Kitty Genovese

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Catherine Susan Genovese (7 de julho de 1935, Nova Iorque[1]13 de março de 1964, Nova Iorque), mais conhecida como Kitty Genovese, era uma mulher estadunidense que foi esfaqueada até a morte próximo de sua casa em Kew Gardens, no Queens, Nova York,[2] onde vivia com a sua companheira.[3] As circunstâncias de sua morte e a aparente reação (ou falta de reação) dos vizinhos dela foram relatados num artigo de jornal publicado duas semanas depois e instigaram investigações do fenômeno psicológico que tornou-se conhecido como "efeito espectador", "responsabilidade difusa" ou "síndrome Genovese".[4]

Referências

  1. Demay, Joseph. «Kitty Genovese». A Picture History of Kew Gardens, NY (em inglês). Consultado em 12 de março de 2007 
  2. «Queens Woman Is Stabbed to Death in Front of Home». New York Times. 14 de março de 1964. p. 26. Consultado em 5 de julho de 2007 
  3. remembering_kitty_genovese www.soundportraits.org
  4. Dowd, Maureen (12 de março de 1984). «20 years after the murder of Kitty Genovese, The question remains: Why?». New York Times. p. B1. Consultado em 5 de julho de 2007 
  • Rosenthal, A.M. (1964). Thirty-Eight Witnesses: The Kitty Genovese Case. [S.l.]: University of California Press. ISBN 0-520-21527-3 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre os Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.