Kuntur Wasi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Kuntur Wasi
Localização atual
Coordenadas 7° 7' 46" S 78° 50' 43" O
País  Peru
Região Cajamarca
Província San Pablo
Altitude 2,300 m
Dados históricos
Cultura Chavin
Fundação 1100 a.C.
Abandono 50 a.C.

Kuntur Wasi é um sítio arqueológico datado do Período Formativo Inferior, localizado na província de San Pablo, Região de Cajamarca, Peru. [1] Na língua quechua, Kuntur Wasi significa Casa do Condor. De acordo com o arqueólogo japonês, Yoshio Onuki, estudioso principal deste sítio arqueológico, Kuntur Wasi é uma expressão de pré-chavin, mas que posteriormente teve uma grande influência não só da Cultura Chavín, mas também da Cupisnique especialmente em ourivesaria e cerâmica. [2]

Fases de ocupação[editar | editar código-fonte]

Kuntur Wasi passou pelos seguintes períodos: [3]

  • Fase Ídolo (1100-800 a.C.): Construção do centro ceremonial com pisos revestidos com cal branco. Nesta fase, existia uma certa relação com Huacaloma e Pacopampa.
  • Fase Kuntur (800-500 a.C.): Construção do novo complexo ceremonial em forma de U. Trabalhos com cerâmica fina, ouro e prata são desenvolvidos.
  • Fase Copa (500-250 a.C.): Modificação do complexo arquitetônico cerimonial e a renovação do sistema de drenagem.
  • Fase Sotera (250 -50 a.C.): Existe una relação con la Fase Layzón do Vale de Cajamarca. É a fase de decadência de Kuntur Wasi.

Descrição do sitio[editar | editar código-fonte]

Kuntur Wasi foi construído no topo de uma colina conhecida como La Copa. A construção mais importante de Kuntur Wasi é o edifício principal em forma de pirâmide retangular com quatro terraços que termina em um nível superior, a área da estrutura tem cerca de 130 mil metros quadrados. Na área superior da piramide, existe uma praça retangular em formato de arena vermelha que foi que foi decorada com tinta branca e laranja. Adjacente a esta praça existe uma plataforma de pedra cuja altura original ultrapassou os dois metros e provavelmente suportava as estruturas de algum templo. Na parte norte da pirâmide, há uma grande escadaria de pedra que dá acesso ao topo. [4]

Descobertas[editar | editar código-fonte]

Durante as escavações foram encontradas quatro tumbas na primeira plataforma principal, jarras com asa em forma de estribo, compoteiras e panelas de cerâmica relacionadas à Cultura Cupisnique, bem como peças de ouro e talheres com elementos decorativos relacionados ao sitio arqueológico de Chongoyape , localizado no distrito do mesmo nome. Em um dos túmulos, foi desenterrada uma múmia de um nobre pertencente à casta sacerdotal em posição de agachamento que estava sobre um piso de cinábrio com uma coroa de ouro laminar adornada com duas fileiras cada uma contendo sete pingentes em forma de rostos, conhecida como "a coroa dos catorze rostos". [5] Em um outro túmulo foi encontrado um jovem com protetores de orelha feitos com discos de ouro e contas de pedra. Um terceiro túmulo continha uma coroa de ouro, dois peitorais retangulares, todos decorados com motivos em relevo de jaguar, um peitoral em forma de H e um peitoral com motivo mitológico. Finalmente, foram encontrados os restos de uma mulher idosa com 7000 contas e laminas, ambas de pedra, e 21 placas de ouro e prata em forma de pássaros. [6]

Referências

  1. «Ruinas de Kuntur Wasi demuestran desarrollo». Panorama Cajamarquino. 8 de setembro de 2012 
  2. «Nuevas revelaciones de Kuntur Wasi». La Republica (PE) (em espanhol). 1 de julho de 2011 
  3. «Complejo Ceremonial Kuntur Wasi y Museo de Sitio». Arqueotur-Red de Turismo Arqueológico (em espanhol). Consultado em 6 de setembro de 2017 
  4. «Complejo Arqueológico Kuntur Wasi en San Pablo». Sitios Arqueologicos de Peru (em espanhol). Consultado em 6 de setembro de 2017 
  5. «Kuntur Wasi». En Peru (em espanhol). Consultado em 11 de outubro de 2017 
  6. «Centro Ceremonial Kuntur Wasi (Casa del Cóndor)». Arqueología del Perú (em espanhol). Consultado em 11 de outubro de 2017