La Victoire en chantant

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
La Victoire en chantant
No Brasil Preto e Branco em Cores
Negros e Brancos a Cores
Costa do Marfim[1] ·  França[2][3]
1976 •  cor •  90 min 
Direção Jean-Jacques Annaud
Produção Arthur Cohn
Jacques Perrin
Giorgio Silvagni
Roteiro Jean-Jacques Annaud
Georges Conchon
Gênero comédia dramática de guerra
Estreia 22 de setembro de 1976
Idioma língua francesa

La Victoire en chantant (bra: Preto e Branco em Cores[2][3], ou Negros e Brancos a Cores[4]) é um filme de comédia franco-marfinense de 1976, dirigido por Jean-Jacques Annaud.[4]

Filme que marca a estreia de Annaud na direção,[4] foi indicado ao Oscar de melhor filme internacional na edição de 1977, representando a Costa do Marfim.[1]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Academy Awards Nominees and Winners». Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. Consultado em 27 de abril de 2017 
  2. a b Dagomir Marquezi. «Trinta filmes para furar o bloqueio». Cultura. p. 24. Consultado em 11 de março de 2021 
  3. a b «Cuba inscreve filmes na mostra de SP». Roteiro. Diario da Noite. São Paulo. 5 de agosto de 1978. Consultado em 11 de março de 2021 
  4. a b c «Sátira ao colonialismo em "Negros e Brancos"». 2.º caderno. Correio Braziliense. Brasília. 21 de julho de 1977. p. 4. Consultado em 11 de março de 2021 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme francês é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.