Língua jarawa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jarawa

Aong

Pronúncia:əŋ
Falado em: Índia
Região: Ilhas Andamão
Total de falantes: estimado em 250
Família: Onga
 Jarawa
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: anq

Järawa, ou Jarwa, é uma língua da família Onga. Ela é falada pelo povo Jarawa, da região das ilhas de Andamão e Nicobar, mais especificamente da ilha Andamão do Sul e Andamão Central.[1]

Järawa significa "estrangeiros" em Aka-Bea, a língua de seus inimigos tradicionais. Assim como muitos outros povos, eles se chamam de aong, "as pessoas". O idioma jarawa das Ilhas Andamão é considerado vulnerável.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Jarawa é uma linguagem utilizada principalmente por comunidades de caçadores e coletores que vivem ao longo da costa ocidental das ilhas de Andamão e Nicobar, no sul da Índia.

O Jarawas são os únicos negritos restantes nas ilhas Andamão, de anteriores quatro tribos. Além de terem uma história tradicional de sistema de caça, coleta e pesca, eles também tem reputação de serem guerreiros e exímios defensores de seus territórios. Os jarawa sobreviveram o movimento imperialista violento britânico na Índia durante o século XIX, e também a ocupação japonesa mais tarde.[3]

A tribo jarawa atualmente tem uma população de 270 restantes. A principal ameaça à resistência do povo é uma rodovia que cruza a ilha, atravessando seu território e reserva florestal de 1028 quilômetros quadrados de florestas perenifólias densas.[4]

Acredita-se que os ancestrais dos Jarawa fizeram parte das primeiras migrações humanas para o exterior da África.[4]

Sons e fonologia[editar | editar código-fonte]

Existem duas variações da língua Jarawa; uma é falada no norte da ilha Andamão Média e a outra no sul. A língua contém 41 sons, 28 consoantes e 13 vogais.[5]

O idioma é descendente de uma língua conhecida como Proto-Andamanês. Dessa raiz ampla, outro idioma conhecido como Pequeno Andamanês evoluiu, dando origem à língua Onge e jarawa, e acredita-se que a língua sentinelesa também tenha essa origem.[6]

Vogais[editar | editar código-fonte]

Anterior Central Posterior
Fechada i u
Semifechada e ɘ o
Média ə
Aberta a

Em relação à posição da língua, as vogais são classificadas como anteriores, centrais e posteriores; em relação aos lábios, as vogais são arredondadas ou não-arredondadas. As vogais na língua podem ser classificados em três grupos:

  1. Duas vogais anteriores - [i] e [e]
  2. Duas vogais posteriores - [u] e [o]
  3. Três vogais centrais  - [ɘ], [ə], e [a]

Existem também duas outras vogais, [ɛ] e [ɔ], mas seus status fonêmico ainda não foi confirmado; por ocorrerem em ocasiões limitadas na língua, não é claro seu status e uso.

O comprimento é muito importante neste idioma, representado por vogais longas e curtas.[1]

Consoantes[editar | editar código-fonte]

Labial Dental Alveolar Retroflexa Palatal Velar Faringeal
plain lab.
Nasal m ɲ ŋ
Oclusiva surda p ʈ c k
falada b ɖ ɟ ɡ
Aspiração t̪ʰ ʈʰ , kʰʷ
Fricativa ɸ ʃ ħ ħʷ
Vib. múltipla/Vib. simples r ɽ
Aproximante w l (ɭ) j

Características[editar | editar código-fonte]

O contraste entre /p/ e /b/ no início das palavras está desaparecendo, com /p/ tornando-se /b/; na língua Onge, próxima, /p/ não é foneticamente presente.[1]

As palavras Jarawa são no mínimo monossilabicas, e as palavras léxicas são no mínimo bimoraicas. A sílaba máxima é CVC (consoante/vogal/consoante).[1]

Gramática[editar | editar código-fonte]

Morfologia[editar | editar código-fonte]

Em termos de aposição, a língua Jarawa tem uma morfologia simples baseada em prefixos e sufixos. Os dois tipos de prefixos são:

  • Um que é pronominal, atribuído aos verbos, adjetivos e substantivos
  • Um que indica definição ou referencialidade, e é atribuído apenas aos verbos.

Sufixos são destinados a transmitir pluralidade quando anexado à substantivos ou expressar humor, modalidade e evidencialidade quando ligado a verbos. Quando anexado a adjetivos, eles podem indicar estado.[1]

Sistema de escrita[editar | editar código-fonte]

Os Jarawas não tem qualquer tipo de sistema de escrita. Em desenhos observados, linhas onduladas representam o oceano, e dessa forma apenas desenhos e pinturas são desenvolvidos com fins de comunicação.[3]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d e Pramod, Kumar (20 de janeiro de 2012). «Descriptive and Typological Study of Jarawa» (PDF). Centre for Linguistics. Nova Delhi: Jarwaharlal Nehru University. Consultado em 26 de novembro de 2017. Arquivado do original (PDF) em 11 de fevereiro de 2017 
  2. «Jarawa». Projeto de Idiomas em Risco de Extinção. Consultado em 26 de novembro de 2017 
  3. a b «Palaeolithic Cognitive Inheritance in Aesthetic Behavior of the Jarawas of the Andaman Islands» 
  4. a b «Jarawa history» (PDF). Database for Indigenous Cultural Evolution of the University of Missouri. Consultado em 26 de novembro de 2017 
  5. Abbi, Anvita (18 de julho de 2013). A Grammar of the Great Andamanese Language: An Ethnolinguistic Study (em inglês). [S.l.]: BRILL. ISBN 9789004246126 
  6. Zide, Norman; Pandya, Vishvajit (1989). «A Bibliographical Introduction to Andamanese Linguistics». Journal of the American Oriental Society. 109 (4): 639–651. doi:10.2307/604090