Lígia Cortez

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lígia Cortez
Lígia em 2010, no Festival Ibero-Americano
de Teatro (Bogotá)
Nascimento 31 de agosto de 1960 (58 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade brasileira
Ocupação Atriz
Cônjuge Ulisses Cohn
IMDb: (inglês)

Lígia Maria Camargo Silva Cortez (São Paulo, 31 de agosto de 1960) é uma atriz, diretora teatral, arte-educadora e pesquisadora brasileira.[1]

É diretora geral do Célia Helena Centro de Artes e Educação, que reúne a Escola Superior de Artes Célia Helena (ESCH), instituição de ensino superior da área de Artes, e o Teatro-escola Célia Helena (TECH), que oferece formação técnica em Teatro. Dirige também Casa do Teatro, que oferece curso de teatro para crianças e jovens.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Lígia Cortez é filha dos atores Célia Helena e Raul Cortez. Iniciou suas atividades artísticas aos 16 anos no curso de orientação teatral do Teatro-escola Célia Helena, na época dirigido pela atriz Célia Helena.

Como atriz, trabalhou no teatro, cinema e na televisão, sob direção de artistas nacionais e internacionais como Antunes Filho, David Leddy, Fauzi Arap, Flávio Rangel, José Celso Martinez Corrêa, Ron Daniels, Flávio de Souza, Robert Wilson, Roberto Lage, Hamilton Vaz Pereira e Sérgio Bianchi.

De 1981 a 1984, participou do Grupo de Teatro Macunaíma, sob a direção de Antunes Filho, e representou o Brasil em festivais internacionais de países da América Latina e Europa, entre eles: XIV Festival Iberoamericano de Teatro de Bogotá (Colômbia), Festival of Perth. Perth, Adelaide e Melbourne (Austrália), Olympic Arts Festival (Los Angeles, Estados Unidos), Dublin Theatre Festival (Dublin, Irlanda), Festival Hebbel Theater (Berlim, Alemanha), Holland Festival (Amsterdam, Rotterdam, Haia, Holanda), Festival Cervantino (Cidade do México, Guanajuato, México), V Festival Internacional de Teatro (Caracas, Venezuela), II Festival Internacional de Madrid (Madri, Espanha).

Durante suas viagens, visitou instituições e escolas que mantinham cursos de teatro para a infância e juventude e, em 1983, funda a Casa do Teatro, com um curso de teatro para crianças e jovens da cidade de São Paulo.

De 1999 a 2010, foi coordenadora das atividades teatrais do Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM), instituição com a qual o Célia Helena Centro de Artes e Educação mantém uma parceria de cooperação em iniciativas culturais em artes cênicas. Entre 1999 e 2013, Lígia Cortez foi professora convidada na área de Direção de Atores na Faculdade de Cinema/RTV, na Escola de Comunicação e Artes (ECA), da Universidade de São Paulo (USP).

Lígia Cortez desenvolve pesquisas na área de Artes e Educação e promove ações culturais de internacionalização do teatro brasileiro, valorização do teatro latino-americano e apoio a montagens de obras estrangeiras traduzidas no Brasil. É editora dos livros Conexões: Nova Dramaturgia para Jovens, publicação bilíngue anual do Projeto Conexões, em parceria com British Council, National Theatre London, Cultura Inglesa e Colégio São Luís. O projeto consiste na difusão de peças contemporâneas de dramaturgos brasileiros e ingleses, elaboradas especialmente para a faixa adolescente, e no desenvolvimento de grupos de atores jovens, de 13 a 19 anos, de escolas particulares e públicas que encenam as peças, participando de atividades orientadas pela equipe do Célia Helena Centro de Artes e Educação.

Em 2009, cria a Revista Olhares, da Escola Superior de Artes Célia Helena (ESCH), da qual é editora desde então. A revista expressa o desenvolvimento das pesquisas em Artes Cênicas com traduções de peças latino-americanas ao português e teve como desdobramento iniciativas de difusão cultural, como o “Simpósio de Dramaturgia Brasileira Contemporânea no México” na Cidade do México em 2010. O Simpósio foi idealizado por Lígia Cortez e organizado pela Escola Superior de Artes Célia Helena (ESCH) com o apoio do Ministério das Relações Exteriores do Brasil e da Embaixada do Brasil no México, da UNAM (Universidade Nacional Autónoma del México), da Escola Manuel Bauche Artes Escénicas e do Conselho de Coyoacán.

Lígia Cortez também dirigiu e organizou projetos educacionais em artes na cidade de São Paulo e no interior do Estado, como, por exemplo, participou da implantação e implementação da área de Teatro na Associação Arte Despertar nos projetos sociais: SOS Aldeia, Favela Paraisópolis e IOP, e do trabalho de Artes na Fundação Gol de Letra, dos jogadores de futebol Raí e Leonardo, no projeto Virando o Jogo.

Atuação em teatro, cinema e televisão[editar | editar código-fonte]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título Texto Diretor Grupo / Local
1977 Ao acaso das ruas Criação coletiva baseada nos poemas de Cora Coralina Célia Helena Grupo Quem tá vivo sempre aparece / Teatro Célia Helena/SP
1977 O reverso da moeda Criação coletiva Beto Silveira e Acácio Valim Júnior Teatro Célia Helena/SP
1979 Caleidoscópio Criação coletiva Beto Silveira e Acácio Valim Júnior Teatro Célia Helena/SP
1980 A barra do jovem Criação coletiva do grupo Quem tá vivo sempre aparece Célia Helena Teatro Célia Helena/SP
1980 Macunaíma Mário de Andrade Antunes Filho Grupo Macunaíma /

Theatro São Pedro e festivais internacionais

1981 Nelson Rodrigues, o eterno retorno Encenação a partir dos textos: Álbum de família,

Os sete gatinhos e O beijo no asfalto,

de Nelson Rodrigues

Antunes Filho Grupo Macunaíma /

Theatro São Pedro

V Festival Internacional de Teatro. Caracas, Venezuela.

Lift – London International Festival of Theatre. Londres, Inglaterra

1982 Amadeus Peter Shaffer Flávio Rangel Teatro Maria Della Costa
1982 Macunaíma e Nelson 2 Rodrigues Antunes Filho II Festival Internacional de Madrid. Madri, Espanha.

Temporada de 4 semanas no espaço Riverside Studios. Londres, Inglaterra.

Dublin Theatre Festival. Dublin, Irlanda.

Festival Hebbel Theater. Berlim, Alemanha.

Holland Festival. Amsterdam, Rotterdam, Haia. Holanda

Festival Cervantino. Cidade do México, Guanajuato, México.

Fiestas Grandes. Milão e Roma, Itália.

Carré Sylvia Monfort. Paris, França

Alabama Hall. Munique, Alemanha.

1984-1985 O auto do frade João Cabral de Melo Neto Fauzi Arap e Carlos Meceni Theatro São Pedro
1984 Nelson 2 Rodrigues Antunes Filho Grupo Macunaíma / Temporada: SESC/Anchieta
1984 Macunaíma e Nelson 2 Rodrigues Antunes Filho Grupo Macunaíma / Festival of Perth. Perth, Adelaide e Melbourne, Austrália.

Olympic Arts Festival. Los Angeles, Estados Unidos da América.

1984 Romeu e Julieta William Shakespeare Antunes Filho
1985 Oi, vento... tudo bem? Lygia Camargo Silva Célia Helena Teatro Célia Helena/SP
1988 Os pequenos burgueses Máximo Górki Jorge Takla
1989 Decifra-me ou Devoro-te José Rubens Siqueira e Renato Borghi Roberto Lage Teatro Igreja/SP
1991 Notícias silenciosas Hamilton Vaz Pereira Hamilton Vaz Pereira
1992 Tamara John Krizank Roberto Lage
1992 De pernas pro ar Flávio de Souza Flávio de Souza Teatro Célia Helena/SP
1998 Cacilda! José Celso Martinez Corrêa José Celso Martinez Corrêa Teatro Oficina
1999 Cheque ou Mate Ricardo Semler Roberto Lage Sala São Luiz
2001 Rei Lear William Shakespeare Ron Daniels SESC/Vila Mariana
2003 Estrelas do Orinoco Emilio Carballido CCBB – Centro Cultural Banco do Brasil/SP
2005-2004 A entrevista Samir Yazbek Marcelo Lazzaratto Circuito SESC/SP e Mostra Universitária de Teatro de Brasília
2007 A história de Dona Genevra Luís Alberto de Abreu Ednaldo Freire
2009 Maria Stuart Friedrich Schiller Antonio Gilberto
2013 A dama do mar Susan Sontag Robert Wilson SESC/Santos e SESC/Pinheiros
2014 A dama do mar Susan Sontag Robert Wilson XIV Festival Iberoamericano de Teatro de Bogotá, Colômbia
2014 Performances: histórias Sonia Goussinsky, Claudia Maria de Vasconcellos,

Lucia Oliveira e Lígia Cortez

Lígia Cortez Centro de Cultura Judaica
2015 Colaboração horizontal David Leddy David Leddy Auditório de Artes da Escola Superior de Artes Célia Helena (ESCH)
2016 Garrincha - Uma ópera de rua Robert Wilson Robert Wilson SESC/Pinheiros
2017 Reading with the Ears Emily Dickinson Sala Cultura Inglesa do Centro Brasileiro Britânico
2017 No Pântano dos Gatos Marina Carr Domingos Nunez Centro Brasileiro Britânico

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
1988 História Familiar (curta-metragem)
1991 Viver a Vida (curta-metragem)[2]
1992 Oswaldianas[2]
1994 A Causa Secreta[3]
1994 O Efeito Ilha Fátima[2]
1996 Um Céu de Estrelas Repórter[2]
1998 Os Três Zuretas Mãe de Joaquim[2]
2000 Cronicamente Inviável Motorista[2]
2002 O Príncipe Miriam
2004 Vida de Menina Tia Iaiá [4]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
1991 A História de Ana Raio e Zé Trovão Marina[2][5]
2002 Esperança Sílvia [2][5]
2004 Metamorphoses Circe[2][5]
2006 Páginas da Vida Cecília[2][5]
2007 Sete Pecados Amélia[2][5]
2009 Som & Fúria diretora da peça infantil que encenava MacBeth[5]
Por Toda Minha Vida Lucinha Araújo
2015 Buuu - Um Chamado para a Aventura Bárbara[6]
Sete Vidas Beatriz Soares Viegas [5]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Nomeação Resultado
1981 Troféu APCA[1] Atriz revelação Macunaíma e Nelson Rodrigues, o Eterno Retorno Venceu
1982 Prêmio El Espectador y La Crítica[1] Melhor grupo de teatro Venceu
1999 Troféu Mambembe[1] Melhor atriz coadjuvante Cacilda! Venceu
2005 Prêmio Shell[1] Melhor Atriz A Entrevista Indicado
2006 Prêmio Jornada SESC de Teatro[1] Melhor atriz Um Céu de Estrelas Venceu

Referências

  1. a b c d e f "Lígia Cortez - Institucional - Célia Helena Centro de Artes e Educação" Consultado em 20 de julho de 2016
  2. a b c d e f g h i j k «Lígia Cortez». Montenegro e Raman. Consultado em 1 de maio de 2016 
  3. Cinemateca Brasileira. "Filmografia - A Causa Secreta" Ministério da Cultura. Consultado em 20 de julho de 2016
  4. «Cineaula - Vida de Menina». Cineduc. Consultado em 1 de maio de 2016 
  5. a b c d e f g «Lígia Cortez reforça o elenco da novela "Sete Vidas"». Notícias de TV. Consultado em 1 de maio de 2016 
  6. «Nova série do Gloob, \'Buuu: Um chamado para a aventura\' mistura fantasia e referências dos anos 1980 com fantasmas famosos». O Globo. Consultado em 25 de janeiro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Este artigo sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.