Lúcio Genúcio Aventinense (cônsul em 303 a.C.)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Lúcio Genúcio Aventinense, cônsul em 365 e 362 a.C..
Lúcio Genúcio Aventinense
Cônsul da República Romana
Consulado 303 a.C.

Lúcio Genúcio Aventinense (em latim: Lucius Genucius Aventinensis) foi um político da gente Genúcia da República Romana eleito cônsul em 303 a.C. com Sérvio Cornélio Lêntulo.

Família[editar | editar código-fonte]

Aventinense era o nome de uma família plebeia da gente Genúcia e seu nome era derivado do monte Aventino, o bairro romano onde viviam os plebeus. A família descendia do tribuno da plebe Cneu Genúcio, que foi assassinado em 473 a.C..

Consulado (303 a.C.)[editar | editar código-fonte]

Foi eleito cônsul em 303 a.C. juntamente com Sérvio Cornélio Lêntulo[1]. Durante seu mandato, 6 000 homens foram enviados a Alba, no território dos équos, e outros 4 000 a Sora, capturada dos samnitas, para fundarem colônias romanas[1].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Cônsul da República Romana
SPQR.svg
Precedido por:
'Públio Semprônio Sofo

com Públio Sulpício Saverrião

Sérvio Cornélio Lêntulo
303 a.C.

com Lúcio Genúcio Aventinense

Sucedido por:
'Marco Lívio Denter

com Marco Emílio Paulo


Referências

  1. a b Lívio, Ab Urbe condita X, 1.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Broughton, T. Robert S. (1951). The Magistrates of the Roman Republic. Volume I, 509 B.C. - 100 B.C. (em inglês). I, número XV. Nova Iorque: The American Philological Association. 578 páginas