Língua rohingya

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rohingya (Ruáingga)
Falado em: Arracão, Burma e sudeste de Chittagong, Bangladesh
Total de falantes: 1,8 milhões (2012) [1]
Família: Indo-europeia
 Indo-Iraniana
  Indo-Ariana
   Indo-Ariana Oriental
    Bengali–Assamesa
     Rohingya
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: rhg

Rohingya (Ruáingga) é uma língua indo-ariana falada pelos rohingya em Bangladesh e Burma. É muito próxima à língua chittagong que é falada Chittatong em Bangladesh.[2] [3]

Fonologia[editar | editar código-fonte]

Consoantes[editar | editar código-fonte]

Rohingya apresenta 25 fonemas consoantes originais. Há alguns outros fonemas oriundos de línguas estrangeiras com o Árabe, [língua begali|Bengali]], Burmê, Urdu.

Consoantes Rohingya[4]
Bilabial Labio-dental Dental/
Alveolar
Retroflexa Palatal Velar Glotal
Plosiva surda p ʈ k ʔ
sonora b ɖ ɟ ɡ
Nasal m n ɲ ŋ
Fricativa surda f s ʃ x h
sonora z
Oclusiva ɾ ɽ
Aproximante central w j
lateral l

Vogais[editar | editar código-fonte]

Anterior Posterior
Fechada i u
Meio fechada e o
Meio aberta ɔ
Aberta a

São seis as vogais e há muitos ditongos em Rohingya. Eles se contrastam entre "O aberto" ([ɔ]) e "O fechado-o" ([o]) pelo uso de diferentes grafias /o/ - /ó/ e /ou/ e /óu/, respectivamente

Toes[editar | editar código-fonte]

Vogais marcadas por acentos indicam vogais "fortes". A duplicação de uma vogal indica o alongamento da mesma. [4] Assim, os tons são marcados pela arranjo da localização de uma vogal acentuada num par alongado:⟨aá⟩ e ⟨áa⟩.[4]

Sistema de escrita[editar | editar código-fonte]

Muitos sistemas de escrita foram usados, como o árabe, o hanifi e o latino.

Alfabeto árabe[editar | editar código-fonte]

Os primeiros textos em rohingya no alfabeto árabe foram escritos por volta do século XVIII,[5] prática incentivada pelo extenso uso de urdu pela população.

Hoje, há esforços para codificar em Unicode a versão do alfabeto árabe usada para o rohingya.

Alfabeto hanifi[editar | editar código-fonte]

Um alfabeto especial foi criado com base no árabe, também usando letras do latino e do birmanês. Embora muito criticado por ser de difícil leitura, é frequentemente usado, inclusive estando em processo de codificação em Unicode.[6]

Alfabeto latino[editar | editar código-fonte]

Usa-se uma adaptação do alfabeto latino, com presença do acento agudo podendo atingir as cinco vogais e as letras adicionais ç e ñ.

Notas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://www.ethnologue.com/language/rhg
  2. What is Rohingyalish or Rohingya Language?, RohingyaLanguage.com, consultado em 11 de junho de 2012, arquivado do original em 31 de julho de 2012  |title= e |título= redundantes (ajuda); |archive-url=, |archiveurl=, e |arquivourl= redundantes (ajuda); |archive-date= e |arquivodata= redundantes (ajuda); |access-date= e |acessodata= redundantes (ajuda)
  3. Rohingya Language, WorldLanguage.com, consultado em 11 de junho de 2012, arquivado do original em 25 de março de 2012  |title= e |título= redundantes (ajuda); |archive-url= e |arquivourl= redundantes (ajuda); |archive-date= e |arquivodata= redundantes (ajuda); |access-date= e |acessodata= redundantes (ajuda)
  4. a b c «Archived copy». Consultado em 4 de julho de 2010. Arquivado do original em 12 de junho de 2011  |deadurl= e |urlmorta= redundantes (ajuda)
  5. http://www.dkuug.dk/jtc1/sc2/wg2/docs/n3882.pdf
  6. http://std.dkuug.dk/JTC1/SC2/WG2/docs/n4283.pdf

Notas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]