Língua bhili

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bhili (भीली )
Falado em:  Índia
Região: Centro-ocidental
Total de falantes: 2,2 milhões [1]
Família:
 Indo-iraniana
  Indo-ariana
   Ocidental
    Bhil[2]
     Bhili
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: [3] bhb[3]

O Bhili (também chamado de Baghoria, Bhil, Bhilbari, Bhilboli, Bhilla, Lengotia ou Vil) é um língua indo-ariana falada na região centro-oeste da Índia, especialmente nos estados de Gujarate, Rajastão, Madhya Pradesh e Maharashtra e na parte oriental de Ahmedabad.[1] O Bhili é um membro das línguas Bhil, e está relacionado com o Guzerate e o Rajastani. É usado como uma variante do Devanágari. [2]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

A origem da palavra Bhil (com o qual o grupo étnico que tem a língua materna Bhili é designado) é desconhecida. A primeira referência a respeito desse termo é datada por volta do ano 600, como um nome genérico. O termo se referia a todos os caçadores que usavam arco e flecha, e provavelmente também a um povo que vivia na Índia antes da chegada das tribos arianas. Mais tarde a língua foi gradualmente se assimilando com o Rajastani, Guzerate e outras línguas vizinhas.[1]

Ortografia e Pronúncia[editar | editar código-fonte]

O Bhili usa para a representação escrita o alfabeto Devanágari (nos estados de Rajastão, Madhya Pradesh e Maharashtra) e alfabeto Guzerate (em Gujarate, semelhante ao anterior mas sem o traço horizontal superior característico daquele). Seu inventário de sons consoantes é o seguinte:[1]


Sons consoantes
Lugar de articulação Bilabial Lábio-dental Dento-alveolar Retroflexo Palatal Velar Glotal
Modo de articulação
Oclusivo p b t d ʈ ɖ k ɡ
Oclusivo aspirado p h b h t h d h ʈ h k h ɡ h
Fricativo s h
Nasal m n ɳ
Vibrante ɾ
Lateral l ɭ
Aproximante ʋ j


O inventário de sons vocálicos é o seguinte:[1]


Sons vocálicos
Frontalidade Anterior Central Posterior
Altura
Alto i u
Médio-alto e o
Médio ә
Médio-baixo ɛ ɔ
Baixo (æ) ɑ


As vogais anteriores têm correlatos nasalizados. A longitude vocálica não é uma característica distintiva fonológica no Bhili (como ocorre em outra línguas indo-arianas), mas inerente ao timbre das vocais. As tensas /ɑ/, /i/, /u/, /e/, /o/ são pronunciadas com maior intensidade articulatória - e, consequentemente com maior comprimento - que seus correlatos descontraídos /ә/, /ɛ/, /ɔ/.[1]


Morfologia[editar | editar código-fonte]

Os substantivos são declinados em três gêneros (masculino, feminino e neutro), dois números (singular e plural) e dois casos (nominativo e oblíquo, considerado o último como uma marca nominal geral que inclui, entre outros casos, o ergativo como marca de sujeito em orações transitivas de aspecto perfectivo). Como a maioria das línguas indo-arianas, o Bhili usa posposições ao invés de preposições. De forma similar ao Guzerate o pronome pessoal da terceira pessoa tem uma forma dupla para indicar os conceitos de "proximidade" e "estranhamento" em relação ao orador. Dentro da flexão verbal, as conjugações em Bhili apresentam um sistema estruturado em torno de categorias de aspecto (perfectiva, imperfectiva, progressiva), tempo (presente, passado, futuro), modo (subjuntivo, condicional, potencial) e voz (ativa, passiva).[1]

Sintaxe[editar | editar código-fonte]

A ordem das palavras não é marcada nas orações, assim como na maioria das línguas indo-arianas: Sujeito-Objeto-Verbo (Exemplo: peli bɛri kәrek soka khae, "Essa mulher as vezes come arroz").[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. a b c d e f g h «Bhili». Bilí. Linguasport. Consultado em 16 de novembro de 2016 
  2. a b «Idioma bhili». Idioma bhili. Wikipédia (em espanhol). Consultado em 16 de novembro de 2016 
  3. «Bhili». SIL International. Consultado em 16 de novembro de 2016 


Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.