Kitty Genovese

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Catherine Susan Genovese (7 de julho de 1935, Nova Iorque[1]13 de março de 1964, Nova Iorque), mais conhecida como Kitty Genovese, era uma mulher estadunidense que foi esfaqueada até a morte próximo de sua casa em Kew Gardens, no Queens, Nova York,[2] onde vivia com a sua companheira.[3] As circunstâncias de sua morte e a aparente reação (ou falta de reação) dos vizinhos dela foram relatados num artigo de jornal publicado duas semanas depois e instigaram investigações do fenômeno psicológico que tornou-se conhecido como "efeito espectador", "responsabilidade difusa" ou "síndrome Genovese".[4]

Referências

  1. Demay, Joseph. «Kitty Genovese». A Picture History of Kew Gardens, NY (em inglês). Consultado em 12-03-2007. 
  2. «Queens Woman Is Stabbed to Death in Front of Home» New York Times [S.l.] 14-03-1964. p. 26. Consultado em 05-07-2007. 
  3. remembering_kitty_genovese www.soundportraits.org
  4. Dowd, Maureen (12-03-1984). «20 years after the murder of Kitty Genovese, The question remains: Why?» New York Times [S.l.] p. B1. Consultado em 05-07-2007. 
  • Rosenthal, A.M. (1964). Thirty-Eight Witnesses: The Kitty Genovese Case University of California Press [S.l.] ISBN 0-520-21527-3. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre os Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.