Línguas bahnáricas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

As línguas Bahnáricas são um grupo de cerca de trinta línguas Austro-asiáticas faladas por cerca de 700.000 pessoas no Vietnã, no Camboja e no Laos. Paul Sidwell nota que as línguas austro-asiáticas/mon-khmer são lexicalmente mais semelhante às línguas Bahnáricas e Katuicas na medida em que estão mais próximas geograficamente, independentemente de qual ramo da família pertencem, mas que o Bahnárico e o Katuico não têm quaisquer inovações compartilhadas que talvez indicasse que, juntos, formassem um ramo da família austro-asiática.

Línguas[editar | editar código-fonte]

Uma diversidade interna sugere que a família se separou cerca de 3000 anos atrás.[1] O bahnárico do norte se caracteriza por um contraste no registro entre o murmúrio e a voz modal que, no Sedang, se tensionou para tornar-se uma voz modal-laringalizada.

Lamam é um nome de clã dos vizinhos Tampuon e Kaco'.

Sidwell (2009) provisoriamente classifica as línguas Bahnáricas em quatro ramos, com a língua Cua (Kor) classificada de forma independente como Bahnárico Oriental.[2][3]

Línguas Bahnáricas não classificadas do Camboja incluem: Mel, Khaonh, Ra'ong e Thmon.[4]

Bahnárico
  • Bahnárico Ocidental
    • Jru' (Laven), Juk, Su'
    • Nyaheun
    • Oi, The, Sok, Sapuan, Cheng
    • Brao, Laveh, Krung, Kravet
  • Bahnárico central
    • Taliang (Kasseng)
    • Alak
    • Centro-Sul
      • Tampuon
      • Bahnar
      • Bahnárico do sul
        • Chrau
        • Sre
        • Stieng
        • Mnong
  • Bahnárico do norte
    • Halang, Kayong
    • Jeh
    • Kotau
    • Tadrah, Modrah
    • Sedang
    • Hrê
    • Monom (Bonam)
    • Rengao
    • Kaco', Ramam
  • Bahnárico oriental
    • Cua (Kor)

Bahnárico do norte[editar | editar código-fonte]

O Bahnárico do norte consiste em um contínuo dialetal falado ao norte das línguas Châmicas.[5] As línguas Sedang e Hre têm a maioria dos falantes, cada uma com cerca de 100.000.

Norte

Jeh



Halang




Kayong




RomamKaco’




Takua




Monom (Bonam, Monam)




Todrah (Didrah, Modrah)




Sedang



Rengao



Hrê









Outras línguas Bahnáricas do norte, muito pouco conhecidas a fim de serem classificadas, são a língua Duan e a Katua.

Bahnárico ocidental[editar | editar código-fonte]

O Bahnárico ocidental é um continuum dialetal do Bahnárico oriental.[6] Ao contrário de outras línguas Bahnáricas ao leste, as línguas Bahnáricas do oeste estavam sobre influência Khmer, ao invés da influência Châmica, e também pelas línguas Katuicas como parte de uma área linguística Katuica-Bahnárico Ocidental (Sidwell 2003).

  • Bahnárico ocidental
    • Brao–Kavet: Lave (Brao), Kru'ng, Kravet
    • Laven, Sou [separado?]
    • Nyaheun
    • Oi–The: Jeng; Oy, Sok, Sapuan, The

Sidwell (2003) propõe os seguintes agrupamentos para o Bahnárico ocidental, com o Lavi ramificando-se primeiro, Jru'/Laven, Su', e Juk formando um ramo que tinha se ramificado secundariamente, e o restante dentro de um grupo central. Jru' e Brao cada um tem dezenas de milhares de falantes, enquanto que as outras línguas não têm mais de 1.000 oradores cada.

  • Bahnárico Ocidental
    • Lavi
    • (ramo)
      • Jru'/Laven, Su', O Juk
      • (ramo)
        • Nyaheun
        • Sapuan
        • Oi/Sok/Cheng
        • Laveh/Brao

Bahnárico central[editar | editar código-fonte]

O Bahnárico central é uma família linguística dividida pelas línguas Châmicas,[6][7] Bahnar, Mnong, e Sre (Koho) cada uma tem mais de 100.000 falantes.

  • Bahnárico central
    • Alak
    • Cua
    • Taliang (Kassang)
    • Centro-sul: a sudoeste do Châmico:
      • Tampuon
      • Bahnar
      • Bahnárico do sul
        • Stieng–Chrau: Chrau,[7] Stieng (Bulo, Budeh)
        • Sre–Mnong: Koho, Mnong

O Kassang é uma língua Bahnárica (Sidwell 2003), embora o Ethnologue apresenta-o como Katuic.

Sidwell (2002, citado em Sidwell 2003) apresenta a seguinte classificação para as línguas Bahnáricas Centrais.[8] Note-se que Sidwell (2009), mais tarde, classifica o Cua como um ramo independente, nomeadamente Bahnárico Oriental.

    • Bahnárico central
    • Norte Central
      • Alak (Halak)
    • Oeste central
      • Kasseng/Taliang
      • Yaeh
    • Leste central
      • Cua
    • Sul central
      • Tampuon
      • Bahnar
        • Bahnárico do sul
          • Chrau
          • Koho
          • Ma'
          • Stieng
          • Mnong

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Schliesinger, Joachim. Ethnic Groups of Cambodia Vol 2: Profile of Austro-Asiatic-Speaking Peoples. [S.l.: s.n.] 10 páginas 
  2. Sidwell, Paul. 2009. "How many branches in a tree? Cua and East (North) Bahnaric". In Evans, Bethwyn (ed). Discovering History Through Language: Papers in Honour of Malcolm Ross. Canberra: Pacific Linguistics.
  3. Sidwell, Paul. 2010. "Cua (Kor) historical phonology and classification." Mon-Khmer Studies 39:105-122.
  4. Barr, Julie e Eric Pawley. 2013. Bahnaric Language Cluster survey of Mondul Kiri and Kratie Provinces, Cambodia. SIL International.
  5. Sidwell, Edmondson, & Gregerson. 2011. "The North Bahnaric Clade: A Computational Approach." In Srichampa, Sidwell & Gregerson (eds.) Austroasiatic Studies: papers from the ICAAL4: Mon-Khmer Studies Journal Special Issue No. 3, pp.23-37
  6. a b [1]
  7. a b [2]
  8. Sidwell, Paul (2002). "Genetic classification of the Bahnaric languages: a comprehensive review." Mon-Khmer Studies: A Journal of Southeast Asian Linguistics and Languages 32: 1-24.

Ler mais[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]