Lécito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde junho de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Lécitos de V-IV a.C., Museu de Pré-História de Valença, Espanha

O lécito (do grego λήκυθος — lekythos) é um vaso grego antigo utilizado para armazenar óleos perfumados destinados ao cuidado do corpo. Os lécitos são frequentemente utilizados como vasos funerários. A forma característica do lécito é geralmente cilíndrica, delgada, com uma única alça e pescoço fino, para controlar a dosagem de óleo.

O início da produção de lécitos se dá aproximadamente no século VII a.C. A forma típica se consolida durante o período da cerâmica de figuras negras na região da Ática, o século VI a.C.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • (em inglês) Donna Carol Kurtz, Athenian White Lekythoi, Oxford University Press, Oxford, 1976;
  • (em inglês) CLARK, Andrew J.; ELSTON, Maya; HART, Mary Louise. Understanding Greek vases: a guide to terms, styles, and techniques. Los Angeles, The J. Paul Getty museum, 2002.

Referências

  1. COOK, R. M. Greek Painted Pottery. London, New York: Routledge, 1997, p. 221.
Ícone de esboço Este artigo sobre História da Grécia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre arqueologia ou arqueólogos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.