhecida). «Leandro deputado estadual». Consultado em 2013. 
  28. «KLB – História e Curiosidades sobre o Grupo - ClickGrátis». www.clickgratis.com.br. Consultado em 2016-09-15. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Flag of Brazil.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical do Brasil, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.