Lúcio Pápio Pacaciano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lúcio Pápio Pacaciano
Morte século IV
Nacionalidade
Vexilloid of the Roman Empire.svg
Império Romano
Ocupação Oficial
Soldo de Constantino (r. 306–337)

Lúcio Pápio Pacaciano (em latim: Lucius Papius Pacatianus) foi um oficial romano do século IV ativo durante o reinado do imperador Constantino (r. 306–337).

Vida[editar | editar código-fonte]

Pacaciano foi citado em várias inscrições que registram seus ofícios. Em 308/309, era homem perfeitíssimo e presidente da Sardenha sob o usurpador Domício Alexandre (r. 308–310). Em 319, segundo lei preservada no Código de Teodósio, era vigário da Britânia e em 332 foi cônsul anterior com Mecílio Hilariano. Entre 332-337, primeiro sob Constantino II (r. 317–340) e então sob Constâncio II (r. 337–361), foi prefeito pretoriano da Itália. Em 337, a África foi adicionada a sua prefeitura. Informações sobre seu mandato foram preservadas a partir de leis do Código de Teodósio e outras fontes escritas, como os papiros de Oxirrinco.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Cônsul do Império Romano
Vexilloid of the Roman Empire.svg
Precedido por:
'Ablávio

com Júnio Ânio Basso

Lúcio Pápio Pacaciano
332

com Mecílio Hilariano

Sucedido por:
'Dalmácio

com Domício Zenófilo


Referências

  1. Martindale 1971, p. 656.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Martindale, J. R.; A. H. M. Jones (1971). «L. Papius Pacatianus 2». The Prosopography of the Later Roman Empire, Vol. I AD 260-395. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press