Alcácer de Gilane

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Ksar Ghilane)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde setembro de 2012). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Tunísia Ksar Ghilane

قصر غيلان

 
  Localidade  
Vista das dunas do Grande Érgio Oriental perto de Alcácer de Gilane
Vista das dunas do Grande Érgio Oriental perto de Alcácer de Gilane
Ksar Ghilane está localizado em: Tunísia
Ksar Ghilane
Localização de Ksar Ghilane na Tunísia
Coordenadas 32° 59' N 9° 38' 15" E
Província Kebili
Altitude 200 m

Alcácer de Gilane (em árabe: قصر غيلان; transl.: Ksar Ghilane) é uma localidade e um oásis do sul da Tunísia, situado do limite leste do Grande Érgio Oriental. Administrativamente faz parte da província (gouvernat) de Kebili, embora esteja muito perto da província de Tataouine.

Como o nome indica (alcácer significa "castelo" em árabe), ali se encontra um castelo (forte) romano que protegia o Fronteira do Saara. Esse forte foi proposto pelo governo tunisino a 17 de fevereiro de 2012 para ser incluído na lista de Património Mundial da UNESCO.

O oásis é alimentado por uma nascente de água tépida (cerca de 25°C) que forma uma lagoa onde é possível tomar banho e que alegadamente tem propriedades termais. Durante muito tempo foi um local de difícil acesso, e chegar lá implicava percorrer mais de 70 km de pistas (distância até Chenini, situada a leste). Atualmente já existe uma estrada asfaltada que liga o oásis a Douz e a Matmata.

O oásis serve de refúgio a cerca de 50 famílias de nómadas que vivem da exploração de tamareiras, da criação de cabras e ovelhas e do turismo que tem vindo a crescer e a tornar-se mais importante. Entre as atividades turísticas oferecidas destacam-se os passeios no deserto em moto quatro, moto, cavalo ou dromedário (os passeios em dromedário têm o nome de méharées). Há três parques de campismo que alugam tendas, muitas delas tradicionais, de beduínos, e um hotel de luxo, que em vez de quartos tem tendas climatizadas.

A um quilómetro a leste do oásis encontra-se uma estela comemorativa da passagem no local do general francês Leclerc e das suas tropas da França Livre. Depois de terem atravessado o deserto a pé durante 2 000 km, vindos do Chade, a 10 de março de 1943, os franceses resistiram em Alcácer de Gilane a um ataque de panzers alemães do Afrika Korps apoiados por aviões, impedindo assim que os alemães se apercebessem da concentração das tropas neo-zelandesas que se preparavam para atacar a Linha Mareth.

Notas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alcácer de Gilane
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Tunísia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.