Kondakovia longimana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaKondakovia longimana
Taxocaixa sem imagem
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Mollusca
Classe: Cephalopoda
Subclasse: Coleoidea
Ordem: Teuthida
Subordem: Oegopsina
Género: Kondakovia
Filippova, 1972
Espécie: K. longimana
Nome binomial
Kondakovia longimana
Filippova, 1972

Kondakovia longimana é uma grande espécie de lula, da família Onychoteuthidae. O manto pode atingir os 85 cm e provavelmente acima de 1,15 m[1] O espécimen de maior tamanho, medindo 2,3 m de comprimento, foi encontrado na Antártida, em 2000.[2]

Distribuição[editar | editar código-fonte]

K. longimana ocorre em águas epipelágicas e mesopelágicas do Oceano Antártico. A distribuição passa por circumpolar podendo chegar até às Ilhas Geórgia do Sul e Sandwich do Sul e ao Mar da Tasmânia[3]

O material-tipo desta espécie, consistindo em três espécimenes apanhados à superfície e a uma profundidade de 50 m, foram recolhidos a norte das Ilhas Órcades do Sul[4] e está depositado no Museu Zoológico da Universidade Estatal de Moscovo.[5]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. O'Shea, S. 2005. Kondakovia longimana. In: Giant Squid and Colossal Squid Fact Sheet. The Octopus News Magazine Online.
  2. Carrington, D. 2000. Big squid breaks record. BBC News, July 3, 2000.
  3. Kubodera, T., U. Piatkowski, T. Okutani & M.R. Clarke 1998. Taxonomy and Zoogeography of the Family Onychoteuthidae (Cephalopoda: Oegopsida). Smithsonian Contributions to Zoology No. 586: 277–291.
  4. Filippova, Y.A. 1972. New Data on the Squids (Cephalopoda: Oegopsida) from the Scotia Sea. Malacologia 11(2): 391–406.
  5. Current Classification of Recent Cephalopoda

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • Jarre, A., M.R. Clarke & D. Pauly 1991. Re-examination of growth estimates in oceanic squids: the case of Kondakovia longimana (Onychoteuthidae). ICES Journal of Marine Science 48: 195–200.
  • Lu, C.C. & R. Williams. 1994. Kondakovia longimana Filippova, 1972 (Cephalopoda: Onychoteuthidae) from the Indian Ocean sector of the Southern Ocean. Antarctic Science 6(2): 231–234.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]