La reina del sur

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
La Reina del Sur
A Rainha do Trafico (BR)
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Ação, Drama, Suspense
Duração 42-45 minutos
Criador(es) Arturo Pérez-Reverte
Versão para a televisão:
Roberto Stopello
País de origem Estados Unidos
Idioma original espanhol
Produção
Diretor(es) Walter Doehner
segunda unidade:
Mauricio Cruz
Produtor(es) Hugo León Ferrer
Martha Godoy
Aurelio Valcárcel Carrol
Narrador(es) Kate del Castillo
Elenco Kate del Castillo
Humberto Zurita
Rafael Amaya
Iván Sánchez
Cristina Urgel
Tema de abertura "La Reina del Sur" por Los Cuates de Sinaloa
Exibição
Emissora de televisão original Estados Unidos Telemundo
Transmissão original Estados Unidos 28 de fevereiro - 31 de maio de 2011
N.º de temporadas 1
N.º de episódios Estados Unidos 63
Cronologia
Alguien te mira
La casa de al lado

La Reina del Sur é uma novela americana produzida pela Telemundo, em conjunto com a rede Antena 3 e RTI Producciones e exibida entre 28 de fevereiro e 31 de maio de 2011[1].

A história é baseada na novela de mesmo nome, escrita pelo autor espanhol Arturo Pérez-Reverte em 2002[2].

Kate del Castillo interpreta Teresa Mendoza, uma jovem nascida no México, que se torna a mais poderosa traficante de drogas do sul da Espanha. Cristina Urgel, Ivan Sanchez, Rafael Amaya e Humberto Zurita interpretam os demais papéis principais.

Um remake em língua inglesa, intitulado Queen of the South, estreou em junho de 2016 na USA Network, estrelado por Alice Braga.[3][4] Em maio de 2017, foi confirmada pela Telemundo a segunda temporada da telenovela com estreia para 2018.[5]

Produção[editar | editar código-fonte]

Em março de 2009, a Telemundo adquiriu os direitos da novela La Reina del Sur, do escritor Arturo Pérez-Reverte[6].

La Reina del Sur foi anunciada pela Telemundo como parte de sua programação de 2010-2011, no início de 2010. Em maio de 2010, a atriz Kate del Castillo foi confirmada como a protagonista da história[7].

A maior parte do programa foi filmado no outono de 2010 nos estúdios da Telemundo na Colômbia. Vários atores e cenários foram utilizados simultaneamente por mais de uma produção. Conjuntos representando Marrocos utilizados na telenovela El Clon também foram utilizadas para representar o rochedo de Gibraltar e a cidade de Fez durante as filmagens. Algumas cenas filmadas na Colômbia também foram utilizados em El Cartel 2: La Guerra total.

Com um orçamento de US$10 milhões, é a segunda telenovela mais cara produzida pela Telemundo, sendo a primeira El Señor de los Cielos.[8]

Rafael Amaya filmou algumas cenas de La Reina del Sur e ao mesmo tempo que filmava Alguien te mira. Sara Maldonado também compartilhou seus esforços entre a novela e a produção Aurora.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

A história começa em Culiacán , Sinaloa , quando Teresa recebe uma ligação. Eles dizem a ela que seu namorado, o "Güero" Dávila morreu, por isso ela deve fugir. Ela pede ajuda de Epifanio Vargas, padrinho de Dávila, que a manda para Melilla, na Espanha , para criar uma nova vida. Lá, ela trabalha em um bar e conhece sua melhor amiga, Fátima Manssur e um homem com quem ela está intimamente relacionada, Santiago López Fisterra. Ele é um traficante de tabaco e hachís entre Marrocos e Espanha, através do Estreito de Gibraltar, e ela começa a acompanhar e ajudar em suas viagens. Após um acidente planejado, Fisterra morre, mas Teresa sobrevive e é enviada para a prisão .

Lá conhece Conejo e Patricia O'Farrell, uma mulher bissexual na prisão por seu namorado que tirou uma grande dose de drogas de seus parceiros na máfia russa. Estar na prisão salva Teresa de um incêndio e eles se tornam confidentes. Depois que ambos saíram da prisão, eles começaram um negócio de tráfico de drogas, usando a mesma porção de drogas roubadas dos russos, que Patricia sabia muito bem da sua localização, pelo Estreito de Gibraltar, com seus proprietários. Graças à sua grande capacidade de números e sua inovação, ele é salvo do tratamento do russo Oleg Yasikov, se tornem parceiros e com a passagem do tempo e suas conquistas, forjam uma "empresa" que se torna o mais bem sucedido no tráfico de drogas no sul da Espanha. Todo esse mérito de Teresa, seus grandes ganhos, sendo mexicano e triunfando em outro estado, e perguntando a todos de onde ele vem, faz a celebridade acreditar em seu apelido de "A Rainha do Sul". Teresa tem uma oportunidade e começa uma nova relação com seu contador, Teo Aljarafe ( Miguel de Miguel), embora ele nunca se apaixone. Quando descobriu que estava fornecendo informações sobre seus negócios ao governo, ele decidiu matá-lo. É então quando se descobre que o "Güero" era realmente um agente da polícia e que Epifanio o havia enviado para matar, assim como para ela. Ele retorna ao México para torná-lo público e evita que Vargas se torne presidente do México. Depois de evitar uma tentativa de assassinato em Culiacán, ele adquire uma nova identidade e desaparece com um bebê que era filho de Teo Aljarafe. Ninguém sabe onde está.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Audiência[editar | editar código-fonte]

Seu lançamento em 28 de fevereiro de 2011, obteve a maior audência da rede para a estréia de uma telenovela até aquela data.[9] O programa freqüentemente dominou seu horário, mesmo tendo como concorrentes uma programação em Inglês em outras grandes redes americanas.[10]

La Reina del Sur teve 63 episódios exibidos pela Telemundo e seu décimo terceiro episódio foi exibido simultaneamente pela rede Antena 3 em 30 de maio de 2011. O episódio final teve a maior audiência da história de 19 anos da Telemundo, cerca de 4,2 milhões de espectadores, batendo as redes de televisão dos Estados Unidos com transmissão em Inglês, na faixa etária entre 18-49 anos.[11]O sucesso do programa estimulou a Telemundo para lançar a sua primeira campanha para obter a indicação da série ao prêmio Emmy.[12]Uma programação especial foi ao ar na noite de 31 de maio de 2011, com a presença de várias estrelas do elenco e marcou a estréia na Telemundo de uma das personalidades dos Talk-Shows da TV americana, a cubana, Cristina Saralegui.

Canções[editar | editar código-fonte]

  • "La Reina del Sur", realizada por Los Cuates de Sinaloa.
  • "Si nos dejan", realizada por Jose Alfredo Jiménez
  • "Quédate", realizada por Paola Vargas.
  • "El tiempo no perdona", realizada por Paola Vargas.
  • "Nada igual", realizada por Clara Sanabras.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Premios tu mundo 2012
Categoria pessoa nomeada Resultar
Novela do Ano "La reina del sur" nomeado
Favorita Melhor Atriz Kate del Castillo nomeado
Melhor Bad Luck Vídeo Amor que mata nomeado

Exibição no Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil, pode ser vista no site de streaming Netflix desde setembro de 2011.

O canal por assinatura +Globosat, também exibiu na íntegra, entre 17 de agosto e 11 de novembro de 2015, às 22h30, sob o título de A Rainha do Tráfico.[13]

Foi reexibida pela primeira vez pelo +Globosat entre 8 de fevereiro a 5 de maio de 2016, às 22h.[14]

Exibição Internacional[editar | editar código-fonte]

La Reina del Sur foi transmitida em vários outros mercados, incluindo a Sérvia, na Colômbia,[15] Chile,[16] Cyprus,[17]Nicarágua, Costa Rica, México, Albânia, Hungria, Eslovénia, Croácia, Roménia, Eslovaquia e Brasil, entre outros ).

País Título alternativo/Tradução Rede de TV(s) Estréia da série Final da série Programação semanal Intervalo de tempo
 Estados Unidos La reina del sur Telemundo 28 de fevereiro de 2011 30 de maio de 2011 Segunda a Sexta 22:00
Flag of Spain.svg Espanha La reina del sur Antena 3 14 mar 2011 Maio de 2011 quarta-feira 22:00
República Dominicana La reina del sur Telemundo 28 de fevereiro de 2011 30 de maio de 2011 Segunda a Sexta 22:00
 Armênia Հարավի Թագուհին ShantTv 18 de outubro de 2011 27 dez 2011 Segunda a Sexta 19.15
 Geórgia სამხრეთის დედოფალი Rustavi 2 26 de junho de 2011 15 de julho de 2012 sábado 00:00
 Irão The Queen of the South Zemzemeh 13 de julho de 2011 09 fevereiro de 2012 Quinta-feira e sexta-feira 22:00
 Sérvia Kraljica juga RTV Pink
Pink Soap
Agosto 15, 2011
1 de maio de 2013
09 de novembro de 2011
02 de julho de 2013
Segunda a Sexta
De segunda a domingo
22:00, 13:00
23:00
Nicarágua La reina del sur Televicentro 17 de outubro de 2011 12 jan 2012 Segunda a Sexta 21:00
 Eslovênia Kraljica juga Pink SI
TV3 Medias
08 de dezembro de 2011
17 de janeiro de 2013
7 de março de 2012
12 de abril de 2013
Segunda a Sexta
Segunda a Sexta
16:00
13:50
 Croácia Kraljica juga Doma TV 26 de dezembro de 2011
26 de novembro de 2012
21 mar 2012
22 fev 2013
Segunda a Sexta
Segunda a Sexta
22:30
01:00
 Polónia Królowa Południa Novela TV 14 mai 2012 De agosto de 2012 Segunda a Sexta 22:00
Roménia Regina Sudului Acasa TV 31 ago 2012 25 nov 2012 Sexta a domingo 20:30
 Macedônia Кралицата на југот Pink 15 12 set 2011 De dezembro de 2011 Segunda a Sexta 18:00
 França La reine du Sud France O 29 de fevereiro de 2012 29 de agosto de 2012 quarta-feira 22:45
 Rússia Koroleva youga Domashniy 19 nov 2012 2013 De segunda a quinta 22:00
 Turquia Güney Kraliçesi Sinema TV Aksiyon De dezembro de 2012 2014 sexta-feira 23:00
 Eslováquia Kráľovná juhu[18] TV Doma 6 de julho de 2015 27 de agosto de 2015 00:30
 Brasil A Rainha do Trafico +Globosat 17 de agosto de 2015 11 de novembro de 2015 segunda a sexta 22:30
8 de fevereiro de 2016 5 de maio de 2016 22:00
Filipinas La reina del sur TV5 22 de agosto de 2016 presente segunda, terça e quinta 17:15
 Portugal La Reina del Sur - A Dona do Mundo SIC Caras presente De Segunda a Sexta 15:45

Referências

  1. «Telemundo estrena 'La Reina del Sur' el 28 de febrero». PR Noticias. 23 de fevereiro de 2011. Consultado em 18 de março de 2018. 
  2. «La Reina del Sur, burda y elemental: Pérez-Reverte». El Universal. 1 de junho de 2011. Consultado em 18 de março de 2018. 
  3. N'Duka, Amanda (9 de junho de 2016). «Queen Of The South EP & Cast Talk Female Empowerment And The Importance of Keeping It Real». Deadline.com. Consultado em 24 de junho de 2016. 
  4. Andreeva, Nellie (23 de setembro de 2014). «La Reina Del Sur Adaptation Picked Up By USA Network As Drama Pilot». Deadline.com. Consultado em 23 de fevereiro de 2016. 
  5. «UPFRONT 2017-18: Telemundo y Universo redefinen los medios hispanos con formatos innovadores y programación original». Telemundo website. 11 de maio de 2017. Consultado em 29 de agosto de 2017.. Cópia arquivada em 29 de agosto de 2017 
  6. «Telemundo adaptará 'La Reina del Sur', novela de Arturo Pérez-Reverte». Formula TV. 25 de março de 2009. Consultado em 18 de março de 2018. 
  7. «La actriz Kate del Castillo protagonizará la adaptación televisiva de "La Reina del Sur"». Formula TV. 21 de maio de 2010. Consultado em 18 de março de 2018. 
  8. Guthrie, Marisa (1 de abril de 2011). «How the Telenovela Is Beating the Networks». The Hollywood Reporter. Consultado em 12 de maio de 2011. 
  9. Ng, Philiana. «Telemundo's 'La Reina Del Sur' Telenovela Has Strong Launch». The Hollywood Reporter. Consultado em 12 de maio de 2011. 
  10. Ng, Philiana. «Telemundo's 'La Reina del Sur' Tops Broadcast in Ratings». The Hollywood Reporter. Consultado em 12 de maio de 2011. 
  11. Gorman, Bill. «"La Reina Del Sur" Draws Best Audience Ever For Telemundo Entertainment Program, Averaging Nearly 4.2 Million Total Viewers». TV by the Numbers. Consultado em 1 de junho de 2011. 
  12. Keneally, Tim. «Telemundo Launches Its First Emmy Campaign; Will Tout 'La Reina Del Sur'». The Wrap 
  13. «Canal +Globosat estreia a novela "A Rainha do Tráfico" em agosto». Na Telinha. 16 de julho de 2015. Consultado em 14 de julho de 2016. 
  14. «'La Reina Del Sur' ganha reprise no +Globosat». Café de ideias. 9 de fevereiro de 2016. Consultado em 14 de julho de 2016. 
  15. «Anuncian estreno de La Reina del sur en tv colombiana». El Universal. Consultado em 13 de maio de 2011. 
  16. «La Reina del Sur llegó a Chile este lunes». prlatam. Consultado em 13 de maio de 2011. 
  17. La Reina Del Sur lands in Cyprus - Telemundo Internacional
  18. «Doma uvádza na leto krátku premiérovú telenovelu: Opäť nie je z Turecka!». mediaboom.sk. Consultado em 18 de junho de 2015. 

Links externos[editar | editar código-fonte]