Língua gadamés

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Gadamés
Falado em: Líbia
Região: Gadamés
Total de falantes: 13 mil (2006)
Família: Afro-asiática
 Berbere
  Berbere Oriental
   Gadamés
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: gha

Gadamés (Berbere: Ɛdimes, (dimes) ou Ɣdames, Árabe: غدامس, [ɣadaːmes]) é uma língua Berbere falada na cidade oásis de Gadamés em Nalute, Líbia.

Falantes[editar | editar código-fonte]

Lanfry menciona o número uns 4 mil falantes numa estimativa otimista.[1] O número real de falantes não é conhecido com certeza. Ethnologue cita algo como 10 mil falantes 2006, com outros 2 mil morando fora da área. No entanto, o número de 10 mil reflete o número total de habitantes de Gadamés, que não são todos falantes nativos de Gadamés. Além disso, o número de 2 mil de emigrantes é baseado em uma fonte muito antiga.[2] Ethnologue classifica a língua como num nível 6b de ameaça de extinção.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Gadamés é uma língua berbere que preserva várias características fonológicas e morfológicas únicas. O léxico do gadamés, como registrado por Lanfry, mostra relativamente pouca influência do árabe. Ainda não há consenso sobre a classificação de gadamés dentro do grupo linguístico berbere. Aikhenvald e Militarev (1984) agrupam-no como das berberes orientais, e Kossmann (1999) agrupa-o especificamente em conjunto com as línguas Awjila. Ethnologue classifica como uma língua Zenati.

Pesquisas[editar | editar código-fonte]

Materiais de linguagem de Gadamés foram reunidos por dois linguistas. Os primeiros materiais foram publicados em 1903 e 1904 por Adolphe de Calassanti Motylinski (1854-1907). Uma fonte mais copiosa e confiável é fornecida pelas obras do padre Jacques Lanfry, que permaneceu em Gadamés de 1944 a 1945 e publicou seus principais trabalhos em 1968 e 1973. Nenhuma nova pesquisa foi realizada desde então. Recentemente, Maarten Kossmann (2013) publicou uma gramática moderna de Gadamés baseada nos materiais de Lanfry.

Fonologia[editar | editar código-fonte]

Consoantes

Como outras línguas berberes e o árabe, Gadamés tem tanto faringealização ("enfática") como consoantes dentais simples. A geminação é contrastiva. Consoantes listadas entre parênteses ocorrem apenas muito esporadicamente.

Consoantes Gadamés (IPA)
Labial
 
Labio-
dental
Dental
 
Dental
faringeal
Palatal
 
Velar
 
Uvular
 
Faringeal
 
Glotal
 
Nasal m
Oclusiva
 
(p)
b

t̪ˤ
 
ɟ
k
ɡ
q
 
Fricativa
 
 
β
f
 

s̪ˤ
z̪ˤ
ʃ
ʒ
x
ɣ
ħ
ʕ
h
 
Africada ()
Aproximante w l̪ˤ j
Vibrante r̪ˤ
Vogais

A maioria das línguas berberes tem apenas três vogais fonêmicas. Gadamés, como o tamaxeque, tem sete vogais.

Vogais Gadamés (IPA)
Anterior Central Posterior
Aberta i u
Meio fechada e o
Média ə
Meio aberta ɐ
Aberta a

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Lanfry (1973:iv).
  2. Encyclopaedia of Islam, 2nd edition, article Ghadāmis (1952): 2,000 persons with a background in Ghadames living in Tunis; quoted by Lanfry (1973:iv).

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]