Kuldja

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Kuldja (Yining) está situada na margem norte do Rio Ili

Kuldja (conhecida em chinês como "Yining" na transliteração pinyin ou "I-ning" na transliteração Wade-Giles), também conhecida como Kulja, Ghulja, Ningyuan, ou Jindingsi[1], é uma cidade em Xinjiang (China). É a principal cidade do Vale do Rio Ili, que é a principal rota comercial entre Xinjiang e a Ásia Central. O vale é muito mais úmido do que qualquer outra parte do Xinjiang e tem ricas pastagens, razão pela qual a cidade tem sido um centro estratégico desde os tempos antigos, sendo conhecidos na época da Dinastia Tang (618-907) pelo nome de Gongyue e pelos mongóis como Almarikh ou Almaligh. Foi a capital de onde Chagatai Khan governou a região no Século XIII, quando era parte do Império Mongol. Foi uma das cidades ao longo da Rota da Seda[2].

Entre 1755 e 1757, foi retomada pelos chineses durante as guerras contra o Canato Dzungar, que posteriormente estabeleceram vários fortes nas proximidades do Rio Ili. Na década de 1870, foi objeto de uma prolongada disputa de fronteira entre a China e o Império Russo.

Kuldja é um centro de produção têxtil, processamento de alimentos, e do couro. O vale do Rio Ili tem intensa atividade agrícola em suas terras mais baixas e pastagens e suas terras mais altas. É habitada por cazaques, uigures, hans, huis e mongóis. Em 2002, sua população era de 258.640 habitantes[3] [4].

Referências

  1. The Ili Region under Russian Rule (1871-1881), p. 4 Arquivado em 2 de abril de 2015, no Wayback Machine., em inglês, acesso em 1º de março de 2015.
  2. AsiaMidievalCommerceAtlasWilliamShepherd1926, acesso em 17 de fevereiro de 2015.
  3. Kuldja, em inglês, acesso em 1º de fevereiro de 2015.
  4. Silk Road Trade & Travel Encyclopedia, em inglês, acesso em 16 de fevereiro de 2015.