Lúcia Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Lúcia Santos (Arari, 18 de novembro de 1964) é uma escritora[1] e poeta brasileira.


Biografia[editar | editar código-fonte]

Chegou a cursar Serviço Social, Letras e Filosofia na Universidade Federal do Maranhão, mas não concluiu os cursos. Em 1986, ganhou o Prêmio Poesia da Fundação Bandeira Tribuzzi-MA. Em 1991, seu poema Clara Manhã foi classificado no VII Festival Maranhense de Poesia Falada – UFMA.[2]. Venceu o XXIII Concurso Literário Artístico Cidade de São Luís, na categoria poesia, com o livro Batom Vermelho[3]. Publicou quatro livros e participou de diversas antologias, sendo que vários dos seus poemas foram musicados por intérpretes brasileiros. Seu nome é citado no Dicionário Crítico de Escritoras Brasileiras, de Nelly Novaes Coelho.


Obras[editar | editar código-fonte]

  • 1992 - Quase Azul Quanto Blue
  • 1997 - Batom Vermelho
  • 2006 - Uma Gueixa Para Bashô
  • 2016 - Nu Frontal com Tarja


Referências


Ligações Externas[editar | editar código-fonte]