Laboratório de Expressão Facial da Emoção

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Este artigo foi proposto para eliminação rápida por não cumprir com alguma política da Wikipédia. Não remova esta marcação, pois isso seria considerado vandalismo.
  • Regra 5 – Páginas de aparecimento recorrente que a comunidade decide eliminar sempre que apareçam.
  • Proponente: GhostP. disc. 08h43min de 17 de setembro de 2019 (UTC)
  • Último editor: GhostP.

A página será eliminada por um administrador ou eliminador se estiver em conformidade com a política de eliminação.


Proponente: caso esta página contenha imagens:
  • Se não for utilizável em outras páginas conforme os critérios do Commons indique a imagem em WP:PER
  • Se for VDA evidente, colocar na página da imagem no Commons: {{copyvio|1=fonte ou justificação}}
Proponente: em caso de impróprio avise o criador da página:
Aviso de eliminação rápida (ER), apenas {{subst:aviso-ER|Laboratório de Expressão Facial da Emoção|5}} ~~~~
Aviso de ER + boas-vindas a IP {{subst:bv-av|Laboratório de Expressão Facial da Emoção}} ~~~~
Aviso de ER + boas-vindas a registrado {{subst:Av-bv-ER|Laboratório de Expressão Facial da Emoção|5}} ~~~~
Aviso de propaganda {{subst:Aviso-propaganda|Laboratório de Expressão Facial da Emoção}} ~~~~
Aviso de edição imprópria {{subst:Aviso2|Laboratório de Expressão Facial da Emoção}} ~~~~

O Laboratório de Expressão Facial da Emoção[1](FEELab/UFP) foi fundado pelo Professor Doutor Freitas-Magalhães, em 2003, na Faculdade de Ciências da Saúde (FCS), da Universidade Fernando Pessoa.[2], no Porto. Foi um dos primeiros no mundo a desenvolver trabalhos de investigação pioneiros na área da expressão facial da emoção, e é reconhecido nacional e internacionalmente. O F-M FACE Mapping Lab (F-MFML) e o F-M Neuro FACS Lab (F-MNFL) são duas das Unidades de Investigação Especializadas do FEELab/UFP. Dos trabalhos desenvolvidos, destaque para FACEOMA (o código genético da face), apresentado em 2019, e desenvolvido desde 2009, composto por 103 Neuro Facial Movements (NFM), que, em combinação, permite a identificação de 21,000 expressões faciais, o F-M FACS 3.0, apresentado em 2018 nas versões F-M FACS 3.0 EDU, F-M FACS 3.0 PRO e F-M FACS 3.0 XYZ, e desenvolvido desde 2004, e que apresenta 8 pioneiras Action Units (AUs), 22 pioneiros Tongue Movements (TMs) e 1 pioneiro Gross Behavior (GB49, “Crying”). Desde 2018, já foram desenvolvidos o F-M NeuroFACS 3.0, e o F-M FACS 4D Bionic. O Laboratório de Expressão Facial da Emoção (FEELab/UFP) desenvolveu também o pioneiro F-M BabyFACS 3.0, para além de mais de um centena de plataformas tecnológicas sobre a face humana e as suas implicações e aplicações psicossociais.

  1. www.feelab.ufp.pt
  2. www.ufp.pt