Línguas de Maurício

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O francês e o inglês são as línguas comuns na sinalização em Maurício.

A Constituição de Maurício não menciona nenhuma língua oficial. Nela contém apenas uma declaração no artigo 49 que "A língua oficial da Assembleia é o inglês, mas qualquer membro do Parlamento pode falar o francês",[1][2] o que implica que o inglês e o francês são as línguas oficiais da Assembleia Nacional (Parlamento). No entanto, a língua majoritária e língua franca do país é o crioulo de Maurício, uma língua crioula de base francesa. O francês é também uma língua comum na educação e a língua dominante da mídia.[3] De acordo com a Organização Internacional da Francofonia, 72,7% dos mauricianos eram falantes de francês em 2005.[4]

Multilinguismo[editar | editar código-fonte]

Em Maurício, as pessoas mudam de língua de acordo com a situação.[5] O crioulo e o bhojpuri são as principais línguas utilizadas em casa, tanto o francês como o crioulo são usados ​​em um contexto de negócios e o inglês é o mais utilizado pelas escolas e governos.[5] O francês e o inglês, que têm desfrutado de maior status social, são favorecidos em ambientes educacionais e profissionais.[5] Além disso, a maioria dos jornais e meios de comunicação estão em francês.[6] Os filmes estadunidenses e outros de língua inglesa e programas de TV exibidos em Maurício são convencionalmente dublados em francês. Quando um mauriciano francófono se envolve em conversas com falantes de crioulo, O francês é mais comumente empregado que o crioulo.

É só no Parlamento que a língua oficial é o inglês, mas qualquer membro da Assembleia Nacional ainda pode enfrentar a cadeira em francês.[7][8] O inglês e o francês são geralmente aceitos como as línguas oficiais de Maurício e como as línguas de administração do governo, do negócio e do tribunal. A língua franca do país é o crioulo.[3]

A língua de sinais de Maurício é a língua das pessoas com deficiência auditiva.

Sendo ao mesmo tempo um país de língua inglesa e de língua francesa, Maurício é membro tanto da Comunidade das Nações e da Francofonia.

Línguas crioulas[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Crioulo de Maurício

As línguas crioulas, que são faladas em diferentes ilhas do país são mais ou menos semelhantes e fazem parte do grupo dos crioulo bourbonnais, estas línguas são o crioulo de Maurício, o crioulo de Rodrigues, o crioulo de Agalega e o crioulo chagossiano são faladas por pessoas das ilhas Maurício, Rodrigues, Agalega e Chagos.

Crioulo de Maurício[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Crioulo de Maurício

O crioulo de Maurício é falado por cerca de 90% da população, é considerada a língua nativa do país e é usado na maioria das vezes em ambientes informais.[5] Ele foi desenvolvido durante o século XVIII por escravos que usavam um pidgin como linguagem para se comunicar uns com os outros, bem como com seus senhores franceses, que não entendia as várias línguas africanas. O pidgin evoluiu com as gerações posteriores para se tornar numa linguagem casual.[6] O crioulo de Maurício é uma língua crioula de base francesa devido aos seus laços estreitos com a pronúncia e vocabulário francês.[9]

Outros Línguas[editar | editar código-fonte]

Outras línguas faladas em Maurício incluem hindi, tâmil, telugu, marata, urdu, oriá, chinês, e o bhojpuri, que é uma fusão de várias línguas indianas faladas pelos primeiros colonos indianos.[3] O número de falantes do bhojpuri em Maurício vem diminuindo ao longo dos últimos anos de acordo com o censo de 2011. Houve uma diminuição no uso do bhojpuri nas casas, em 2011 era falado por 5% da população, contra 12% em 2000.[10] A maioria dos mauricianos são pelo menos bilíngue, se não for trilingue.[3][6][11][12] Os primeiros trabalhadores trazidos pelos franceses foram os tâmeis de origem indiana, que foram usados para construir Port Louis, a capital. Um século mais tarde, os trabalhadores de outras partes da Índia britânica foram trazidos pelos britânicos. O árabe é ensinado nas mesquitas ao redor de Maurício.

Língua portuguesa[editar | editar código-fonte]

Apesar de ser um pequeno país, Maurício, é uma ilha multilíngue que tem fortes ligações culturais com Moçambique. Os portugueses foram os primeiros europeus a chegar nessa ilha. Atualmente, muitos funcionários do setor hoteleiro em Maurício já são fluentes em português[13] e a língua portuguesa vem sendo promovida e já é ensinada em algumas instituições,[14][15] para atender as condições para o país alcançar uma de suas metas, que é fazer parte da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Desde 2006, Maurício já é um observador associado da CPLP.[16]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Constitution of Mauritius» (PDF) (em inglês). Consultado em 15 de março de 2015 
  2. «Republic of Mauritius, Government Portal (Mauritius)» (em inglês). Consultado em 15 de março de 2015 
  3. a b c d «Coexistence International at Brandeis University» (PDF) (em francês). Consultado em 15 de março de 2015 
  4. «La Francophonie dans le monde 2006–2007» (em francês). Consultado em 15 de março de 2015 
  5. a b c d «English Usage in Mauritius» (em inglês). Consultado em 15 de março de 2015 
  6. a b c «Facts and Figures» (em inglês). Consultado em 15 de março de 2015 
  7. «Article 49 of The Constitution» (em inglês). National Assembly of Mauritius. Consultado em 15 de março de 2015 
  8. «Mauritius defies anglophone past to embrace French language» (em inglês). Afp.google.com. Consultado em 15 de março de 2015 
  9. «Pidgins and Creoles» (em inglês). Cambridge University Press. Consultado em 15 de março de 2015 
  10. «2011 POPULATION CENSUS – MAIN RESULTS» (PDF) (em inglês). Government Portal of Mauritius. Consultado em 15 de março de 2015 
  11. «Circular Migration Agreement will enable Mauritians work in France» (em inglês). Consultado em 15 de março de 2015 
  12. «BRIEFING ON THE MAURITIAN INTERNATIONAL ARBITRATION ACT» (PDF) (em inglês). gov.mu. Consultado em 15 de março de 2015 
  13. «Why Mauritius?» (em inglês). Consultado em 23 de julho de 2015 
  14. «Estudantes da língua portuguesa em Ilhas Maurício redigem dossiê sobre a Copa do Mundo e sobre ecoturismo». Consultado em 15 de março de 2015 
  15. «ESTUDANTES DE PORTUGUÊS NAS ILHAS MAURÍCIO». AICL. Consultado em 15 de março de 2015 
  16. «Ilhas Maurício quer estreitar relações com o Brasil». Consultado em 15 de março de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]