Kumasi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Kumasi
  Cidade  
Kumasi
Kumasi
Símbolos
Selo de Kumasi
Selo
Localização
Localização de Kumasi em Axânti
Kumasi está localizado em: Gana
Kumasi
Localização de Kumasi em Axânti
Coordenadas 6° 40' N 1° 37' O
País Gana
Região Axânti
Distrito Kumasi Metropolitana
História
Fundação 1680
Administração
Prefeito-Conselho Kojo Bonsu
Características geográficas
Área total [1] 254 km²
População total (2013) 2 069 350 hab.
Densidade 8,100 hab./km²
Altitude 250 m
Fuso horário UTC±0
Código de telefone 032
Sítio www.kma.gov.gh
Uma rua com um mercado em Kumasi, Gana. Março de 2005

Kumasi é uma cidade do Gana, anteriormente conhecida por Coomassie. Localiza-se na região dos axântis, no centro do país. Tem cerca de 976 mil habitantes. O Centro Cultural National possui uma excelente exposição sobre a história axânti, entre eles o trono em ouro falso usado para enganar o exército britânico. O Palácio de Asantehene (Palácio Manhyia) é uma amostra de como os reis axântis viviam de modo despretensioso. Os vilarejos ao redor da cidade são conhecidos pelos artesanatos.

História[editar | editar código-fonte]

Foi fundada em 1700. Antiga capital do Reino de Axânti, é rodeada por colinas verdejantes. Joseph Dupuis explorou território adentro e em 1820 se deparou com uma comunidade islâmica na localidade.[2] Partes da cidade, incluindo o Palácio Real, foram destruídas pelas tropas britânicas durante a Terceira Guerra Anglo-Axante de 1874.[3] A primeira guerra iniciou por os Axante quererem um território juntamente a Fante, e assim uma batalha contra um exército de dois mil e quinhentos dos britânicos, contra de dez mil dos Axantes, estes derrotaram o exército e mataram o governador de Fante, Sir Charles MacCarthy. Na segunda em 1863, ninguém de fato ganhou por causa de uma doença que os atingiu, terminando em 1864. A terceira ocorreu entre 1873 à 1874 e os britânicos conseguiram derrotar os Axante na batalha de Amoaful, eles a ocuparam e incendiaram, essa guerra só chegou ao fim quando os Axantes assinaram o tratado de femona em 1874, nesse tratado eles reconheciam a independência dos estados de vassalos e uma multa de 50.000 onças de ouro. A quarta guerra se deu em 1894 à 1896 com um exército de africanos se opondo ao domínio Axante que junto com o rei Asantehene Agyeman Prempehdo do império na época tiveram que assinar um tratado e foram exilados para as ilhas Seychelles. A última em 1900 foi chamada de Guerra do Banco Dourado em que a Rainha mãe dos Axantes, Yaa Asantewaa se revoltou com o ato do representante britâncio Sir Frederick Mitchell Hodgson sentar no Banco Dourado. Mil soldados britânicos morreram e dois mil Axantes, Yaa Asantewaa também foi exilada para as ilhas seycheles e os Britânicos ficaram com o domínio da Costa do Ouro até a independência de Gana.[4]

[5]Kumasi originou-se de um místico de três árvores em que o sacerdote Okomfo Anokye as plantou e profetizou que a que vivesse seria a capital de Axante. Uma foi plantada na Aldeia Oboani e a outra em Apemso-Bankofo, porém a que foi plantada em Kwaaman cresceu e floresceu.[6] Denkyira, um dos reis mais poderosos de sua época controlou grande parte do cinturão florestal do sul de Gana, entretanto em 1701 o rei Osei Tutu inseriu novas táticas militares aprendidas para derrotar Denkyira, e conseguiu numa batalha em Feyase. Após isso, cidades independentes se juntaram para criar a confederação Axante através de um selo.

Rei Osei Kofi Tutu[editar | editar código-fonte]

[7]Nasceu por volta de c. 1660 até 1712/1717, fundou o Império Axante e o fez um estado político permanente criando uma hierarquia política com o seu povo. Okomfo anokye o mostrou o Tamborte Dourando, que se tornou símbolo místico por segundo a tradição ter sido trago do céu pelo sarcedote. Osei derrotou poderosos líderes durante o seu reinado, junto com Anokye estabeleceu costumes pra influência das tradicões locais acabarem.

Asantes[editar | editar código-fonte]

[8]Os Asantes possuem uma religião baseada no miticismo do Tamborete Dourado pelo fato do sacerdote Okomfo falar que era necessário a proteção do Banco Dourado porque o espírito e a força do povo dependia disso.

Os tipos de materiais na artes eram os florões de guarda-chuva, as jóias de ouro fundido, os pesos de ouro de latão e os tecidos de rayon. Além do seu sistema político ser semi-militar.

Referências

  1. «Demographic Characteristics». Consultado em 9 de março de 2014. Arquivado do original em 3 de maio de 2011 
  2. «Islã na África Negra». Vincent Monteil. 1967. Consultado em 29 de dezembro de 2017 
  3. David Owusu-Ansah, Historical Dictionary of Ghana, Rowman & Littlefield, USA, 2014, p. xliii
  4. Momodu, Samuel (24 de março de 2018). «The Anglo-Ahsanti Wars». Blackpast. Consultado em 06 de maio de 2022  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. Dorvlo, Desmond (08 de outubro de 2020). «Kumasi - O coração da região Axante». Breath List. Consultado em 06 de maio de 2020  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  6. Fraser, Douglas (1972). African Art and Leadership. London: The Unisersity of WIscoin of Press. pp. 138–140 
  7. Franz, Alyssa (30 de maio de 2009). «Osei Kofi Tutu». Blackpast. Consultado em 06 de maio de 2022  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  8. «Asante». Art & life in Africa. Consultado em 06 de maio de 2022  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Kumasi
Ícone de esboço Este artigo sobre o Gana é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.