Língua fom

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Língua fon)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fom (Fɔngbè)
Falado em:  Benim
Nigéria
Haiti
República Dominicana
 Brasil
Total de falantes: 1,7 milhões
Família: Nigero-congolesa
 Atlântico-congolesa
  Volta-congolesa
   Kwa
    Margem Esquerda
     Gbe
      Fom
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: fon
ISO 639-3: fon

Fom[1] (em fom: Fɔngbè)[2] é uma língua nigero-congolesa que faz parte do grupo gbe e pertence à sub-família kwa. Falada na África Ocidental, sobretudo no Benim, é a língua majoritária e conta com aproximadamente 1,7 milhões de falantes - cerca da metade da população - mais concentrados no sul e no centro do país. Também é falada por outras 35 500 pessoas, distribuídas entre o centro e o sul do Togo, e o sudoeste da Nigéria.

Uso atual[editar | editar código-fonte]

O fon era a língua oficial do antigo reino do Daomé (Danxome). Atualmente, sendo a língua majoritária no Benim, é utilizada pelas emissoras de rádio e televisão, e também adotada nos programas de alfabetização de adultos.

Distribuição da língua fon, em lilás.

O fon é a língua materna da cantora Angélique Kidjo, de origem beninense.

Provavelmente, no resto do mundo, a palavra mais conhecida em língua fon é vodun (em português, vodu) ("divindade", "deus"), por sua ligação ao vodu haitiano, praticado pelos descendentes de escravos no Haiti .

Dialetos[editar | editar código-fonte]

Capo (1988) considera Maxi e como sendo dois dos dialetos Fon dialect cluster, porém, não inclui aí Alada ou Toli (Tɔli) que seriam parte do Gun, considerado por Ethnologue comu uma língua Phla–Pherá.[3]

Fonologia[editar | editar código-fonte]

"Welcome" (Kwabɔ) em Fon numa farmácia do aeroporto de Cotonou, Benim

Fon tem sete vogais orais e cinco nasais.

Fonemas vogais[4]
Anterior Central Posterior
Fechada i   ĩ u   ũ
Meio Fechada e   o  
Meio Aberta ɛ   ɛ̃ ɔ   ɔ̃
Aberta a   ã
Fonemas consoantes[4]
Labial Alveolar Post-alveolar Palatal Velar Labial-velar
"Nasal" Oclusiva m ~ b n ~ ɖ    
Oclusiva (p) t d t͡ʃ d͡ʒ   k ɡ k͡p ɡ͡b
Fricativa f v s z     x ɣ ɣʷ
Aproximante   l ~ ɾ   ɲ ~ j   w

/p/ somente ocorre em Ideofonias ou palavras de origem externa, embora seja muitas vezes substituída por /f/, como em cɔ́fù 'loja (shop)'. Muitas outras oclusivas sonoras somente aparecem diante de vogais orais, enquanto que as homogrâmicas nasais oclusivas somente ocorrem diante de vogais nasais. Assim, [b] [m] e [ɖ] [n] são alofones. [ɲ] pode ser livremente alternada com [j̃]; Fong também é tida como não apresentar nasais fonêmicas, um padrão bem comum na África Ocidental. Isso é uma questão de perspectiva: Pode ser questionado que [b] e [ɖ] são alofones não nasais de /m/ e /n/ diante de vogais orais. /w/ e /l/ São nasais diante de vogais nasais; /w/pode se assimilada para [ɥ] diante de /i/.

Os únicos grupos consonantais do Fon têrm /l/ ou /j/ como segunda letra; depois de post-alveolares, /l/ é opcionalmente percebida como [ɾ]: klɔ́ 'lavar', wlí 'pegar', jlò [d͡ʒlò] ~ [d͡ʒɾò] 'querer’.

Ortografia[editar | editar código-fonte]

Alfabeto Fon
Maiúsculas A B C D Ɖ E Ɛ F G GB I ase igba omo idã J K KP L M N NY O Ɔ P R S T U V W X Y Z
Minúsculas a b c d ɖ e ɛ f g gb i j k kp l m n ny o ɔ p r s t u v w x y z
Sons a b d ɖ e ɛ f ɡ ɡb i k kp l m n ɲ o ɔ p ɣ s t u v w x j z

X é usada como /x/ em algumas ortografias, h em outras. Em alguns textos [e] e [o] são usado em situações nasais: me [mɛ̃], Fon [fɔ̃]. O tom geralmente não é escrito, exceto quando indispensável.

Tons[editar | editar código-fonte]

Fon apresenta dois tons fonéticos: alto e baixo. O tom alto é percebido como ascendente (baixo-alto) depois de uma vogal sonora. As palavras de duas sílabas têm, basicamente, quatro possibilidades: alto-alto, alto-baixo, baixo-alto e baixo-baixo. Em palavras com mais sílabas, como em verbos e em frases nominais, o tom mais alto tende a se manter até a última sílaba. Se tal sílaba tiver um tom fonético baixo, ela se tornará descendente (alto-baixo). Tons baixos desaparecem entre tons altos, mas seu efeito permanece com uma queda fonêmica. Tons ascendentes (baixo-alto) se simplificam para altos depois de outro alto (sem queda sonora) e vão para tom baixo antes de tom alto.

/ xʷèví-sà-tɔ́ é xɔ̀ àsɔ̃́ wè /
[ xʷèvísáꜜtɔ́ ‖ é ꜜxɔ̂ | àsɔ̃́ wê ‖ ]
vendedor ele/ela passado perfeito) comprar caranguejo dois
Hwevísatɔ́, é ko hɔ asón we.
"A vendedora de peixe, ela comprou dois caranguejos"

Em Uidá, um tom ascendente ou descendente é percebido como sendo médio. Por exemplo: (nós, vocês) é, foneticamente, tom alto em /bĩ́/ mas foneticamente descendente por ser sonoro, ficando geralmente como tom médio.

Referências

  1. Santos 2000, p. 505.
  2. Landry 2018, p. 179.
  3. Kluge, Angela (2007). «The Gbe Language Continuum of West Africa: A Synchronic Typological Approach to Prioritizing In-depth Sociolinguistic Research on Literature Extensibility» (PDF). Language Documentation & Conservation. pp. 182–215 
  4. a b Claire Lefebvre; Anne-Marie Brousseau (2002). A Grammar of Fongbe. [S.l.]: Walter de Gruyter. pp. 15–29. ISBN 3-11-017360-3 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Landry, Timothy R. Vodun: Secrecy and the Search for Divine Power. Filadélfia: Imprensa da Universidade da Pensilvânia 
  • Santos, Maria Emília Madeira. A Africa e a instalação do sistema colonial (c.1885-c.1930): III Reunião Internacional de História de África. Lisboa: Instituto de Investigação Científica Tropical, Centro de Estudos de História e Cartografia Antiga 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]