Laboratório de Vibrações e Acústica da UFSC

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Laboratório de Vibrações e Acústica
(LVA)
Fundação ca. 1980
Propósito Pesquisa e desenvolvimento em Engenharia Mecânica
Sede Florianópolis
 Santa Catarina
Filiação UFSC
Sítio oficial lva.confd.com.br

O Laboratório de Vibrações e Acústica (LVA) da Universidade Federal de Santa Catarina é uma instituição brasileira de pesquisa científica e desenvolvimento tecnológico na área de engenharia mecânica com foco em acústica. Tem sede no campus da UFSC na cidade de Florianópolis, Santa Catarina, desde o início da década de 1980.

História[editar | editar código-fonte]

O LVA-UFSC foi criado no início da década de 1980 para dar suporte à linha de pesquisa em acústica e vibrações do programa de pós-graduação em engenharia mecânica da UFSC. Inicialmente, a pesquisa era focada na resolução de problemas de ruído em equipamento industrial. Ao longo dos anos, o interesse de pesquisa expandiu para áreas como materiais de controle de ruído, métodos experimentais e numéricos para problemas vibro-acústicos, acústica de edificações, aeroacústica e, mais recentemente, na área biomédica sobre dispositivos de audição e fonação.[1]

Atualmente, o laboratório dispõe de diversos equipamentos e uma estrutura que permite o desenvolvimento científico e tecnológico nas áreas de interesse.[2] Por exemplo, câmaras reverberantes, uma câmara com controle de temperatura (-30 oC a 50 oC) para ensaios de vibração, um tanque para calibração de equipamentos de acústica submarina, entre outros.[3]

Representação de um implante coclear
Um modelo em escala real de um veículo de reentrada SNAP 10A é suspenso dentro de uma das câmaras na instalação acústica do Sandia Laboratory, EUA.

Linhas de pesquisa[editar | editar código-fonte]

Prótese de voz[editar | editar código-fonte]

No âmbito do projeto Desenvolvimento de Prótese de Voz Tráqueo-Esofágica para Pacientes Laringectomizados, o grupo de pesquisadores coordenados pelo Professor Dr. Andrey Ricardo da Silva desenvolveu uma prótese de voz.[4] Um dos objetivos deste projeto é a disponibilização do equipamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS).[5]

A pesquisa conta com o apoio de pacientes do Centro de Pesquisas Oncológicas de Santa Catarina (Cepon), os quais tiveram a laringe totalmente retirada em devido ao câncer. Todavia, cortes no financiamento de estudantes de pesquisa, que tem ocorrido desde 2016, colocam em risco a continuidade deste projeto de pesquisa e desenvolvimento tecnológico.<ref name="lva-cepon">

Pesquisadores[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «LVA». EMC. Consultado em 14 de janeiro de 2020 
  2. Pausch, Florian Johannes (23 de outubro de 2018). «ITA zu Besuch am LVA der UFSC in Florianópolis, Brasilien» [ITA visita o LVA-UFSC em Florianópolis, Brasil]. Akustik-Blog - Universidade Técnica de Aachen. Consultado em 14 de janeiro de 2020 
  3. «Laboratório de Vibrações e Acústica». Laboratório de Vibrações e Acústica. Consultado em 14 de janeiro de 2020 
  4. «UFSC começa a estudar desenvolvimento de prótese de voz no Brasil». ND. 27 de maio de 2017. Consultado em 14 de janeiro de 2020 
  5. Júlia. «UFSC desenvolve prótese de voz – Andifes». Consultado em 14 de janeiro de 2020