Léo Áquilla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Léo Áquilla
Léo Áquilla posa com fãs na feira cultural LGBT de 2009 em São Paulo
Nome completo Leonora Áquilla
Nascimento 6 de setembro de 1970 (45 anos)[1] [2]
Teófilo Otoni[2]
 Minas Gerais
Residência Pompeia
Nacionalidade  Brasil
Ocupação repórter, apresentadora e cantora
Página oficial
www.leoaquilla.com.br/

Leonora "Léo" Áquilla, (Teófilo Otoni, 6 de setembro de 1970), é uma repórter, apresentadora e cantora brasileira.[2] Jornalista multimídia, já fez trabalhos em rádio (Metropolitana FM), teatro, cinema e televisão (Rede TV! e Record).

Foi ainda candidata a deputada estadual em tres eleições (2006, 2010 e 2014), embora não tenha conseguido número suficiente de votos para se eleger ao cargo.[1] [3]

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Léo Áquilla nasceu Jadson Mendes de Lima em Teófilo Otoni, Minas Gerais, mas ainda criança se mudou com a família para São Paulo.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como artista, tornou-se inicialmente conhecida por suas performances em boates LGBTs e por suas aparições polêmicas na televisão. Recentemente, retomou sua agenda artística realizando shows em várias cidades do país,[1] ausentando-se assim do programa humorístico Chupim, da Rádio Metropolitana FM 98,5 de São Paulo, o qual co-apresentava.[3]

Como jornalista, tem trilhado carreira como repórter de vários programas, entre eles Noite Afora, apresentado por Monique Evans, e Bom Dia Mulher, capitaneado por Olga Bongiovanni (ambos da RedeTV!).[3] É repórter do Balanço Geral (Rede Record), de Geraldo Luís.[4] Em 2012, fez parte do elenco da quinta edição do reality show A Fazenda, da Rede Record, e conquistou o terceiro lugar da competição, além de um carro zero quilômetro.[3] [5]

Nas eleições de 2006, concorreu ao cargo de deputada estadual de São Paulo pelo PR, mas não conseguiu se eleger. Obteve, contudo, um número expressivo de votos: 21.778.[1] Nas eleições de 2010, Léo Áquilla conseguiu 14.382 votos pelo PTB para o mesmo cargo, número que também não lhe possibilitou entrada na política.[1] [6] [7] Nas eleições de 2014, Léo Áquilla conseguiu 29.695 votos pelo PSL para o cargo de deputado federal de São Paulo, porém não conseguiu a entrada na política mais uma vez.

Cronologia[editar | editar código-fonte]

Televisão
Ano Programa Função Emissora Ref
20012004 Noite Afora Repórter RedeTV! [3]
20062009 Bom Dia Mulher Repórter RedeTV! [3]
2012 A Fazenda 5 Participante Rede Record [3]
2012 Balanço Geral SP Repórter Rede Record [4]
2014 Legendários Sócia e Convidada Rede Record
Cinema
Ano Filme Personagem Ref
2006 Falsa Loura Falsa Loura (Filho de Antero) [3]
Teatro
Ano Peça Personagem Ref
2008 Moscas Mortas num Copo de Conhaque Fuego Eterno [3]
Rádio
Ano Programa Função Emissora Ref
2009–2011 Chupim Co-apresentador Rádio Metropolitana [3]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Teófilo Otoni, terra natal da artista e da família.

Assumidamente transexual, a artista é mãe de dois filhos, um natural e outro adotivo.[3] [1] Durante o reality show "A Fazenda 5", a transexual admitiu que teve uma infância traumática devido aos maus-tratos que sofria por conta da sexualidade e por ser efeminado.[8]

Em 2012 admitiu em entrevista ao TV Fama, da RedeTV!, que já havia feito dez cirurgias plásticas para se "transformar em menina".[8] A última, um transplante capilar nesse mesmo ano. Em 2010, Leo tinha feito uma cirurgia de feminização em que remodelou a face, transformando suas características masculinas, como testa e queixos proeminentes, femininas.[8]

Formada em Jornalismo pela universidade Anhembi Morumbi, Léo Áquilla tem pós-graduação em jornalismo político pela PUC-SP.[3] [1] [2]

Referências

  1. a b c d e f g Da redação (2012). «Perfil – Léo Áquilla». Caras Online. Consultado em 22/04/2013. 
  2. a b c d e Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas MSN
  3. a b c d e f g h i j k l Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas multipla
  4. a b Fabíola Reipert (10 de setembro de 2012). «Léo Áquilla dá piti ao vivo no programa de Geraldo Luís, na Record». R7.com — Entretenimento. Consultado em 15 de novembro de 2012. 
  5. Redação (11 de agosto de 2012). «Léo Áquilla ganha carro e Nicole fica irritada». Universo Online. A Fazenda — R7. Consultado em 16 de novembro de 2012. 
  6. Redação (2010). «Candidatos de São Paulo». Universo Online. UOL, Eleições 2010 — Apuração. Consultado em 15 de novembro de 2012. 
  7. Redação (13 de junho de 2006). «Em clima de campanha, Léo Áquilla estréia carro na parada gay». Folha Online —- Ilustrada. Consultado em 15 de novembro de 2012. 
  8. a b c Da redação (2 de junho de 2012). «Léo Áquilla já fez dez cirurgias para se "transformar em menina"». Portal Terra.com. Consultado em 23 de janeiro de 2014. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Léo Áquilla