Klimov VK-107

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
VK-107
Motor de avião
VK-107A no Central Air Force Museum (Moscow)
Informações básicas
Tipo Motor V12
Fabricante Klimov
Origem  União Soviética
Primeiro teste 1942 (78 anos)
Especificações (VK-107A)
Diâmetro (cilindro(s)) 148 mm (5,83 in)
Curso 170 mm (6,69 in)
Peso 765 kg (1 690 lb)
Deslocamento 35,08 l (1,24 ft³)
Trem de válvulas Duas entradas e duas saídas de válvulas por cilindro atuando via OHV
Compressor Estágio único duas velocidades tipo centrifugo
Potência 1 650 hp (1 230 kW) @3200 rpm para decolagem
1 450 hp (1 080 kW) a 2 800 m (9 190 ft) de altitude
Sistema de refrigeração Refrigerado a líquido
Relação potência / peso 1.61 kW/kg (0.98 hp/lb)
Desenvolvido em Klimov VK-108
Notas
Dados de: Kotelnikov[nota 1]

O Klimov VK-107 foi um motor de avião V12 refrigerado a àgua usado pela união soviética durante a Segunda Guerra Mundial. [nota 2]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O VK-107 teve um novo design tendo pouco em comum com seus antecessores M-105 e VK-106. Para alcançar uma grande potência de saída, cada cilindro tinha quatro válvulas (duas entradas e duas saídas)e seu virabrequim e eixo de comando de válvulas foram completamente revisados e um novo design de supercompressor(supercharger) foi implementado. Este motor poderia estar pronto para produção desde 1942, mas as fábricas soviéticas não tinham a capacidade para produzir um novo design. Assim, ao invés dele foram produzidos os menos potentes VK-105PF e VK-105PF2. Contudo a aparição do Messerschmitt Bf 109 da Luftwaffe em 1943 com motor Daimler-Benz DB 605 criado em carácter de urgência pela necessidade de um motor mais potente. O VK-107A foi colocado em produção em 1944 e foi usado nos caças Yak-9U. O motor não foi bem aceito pelos pilotos nem pelos mecânicos, ele tinha vida útil de apenas 25 horas e potência de emergência que quase nunca era usada por medo de reduzi-la ainda mais. O motor também era de difícil manutenção, em parte por que os coletores do escapamento eram dentro dos cilindros.

Variantes[editar | editar código-fonte]

  • VK-107A - versão de produção
  • VK-107R - versão à pistão híbrido-Termojato que equipava os caças Mikoyan-Gurevich I-250 (N) e o Sukhoi Su-5
  • VK-108 - tentativa de desenvolver o VK-107 com 1,380 kW (1,850 hp) na decolagem, usado em vários protótipos do Yakovlev Yak-3 mas não entraram em produção.

Aplicações[editar | editar código-fonte]

Motores Similares[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Kotelnikov 2005, p. 143.
  2. Gunston 1989, p.90.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Gunston, Bill. World Encyclopedia of Aero Engines. Cambridge, England. Patrick Stephens Limited, 1989. ISBN 1-85260-163-9
  • Kotelnikov, Vladimir. Russian Piston Aero Engines. Marlborough, Wiltshire. The Crowood Press Ltd. 2005. ISBN 1 86126 702 9.


Ícone de esboço Este artigo sobre aviação é um esboço relacionado ao Projeto Aviação. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Tecnologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.