Chlosyne lacinia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Lagarta-do-girassol)
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaBorboleta-do-girassol Chlosyne lacinia
C. lacinia, vista superior.

C. lacinia, vista superior.
C. lacinia, subespécie saundersi, pousada.
C. lacinia, subespécie saundersi, pousada.
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Lepidoptera
Subordem: Papilionoidea
Família: Nymphalidae
Subfamília: Nymphalinae[1]
Género: Chlosyne
Butler, 1870[1]
Espécie: C. lacinia
Nome binomial
Chlosyne lacinia
(Geyer, 1837)[1]
Exemplar pousado C. lacinia (em vista inferior).
Sinónimos
Araschnia lacinia Geyer, 1837
Synchloe saundersi Doubleday, [1847]
Synchloe quehtala Reakirt, 1866
Synchloe ardema Reakirt, [1867]
Synchloë mediatrix C. & R. Felder, [1867]
Synchloë paupera C. & R. Felder, [1867]
Synchloe misera R. Felder, 1869
Synchloe pretona Boisduval, 1870
Synchloe crocale Edwards, 1874
Chlosyne adjutrix Scudder, 1875
Synchloë adelina Staudinger, 1876[1]
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Chlosyne lacinia

Chlosyne lacinia (denominada popularmente, em inglês, Bordered Patch[1] e, em português, Borboleta-do-girassol)[2] é uma borboleta neotropical da família Nymphalidae e subfamília Nymphalinae,[1] encontrada dos Estados Unidos (no Texas, Novo México, Arizona, Califórnia e Nevada; sendo migrante casual no Colorado, Nebraska, Kansas e raramente avistada no oeste do Missouri)[3] até o Peru, Bolívia e Argentina.[4] Foi classificada por Geyer, com a denominação de Araschnia lacinia, em 1837,[1] sendo o membro mais bem distribuído e abundante de seu gênero.[4] Suas lagartas se alimentam de plantas da família Asteraceae.[5]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Indivíduos desta espécie possuem as asas de contornos serrilhados e uma grande variação em sua coloração, de acordo com a sua subespécie, atingindo de 3.5 a pouco mais de 5 centímetros de envergadura[3] e apresentando tons de coloração em preto, amarelo, laranja,[4] marrom e branco, vistos por cima,[6] com pouca variação entre macho[7] e fêmea.[8] Vistos por baixo, apresentam padronagem similar.[6][9]

Hábitos e planta-alimento[editar | editar código-fonte]

Segundo Adrian Hoskins, esta espécie pode ser encontrada em ambientes antrópicos ao longo das margens das estradas e florestas, em pastos, clareiras e outros habitats abertos e ensolarados; em altitudes que vão do nível do mar até 1.400 metros. Machos são vistos sobre flores e em grupos, absorvendo a umidade mineralizada do solo. Os ovos são colocados em grandes grupos na parte inferior das folhas da planta hospedeira[3] e são amarelo-brilhantes.[4] Suas lagartas, ao eclodirem, são gregárias, tornando-se solitárias com o crescimento;[3] ocorrendo em vários tipos de coloração que vão do preto ao laranja, sendo cobertas com espinhos curtos[4][10] e se alimentando de plantas das espécies Helianthus annuus (Girassol, gênero Helianthus), Ambrosia trifida (gênero Ambrosia) e Verbesina encelioides (gênero Verbesina),[1] dentre outras.[5] A crisálida é de coloração amarelo-clara.[4]

Subespécies[editar | editar código-fonte]

C. lacinia possui quatro subespécies:

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m Savela, Markku. «Chlosyne lacinia» (em inglês). Lepidoptera and some other life forms. 1 páginas. Consultado em 29 de março de 2017 
  2. Horikawa, Fernanda (11 de julho de 2016). «Chlosyne lacinia (Borboleta-do-girassol. Biofaces. 1 páginas. Consultado em 29 de março de 2017 
  3. a b c d «Bordered Patch, Chlosyne lacinia (Geyer, 1837)» (em inglês). Butterflies and moths of North America. 1 páginas. Consultado em 29 de março de 2017 
  4. a b c d e f Hoskins, Adrian. «Bordered Patch - Chlosyne lacinia (Geyer, 1837)» (em inglês). Learn about butterflies. 1 páginas. Consultado em 29 de março de 2017 
  5. a b «Chlosyne lacinia adjutrix (larval foodplants)» (em inglês). Butterflies of America. 1 páginas. Consultado em 29 de março de 2017 
  6. a b Lep Web. «Chlosyne lacinia» (em inglês). Flickr. 1 páginas. Consultado em 30 de março de 2017 
  7. a b Brock, Jim P. (2009). «Chlosyne lacinia adjutrix, macho» (em inglês). Butterflies of America. 1 páginas. Consultado em 29 de março de 2017 
  8. a b Brock, Jim P. (2009). «Chlosyne lacinia adjutrix, fêmea» (em inglês). Butterflies of America. 1 páginas. Consultado em 29 de março de 2017 
  9. NSG group (29 de março de 2002). «NW14-2 Chlosyne lacinia» (em inglês). Flickr. 1 páginas. Consultado em 29 de março de 2017 
  10. Lep Web. «Chlosyne lacinia (lagarta)» (em inglês). Flickr. 1 páginas. Consultado em 30 de março de 2017 
  11. Davis, Kim; Stangeland, Mike (2006). «Chlosyne lacinia lacinia (1)» (em inglês). Butterflies of America. 1 páginas. Consultado em 29 de março de 2017 
  12. Davis, Kim; Stangeland, Mike (2006). «Chlosyne lacinia lacinia (2)» (em inglês). Butterflies of America. 1 páginas. Consultado em 29 de março de 2017 
  13. Davis, Kim; Stangeland, Mike (2006). «Chlosyne lacinia lacinia (3)» (em inglês). Butterflies of America. 1 páginas. Consultado em 29 de março de 2017 
  14. Cunha, Fabiane; Gómez, Daniel R. Sosa; Silva, Jose J. da; Alexandre, Talita M.; Moscardi, Flávio (dezembro de 2010). «Genetic diversity of the sunflower caterpillar (Chlosyne lacinia saundersii Doubleday and Hewitson) (Lepidoptera: Nymphalidae) populations determined by molecular RAPD markers» (em inglês). Anais da Academia Brasileira de Ciências. vol.82 no.4 (SciELO). 1 páginas. Consultado em 29 de março de 2017 
  15. Senckenberg Museum für Tierkunde, Dresden (2012). «Chlosyne lacinia saundersi (1)» (em inglês). Butterflies of America. 1 páginas. Consultado em 29 de março de 2017 
  16. Senckenberg Museum für Tierkunde, Dresden (2012). «Chlosyne lacinia saundersi (2)» (em inglês). Butterflies of America. 1 páginas. Consultado em 29 de março de 2017 
  17. Brock, Jim P. (2009). «Chlosyne lacinia crocale (1), macho» (em inglês). Butterflies of America. 1 páginas. Consultado em 29 de março de 2017 
  18. Brock, Jim P. (2009). «Chlosyne lacinia crocale (2), fêmea» (em inglês). Butterflies of America. 1 páginas. Consultado em 29 de março de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Chlosyne lacinia
Ícone de esboço Este artigo sobre lepidópteros, integrado no Projeto Artrópodes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.