Línguas cuás

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Línguas cuás
Distribuição
geográfica
Costa do Marfim, Gana, Togo, Benim e Sudoeste da Nigéria[1]
Classificação linguística Nigero-congolesa
Subdivisões

As línguas cuás (kwa) são um ramo da família linguística nigero-congolesa faladas no sudeste da Costa do Marfim, em Gana, Togo e Benim e em parte do sudoeste de Nigéria. O nome foi introduzido em 1885 por Gottlob Krause, africanista e linguista alemão.[2] e utilizado por Westermann e retomado por Greenberg nos anos 1950. Segundo Westermann (1952), o termo cuá deriva da palavra correspondente a "gente" de muitos destes idiomas.

Análises recentes não consideram as línguas cuás, tal como se tinha proposto inicialmente, como uma unidade genética. Na nova classificação, o iorubá e o ibo colocam-se na subfamília benue-congo e as demais línguas cuás agrupam-se como "novo cuá" para evitar confusão com o antigo subgrupo.

Línguas cuás[editar | editar código-fonte]

Os seguintes idiomas fazem parte deste grupo:

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Kwa Volta-Congo». Glottolog  Parâmetro desconhecido |= ignorado (ajuda);
  2. Lüpke, Friederike; Storch, Anne (2013). Repertoires and Choices in African Languages. [S.l.]: De Gruyter. p. 213 
Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.