Língua pingelapesa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Pingelapês
Falado(a) em: Micronésia
Região: Pingelap, Pohnpei
Total de falantes: 3 mil (1991)
Família: Austronésia
 Malaio-Polinésia
  Oceanic
   Micronésia
    Micronésia Nuclear
     Trukic–Ponapeic /Chuukic–Pohnpeic
      Ponapeica
       Pingelapês
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: pif

A língua Pingelapesa é uma língua Micronésia falada no atol de Pingelap e em Pohnpei, nos Estados Federados da Micronésia. É também considerada como um dialeto da língua pohnpeiana falada em Pohnpei.

Os 3 mil falantes se distribuem em Pingelap (500), Pohnpei (2 mil) mais 500 em outros locais nas proximidades.

A morfologia da língua apresenta muita reduplicação e mesmo triplicação.

Fonologia[editar | editar código-fonte]

História dos sons[editar | editar código-fonte]

O Pingelapês reflete as consoantes da língua Proto-Oceânica.[1]
Proto-Oceânica *mp *mp,ŋp *p *m *m,ŋm *k *ŋk *y *w *t *s,nj *ns,j *j *nt,nd *d,R *l *n
Línguas Micronésias *p *pʷ *f *m *mʷ *k *x *y *w *t *T *s *S *Z *c *r *l *n
Trukic-Ponapeica/Proto Chuukic-Pohnpeica *p *pʷ *f *m *mʷ *k *r,∅ *y *w *t *j *t *t * ̻t *r *l *n
Língua Pohnpeica *p *pʷ *p, ∅ *m *mʷ *k *r,∅ *y *w *j,∅ *j *t *t * ̻t *r *l *n *∅,n
Pingelapês *p *pʷ *p, ∅ *m *mʷ *k *r,∅ *∅,y *w *s,∅{_i,u,e} *s *t *t *s *r *l *n *∅,n{V+hi_}

Calendário[editar | editar código-fonte]

A língua pingelapesa tem um sistema de calendário correspondente ao calendário lunar com 12 meses. [2]:

  • Kahlek (Março),
  • Sounpwong (Abril),
  • Pelekwar (Maio),
  • Sokosok (Junho),
  • Idihd (Julho),
  • Soledahn (Agosto),
  • Meseneir (Setembro),
  • Kepihsukoru (Outubro),
  • Pihker (Novembro),
  • Ihkehwa (Dezembro),
  • Epwelap (Janeiro),
  • Memwahleu (Fevereiro).

Datas[editar | editar código-fonte]

Cada data do mês tem um nome específico:

E Sukoru (1º) - também conhecida como primeira Lua

E Ling (2º)

E Sehm (3º)

Masepeng (4º)

Masalim (5º)

Mesawon (6º)

Meseis (7º)

Mesawel (8º)

Woalduadu (9º)

Medel (10º)

Siepwong (11º)

Arkohnge (12º)

Sekainpe (13º)

Woalopwo (14º)

Woalemwahu (15º)

Mas (16º) – também chamado lua cheia

Er (17º)

Lelidi (18º)

Koahmwaloa (19º)

Edemen Koahmwaloa (20º)

Apeleng (21º)

Sengek (22º)

Wesengek (23º)

Dapas (24º)

Dapasmeing (25º)

Kerdakehleng (26º)

Areiso (27º)

Semwenpal (28º)

Ihla (29º)

Esep (30º

Epei (31°).[2]

Na cultura pingelapesa, segunda-feira marca o primeiro dia da semana. Os nomes dos dias da semana vêm do conjunto de números de objetos não específicos do Pingelapês. Esse número segue o prefixo "niy-" para se tornar a palavra designada para o dia da semana. Por exemplo, a palavra pingelapesa para segunda-feira é "niyaehd". As palavras para os outros dias dos meses são as seguintes: niyari (terça-feira), niyesil (quarta-feira), niyaepang (quinta-feira) e niyalim (sexta-feira)).[3]

Numerais[editar | editar código-fonte]

A língua ngua pingelapesa incorpora pelo menos cinco conjuntos de classificadores de números. Esses classificadores combinam números e substantivos. Os substantivos devem ter algum tipo de relação com o objeto, por exemplo, como ele é feito ou como é usado.[4] Cada um desses conjuntos designa um conjunto diferente de palavras para representar o número de um a nove.

Há um conjunto de palavras designadas para substituir substantivos longos, como árvores ou estradas. Esses números são:

1 - aepas

2 - risepas

3 - silipas

4 - pahpas

5 - luhpas

6 - woanaepas

7 - isipas

8 - waelaepas

9 - duaepas.[5]

Há outro conjunto de palavras usadas para contar coisas animadas, como: homens, peixes ou pássaros. Estas palavras são as seguintes:

1 - aemen

2 - riaemaen

3 - silimaen

4 - pahmaen

5 - luhmaen

6 - woanaemaen

7 - isimaen

8 - waelaemaen

9 - duaemaen.[5]

Um terceiro conjunto é designado para objetos pequenos ou parciais e são os seguintes:

1 - ekis

2 - risekis

3 - silikis

4 - pahkis

5 - lumikis

6 - woanikis

7 - isikis

8 - waelikis

9 - duoau.[5]

Para todos os outros substantivos (casais, fluxos, terras), há outro conjunto de palavras para representar os números de um a nove.

1 - eu

2 - riau

3 - silu

4 - pahu

5 - limau

6 - wonou

7 - isu

8 - waelu

9 - duoau.[6]

Há um conjunto final de nomes de números. Este conjunto é usado para contar coisas que não são específicas. Esta lista inclui:

1 - aehd

2 - ari

3 - esil

4 - aepoang

5 - alim

6 - awoahn

7 - aeis

8 - aewael

9 - add

10 - eisik.

Para números maiores que nove, há apenas uma palavra para cada numeral. eles não variam mais, dependendo do que estão sendo usados para contar. As palavras pingepalesas para números maiores que 9 são as seguintes:

10 - eisaek

20 - rieisaek

30 - silihsaek

40 - pahisaek

50 - limeisaek

60 - woneisaek

70 - isihsaek

80 - waelihsaek

90 - tueisaek

100 - epwiki

200 - repwiki

300 - silipwiki

400 - pahpwiki

500 - limepwiki

600 - wonepwiki

700 - isipwiki

800 - waelipwiki

900 - duepwiki

1.000 - kid

10.000 - naen

100.000 - lop

1.000.000 - rar

10.000.000 - dep

100.000.000 - sap

1.000.000.000 - lik.[7]

Ao ler um número no Pingelapse, comece com o maior número primeiro e leia os números menores em sucessão. [8] Um exemplo disso seria o seguinte: o número 1.769 seria falado como "kid isipwiki woneisaek duoau ".

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Bender, Byron W. (2003). «Proto-Micronesian Reconstructions: 1». Oceanic Linguistics. 42: 4,5 
  2. a b Stenson, Solomon. Pingelap Non-Sacred Knowledge. [S.l.]: Historic Preservation Fund Grant Department of Land and Natural Resources. pp. 15–16 
  3. Good, Elaine (1989). Papers is Kosraean and Ponaepeic. [S.l.]: Pacific Linguistics. pp. 11–12. ISBN 978-0858833906 
  4. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome :2
  5. a b c Good, Elaine (1989). Papers in Kosraean and Ponapeic. Australia: Canberra, A.C.T. pp. 9, 10. ISBN 978-0858833906 
  6. Good, Elaine (1989). Papers in Kosraean and Ponapeic. [S.l.]: Pacific Linguistics. 10 páginas. ISBN 978-0858833906 
  7. Good, Elaine (1989). Papers in Kosraean and Ponapeic. Canberra: Pacific Linguistics. pp. 10–11. ISBN 978-0858833906 
  8. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome : 1

Ligações externas[editar | editar código-fonte]