Língua ancolé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Língua runyankole)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ancolé (Runyankore)
Falado em: Uganda
Total de falantes: 2,3 milhões (2002)
Família: Nigero-congolesa
 Atlântico–Congo
  Benue–Congo
   Bantoide
    Bantas
     Nordeste
      Grandes Lagos
       Nioro–Ganda
        Ancolé
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: nyn

Ancolé[1] (em ancolé: Nkore, Nyankore, Nyankole, Nkole, Orunyankore, Orunyankole, Runyankore, Runyankole) é uma língua Banta falada pelos povos Nkore (Banyankore) e Hima do sudoeste de Uganda na área da antiga monarquia de Ankole.[2]

Escrita[editar | editar código-fonte]

Usa-se para o Nkore o alfabeto latino sem as letras C.isolado, J, Q, X; usam-se as formas – aa, ee, ch, gy, ky, mp, mw, my, nd, ng, ny, ry, sh, sy, ts, tsy;

Falantes[editar | editar código-fonte]

São cerca de 2.330 mil falantes nativos,[3] encontrada principalmente nos distritos de Mbarara, Bushenyi, Ntungamo, Kiruhura, Ibanda, Isingiro e Rukungiri. Runyankole faz parte de uma língua africana oriental e central, falada diferentemente pelas pessoas Nkore, Kiga, Nyoro e Tooro em Uganda; o Nyambo, Ha e Haya na Tanzânia; bem como alguns grupos étnicos na [região do Congo], Burundi e Ruanda. Eles faziam parte do Reino Bunyoro-Kitara dos séculos XIV e XVI.

Há uma breve descrição e guia de ensino para esta língua, escrita por Charles Taylor na década de 1950, e um dicionário adequado em impressão. Embora esta língua seja falada por quase todos os ugandenses da região, a maioria também fala inglês, especialmente nas cidades. O inglês é a língua oficial e a língua ensinada nas escolas.

Nkore é muito similar à língua Kiga (84% –94% no léxico[3]) que alguns argumentam que são dialetos de uma mesma língua, a chamada Nkore-Kiga (conf. Charles V. Taylor).[2]

Saudações[editar | editar código-fonte]

A saudação "Agandi", implicando: "Como você está?" mas literalmente significando "outras notícias!", pode ser respondido com "Ni marungi", que literalmente significa "boas notícias!".

As saudações apropriadas são "Oraire ota?" Ou "Osiibire ota?", Traduzidas literalmente "Como foi sua noite?" e como foi seu dia?". "Boa noite" é "Oraare gye" e "Bom dia" é "Osiibe gye".

Aqui estão algumas palavras podem ser usadas numa saudação:*Madam – Nyabo

  • Senhor – Ssebo
  • Crianças – omwana
  • Menino – omwojo
  • Menina – omwishiki

Alimentos[editar | editar código-fonte]

  • Ebitokye: Banana de Uganda
  • Obuhunga – Pão de maize ou milho
  • Ebihimba – Feijão
  • Enyama – Carne
  • Oburo – Pão de milheto

Outros[editar | editar código-fonte]

  • Não: ngaaha (ing-gah-ha)or apaana (ah-pah-nah)
  • Sim: Eego (egg-oh)
  • Obrigado: Webare (Way-ba-re)
  • Muito obrigado: Webare munonga (Way-ba-lay mu-non-ga)
  • Não há de que (liter.: Grato por apreciar): Webare kusiima (way-ba-re koo-see-mah)
  • Eu gost/amo você: Ninkukunda (nin-koo-coon-dah) ou ninkukunda munonga (nin-koo-coon-dah moo-non-gah)
  • Meu nome é ____: Eizina ryangye ninye ______ (ey-zeen-ah riya-gye ni-nye___) ou ndi _____ (in-dee ______)
  • Eu sou de _____: Ninduga_____ (nin-doog-ah_____)
  • Quanto é em shillings/dinheiro? Ni shiringi zingahi? (Knee shi-rin-gee zin-gah-hee) ou ni sente zingahi?
  • Bom dia. Como vai você?

Oraire ota (orei-rota) Respostas: estou bem Ndeire gye (ndei-re-jeh) ou Ndyaho (indi-aho)

  • Bom dia. Você dormiu bem?

Oraire gye? (orei-reh-jeh) Respostas: Sim, estou bem, ok Kare (Kar-eh)

  • Boa tarde. Como está passando o dia?

Osiibire ota (o-see-bee-rota) Respostas: Nsiibire gye (insi-bi-reje)

  • Você está passando bem o seu dia?

Osiibire gye (Osi birejge) Respostas: Sim- Eego (egg-oh)or nsiibire gye

  • Você está passando bem o seu dia?

Waasiiba ota (wasib-wota) Resposta: Tudo bem, eu passei bem – Naasiiba gye (nasi-baje)

  • Boa noite. (Oralegye)

[4] [5]

Referências

  1. Silva 2009.
  2. a b Poletto, Robert E. (1998). Topics in Runyankore Phonology (PDF). Linguistics Graduate Program, Ohio State University, Columbus, Ohio: [s.n.] Consultado em 8 de dezembro de 2009 [ligação inativa]
  3. a b Lewis, Paul M. (ed.) (2009). «Ethnologue Report for Language Code: nyn». Ethnologue: Languages of the World, Sixteenth edition. Dallas, TX: SIL International. Consultado em 9 de dezembro de 2009 
  4. «Kashoboorozi Y' Orunyankore Rukiga Dictionary» 
  5. Standard English–Runyankore/Rukiga Dictionary – Mwene Mushanga, Ph.D. Banyankore Cultural Foundation, Mbarara, Uganda, 2004 English to Runyankole Easy Reading Handbook, Vincent Busulwa, 2000 Staff of Bishop Stuart Core Primary Teachers' College, Mbarara, Uganda

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Silva, Alberto da Costa (2009). «15. Zimbabué». A Enxada e a Lança - A África Antes dos Portugueses. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira Participações S.A. ISBN 978-85-209-3947-5 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]