Língua lomwe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A língua lomué ou lómue[1] (em lomué: lomwe, Lowe ou eLomwe),[2] também conhecida como macua ocidental, é a quarta maior língua em Moçambique. Pertence com o macua ao grupo de línguas bantu da parte norte do país.

O macua (Nampula, etc.) é separada por uma grande área de língua lomué e do chuabo relacionado, embora vizinhos macuas e chuabos em uma zona mais costeira. Ao sul, o Sena, em vez relacionado mais distante (Chisena) deve ser atribuído a um grupo com o nianja e o chewa, enquanto um grupo distinto seria o que inclui o ajaua (yao), o maconde e o Mwera é encontrado ao norte.[3]

Para além das variações regionais encontradas, o lomué usa ch onde tt aparece em ortografia do macua: por exemplo emakhuwa Mirette ("remédio") corresponde a elomwe mireche, emakhuwa murrutthu ("cadáver") para elomwe miruchu, emakhuwa otthapa ("alegria") para elomwe ochapa.[4]

Referências

  1. Correia, Paulo; Mendes, Jorge Madeira (Outono de 2017). «Notas sobre provos, línguas, topónimos e ortografia de Moçambique» (PDF). a folha — Boletim da língua portuguesa nas instituições europeias. N.º 55. pp. 28–34. Consultado em 17 de outubro de 2018 
  2. «Dicionário Aulete» 
  3. Relatório do I Seminário sobre a Padronização da Ortografia de Línguas Moçambicanas, NELIMO, Maputo, 1989.
  4. http://ethnologue.com/language/ngl Página acessado a 23 de Março de 2015
Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.