Kim Jong-nam

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gnome globe current event.svg
Este artigo é sobre uma pessoa que morreu recentemente.
Algumas informações relativas às circunstâncias da morte podem mudar a qualquer instante.

Editado pela última vez em 24 de fevereiro de 2017.

Kim Jong-nam
hangul: 김정남
Nascimento 10 de maio de 1971
Pyongyang, Coreia do Norte
Morte 13 de fevereiro de 2017
Sepang, Malásia
Nacionalidade Coreia do Norte norte-coreana
Parentesco Kim Jong-il (pai)

Kim Jong-nam (Chosŏn'gŭl: 김정남; Hanja: 金正男; 10 de maio de 1971 - 13 de fevereiro de 2017) era o filho mais velho de Kim Jong-il, líder da Coreia do Norte de 1994 até 2011. Entre 1994 a 2001, ele foi considerado o herdeiro sucessor de seu pai e o próximo líder da Coreia do Norte.[1] Depois de uma tentativa fracassada de entrar no Japão com um passaporte falso para visitar a Disneylândia de Tóquio, em maio de 2001, ele saiu da linha sucessória a favor de seu pai.

A partir de 2003, Kim Jong-nam viveu em um exílio fora da Coreia do Norte. O meio-irmão paterno mais jovem de Kim Jong-un foi nomeado herdeiro aparente, em setembro de 2010. No exílio, Kim tornou-se conhecido como um crítico de sua família, do regime norte-coreano e como um defensor da reforma em seu país natal.[2] Kim Jong-nam morreu na Malásia, em fevereiro de 2017, em circunstâncias suspeitas. Acredita-se que ele foi assassinado por duas mulheres[3], especulou-se que sua morte tenha sido planejada por agentes norte-coreanos no aeroporto, usando veneno.[4] Acreditava-se que ele estava a viajar sob o nome de Kim Chol no momento de sua morte.

Árvore genealógica[editar | editar código-fonte]

Árvore genealógica[lower-greek 1] da família Kim governante[lower-greek 2] da Coreia do Norte.[lower-greek 3][lower-greek 4]
Kim Bo-hyon
1871–1955
Kim Hyong-jik
1894–1926
Kang Pan-sok
1892–1932
Kim Jong-suk
1919[lower-greek 5]–1949
Kim Il-sung
1912–1994
Kim Sung-ae
1928–?
Kim Yong-ju
1920–
Kim Young-sook
1947–
Song Hye-rim
1937–2002
Kim Jong-il
1941[lower-greek 5]–2011
Ko Yong-Hi
1953–2004
Kim Ok
1964–
Kim Kyong-hui
1946–
Jang Sung-taek
1946–2013
Kim Pyong-il
1954–
Kim Sul-song
1974–
Kim Jong-nam
1971–2017
Kim Jong-chul
1981–
Kim Jong-un
1983[lower-greek 5]
Ri Sol-ju
c. 1986
Kim Yo-jong
1987–
Kim Han-sol
1995–
Kim Ju-ae
c. 2012[lower-greek 5]
  1. Para manter a árvore do tamanho razoável, a lista omite alguns membros, como irmãos e irmãs de Kim Jong-il.
  2. Nomes dos Líderes Supremos da Coreia do Norte (se estão na lista) estão em negrito.
  3. Nomes em coreano costumam ter uma variedade de transliterações para o inglês, que pode ser confuso. Por exemplo, "Kim Jong-chul" também pode ser escrito "Gim Jeong-cheol" ou "Kim Jŏng-ch'ŏl", entre muitas outras variações. Ver romanização coreana para mais informações.
  4. Huss, Kan; Frost, Clay. «Primeira Família da Coreia do Norte: Mapeando o drama pessoal e político do clã Kim». msnbc.com. Consultado em 28 de novembro de 2014  (Confirma muitos, mas não todos, os anos de nascimento e morte. Veja os artigos individuais para mais referências.)
  5. a b c d Biografias oficiais de Kim Jong-suk e Kim Jong-il dão os anos de nascimento como 1917 e 1942, respectivamente, enquanto o ano de nascimento de Kim Jong-un pode ser realmente 1984. Kim Ju-ae pode ter nascido no final de 2012 ou início de 2013.


Referências

  1. «Kim Jong-un's Big Threat: His Older Brother – Globalo» (em inglês). 23 de agosto de 2016. Consultado em 26 de Setembro de 2016 
  2. Jonathan Watts e Tania Branigan (17 de janeiro de 2012). «North Korea's leader will not last long, says Kim Jong-un's brother» (em inglês). The Guardian. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  3. «O misterioso assassinato de Kim Jong-nam, meio-irmão e 'rival' do líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un». BBC Brasil. 15 de fevereiro de 2017. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  4. James Rothwell; Julian Ryall; Arthur Lim e Barney Henderson (14 de fevereiro de 2017). «Kim Jong-un's half-brother Kim Jong-nam killed after being 'sprayed in face with unknown liquid', possibly by pair of female spies» (em inglês). The Telegraph. Consultado em 17 de fevereiro de 2017